Facebook Twitter RSS

Patentes

Pesquisa:
Depósito de: Até:
Publicação de: Até:

INPI - Protocolo: PI0406302-3 A2 / Depósito: 08/12/2004 - Publicação: 1861 / 05/09/2006
Depositante: Natalino Michelin (BR/SP)    Inventor: Natalino Michelin    Procurador:
A62C 35/68

Canhão Monitor Articulado com Juntas Sobrepostas para Lançamento de Jatos de Água

.pdf  download (75.4 Kb)
Refere-se a presente invenção a um canhão monitor articulado com juntas sobrepostas para lançamento de jatos de água sob pressão com movimento em todas as direções para combater incêndios nos mais diversis segmentos como florestais, agrícolas, urbanos e industriais, também em irrigações e em operações de rescaldo e resfriamento de depósitos de combustíveis. Seu sistema construtivo com juntas sobrepostas em suas articulações, possibilitou a compactação deste equipamento, tornando-o mais leve. Esta articulação permite também que se manipule o equipamento com extrema leveza e menor esforço, pois a pressão que existe em seu interior não atua em suas articulações. Os canhões podem ser construídos nos mais diversos tamanhos e em quatro diferentes versões de comando: - Canhão monitor com comando manual externo; - Canhão monitor com comando manual pelo interior da cabine; - Canhão monitor com comando elétrico por controle remoto; - Canhão monitor portátil com comando manual. A presente patente pertence ao setor técnico: Mecânica.

INPI - Protocolo: PI0404849-0 A2 / Depósito: 28/10/2004 - Publicação: 1862 / 12/09/2006
Depositante: Bizmaq Industria e Comércio Ltda -Me (BR/ES)    Inventor: José Marcos Bizi    Procurador: Wagner José Fafá Borges
A01C 5/06

Subsolador Sulcador Florestal

.pdf  download (64.2 Kb)
Trata-se de um equipamento destinado a preparar áreas para implantação e reforma de áreas florestais; sendo fabricado monobloco em chapa de 1/2 polegada, tracionado por arrasto, com rodas aro 20, pneus 900 e cilíndrico hidráulico (1), possuindo distribuidor de insumo (2) que será acionado por motor elétrico de 12 volts com desperdício zero e precisão na dosagem, além de haste parabólica de 1/2 polegada de espessura (3) e grade niveladora (4) com duas seções de 2 discos (2.1) recortados de 18 polegadas e mancais em ferro fundido.

INPI - Protocolo: PI0406354-6 A2 / Depósito: 25/10/2004 - Publicação: 1849 / 13/06/2006
Depositante: Ramatís Piscirilli Ramos (BR/SP) / Labib Faour Auad (BR/SP) / André Jafferian Neto (BR/SP)    Inventor: Ramatís Piscirilli Ramos    Procurador: A Criativa Marcas e Patentes S/C Ltda.
A62C 3/02
A62C 39/00; F42B 3/00

Processos de Combate de Focos de Calor e/ou Incêndios de Qualquer Magnitude, e Equipamentos para Operacionalização, Equipamentos para Extinção, e Composições de Extinção Resultantes - Projeto Salamandras

.  download (12.7 Kb)
Consistem em novas linas de novos equipamentos, compostos, métodos que visam apresentar respostas imediatas para a exibição dos incêndios de qualquer magnitude. Os recipientes ora propostos estão definidos como (CFEI) Cápsulas Flexíveis de Extinção dos Incêndios, (RREI) Recipientes Rígidos de Extinção dos Incêndios, (RREI) Recipientes Esféricos Rígidos de Extinção dos Incêndios, (CAEI) Container Articulado de Extinção dos Incêndios, (MEI) Morteiros de Extinção dos Incêndios. Todos os equipamentos propostos utilização de aeronaves pairadas e especialemnte equipadas para operacionalização de suas aplocações, bem como veículos terrestres especialmente equipados. As aeronaves poderão ser dotadas de sistemas ou dispositivos guias para garantir precisão e rota de alvo para a extinção dos incêndios florestais, urbanos e/ou técnicos.

INPI - Protocolo: MU8402550-6 U2 / Depósito: 22/10/2004 - Publicação: 1847 / 30/05/2006
Depositante: Sérgio Machry (BR/SC)    Inventor: Sérgio Machry    Procurador: Santa Cruz Consultoria em Marcas & Patentes Ltda
A01C 11/02

Plantadeira para Plantio Direto ou Cultivo Mínimo para Essência Florestal Produzidas em Tubetes

.  download (12.7 Kb)
Almeja o presente relatório descritivo de patente de modelo de utilidade, a uma plantadeira para plantio direto ou cultivo mínimo para essência florestal produzidas em tubetes, desenvolvida especialmente para perfurar o solo e lançar a muda da árvore em tubete para dentro do buraco produzido no solo. Sendo compreendida por um corpo (1), composto por dois braços (4 e 4a) que se articulam entre si, unidas e livre em seu giro por um eixo articulador (9) sobre o qual se movem, abrindo em cruz e promovendo a abertura ou fechamento da pá perfurante maior (3) e da pá perfurante menor (2), com tubo (5) com entrada (10), túnel (13) e saída (11), e braço (4a) provido de um limitador (12) de curso de fechamento, determinado pelo encosto no suporte (7) do tubo (5).

INPI - Protocolo: PI0416264-1 A2 / Depósito: 21/10/2004 - Publicação: 1879 / 09/01/2007
Depositante: Fiberpac KB (SE)    Inventor: Christer Lennartsson    Procurador: Momsen , Leonardos & CIA
A01G 23/083

Ceifadeira para uma Máquina de Silvicultura e, Método de Medida da Dimensão Transversal de um Tronco de Árvore em Conexão com a sua Derrubada

.pdf  download (98 Kb)
Uma Ceifadeira (1) para uma máquina de Silvicultura compreende Garras (4, 5), um Dispositivo de Corte (8), Dispositivos de Desbaste (6) E Meios de Avanço (7) para agarrar, cortar, desbastar e avançar na direção axial, respectivamente, um tronco de árvore. Além disso, a Ceifadeira (1) inclui um dispositivo de medida (10) para medir o comprimento do tronco de árvore e um dispositivo de medida (11) para medir como a dimensão transversal do tronco de árvore varia ao longo de seu comprimento. O dispositivo de medida (11) inclui meios de medida móveis (14) para detecção sem contato do contorno externo do tronco de árvore, cujo diâmetro é calculável. O dispositivo de medida (11) está localizado entre o dispositivo de desbaste (6) e o meio de avanço (7) para impedir o acúmulo de sujeira no dispositivo de medida (11). Um método de medida da dimensão transversal de um tronco de árvore é descrito em que o tronco de árvore é movimentado axialmente além de um dispositivo de medida (11) em uma ceifadeira (1). O Método compreende as etapas de que um par de meios de medida (14) são movimentados em direção ao tronco de árvore, que pares de valores de leitura são registrados na detecção do contorno externo do tronco de árvore e que a dimensão transversal do tronco de árvore é calculada a partir de cada par de valores de leitura. Após a detecção do contorno externo, os meios de medida (14) são movimentados em uma distância afastada do tronco de árvore a fim de serem, a seguir, novamente movimentados em direção ao tronco de árvore para uma detecção renovada do contorno externo. Um valor de leitura que excede o valor de leitura anterior e substituído pelo valor de leitura antrerior antes de um cálculo renovado da dimensão transversal.

INPI - Protocolo: MU8402228-0 U2 / Depósito: 16/09/2004 - Publicação: 1842 / 25/04/2006
Depositante: Hermes Suzigan (BR/SP)    Inventor: Hermes Suzigan    Procurador: Autoral Patentes e Marcas S/C Ltda
A01G 23/04

Dispositivo de Giro para Braço Oscilante de Carregadeiras Canavieiras e Florestais

.  download (12.7 Kb)
Pertencente ao ramo industrial de máquinas e implementos agrícolas, a partir basicamente de uma máquina (chassi monobloco) na qual o mecanismo de cremalheiras e respectivo eixo dentado são substituídos por um dispositivo predominantemente hidráulico, constituído por conjunto de braço oscilante dotado de chapas laterais superiores e inferiores, chapas de fixação, chapa de apoio, chapa de encosto, elementos de fixação externos e travamento interno, de modo que se instale pistões de acionamento do giro do braço oscilante, na cinemática apresentada, ou a ela correspondente, resultando no giro de até 180 graus do referido braço oscilante.

INPI - Protocolo: PI0404088-0 A2 / Depósito: 08/09/2004 - Publicação: 1843 / 02/05/2006
Depositante: Takeshi Imai (BR/SP)    Inventor: Takeshi Imai    Procurador: Romeu Guilherme Tragante
B64D 1/16

Processo para Desencadear Chuvas Artificiais Localizadas sobre Florestas, para Umiduficá-las e/ou para Apagar Incêndios Florestais, com Aeronaves Especialmente Adaptadas

.  download (12.7 Kb)
Compreende em utilizar aparelhos de pulverização geradoras de gotículas de água e aparelhos de pulverização geradoras de gotas de tamanhos grandes semelhante às chuvas, um reservatório, painel de controle e bomba hidráulica, instalados em uma aeronave, tendo como finalidade de apagar incêndio ou prevenir a floresta de novo focos de incêndios, através da geração de chuvas artificiais ou da precipitação de chuvas.

INPI - Protocolo: MU8402887-4 U2 / Depósito: 30/08/2004 - Publicação: 1842 / 25/04/2006
Depositante: Vanderlei José Borges (BR/DF)    Inventor: Vanderlei José Borges    Procurador:
B27L 11/00

Corte Transversal de Bolacha Florestal

.  download (12.7 Kb)
Que foi desenvolvido com a finalidade de facilitar a alimentação da lenha em caldeiras e visa atuar nos mais variados tipos de caldeiras e fornos, está compreendido por múltiplas bolachas, estas passiveis de apresentarem-se nos mais variados formatos sendo em forma cilíndrica, ou em qualquer forma geométrica, bem como o comprimento, variando de 10 (dez) a 990 (novecentos e noventa) milímetros, e diâmetro de 20 a 800 (vinte a oitocentos) milímetros.

INPI - Protocolo: PI0402489-3 A2 / Depósito: 18/06/2004 - Publicação: 1830 / 31/01/2006
Depositante: Bernardo Rech (BR/RS) / Marcos Donizeti Bono (BR/SP)    Inventor: Marcos Donizeti Bono / Bernardo Rech    Procurador: Marpa Cons. e Asses. Empres. Ltda
A01G 23/06

Rebaixador de Tocos e Árvores e Triturador de Resíduos Florestais

.  download (12.7 Kb)
Particularmente um equipamento acoplado a um trator, composto de um rotor cilíndrico, que gira no sentido horário ou anti-horário, dotado de uma pluralidade de lâminas de vidia, acionado através de dois motores hidráulicos, aplicado no rebaixamento de tocos de árvores e na trituração de resíduos provenientes da colheita florestal, bem como da limpeza de áreas para cultivo.

INPI - Protocolo: PI0402472-9 A2 / Depósito: 17/06/2004 - Publicação: 1831 / 07/02/2006
Depositante: Tora S/A (BR/ES)    Inventor: Adauto Luis Correa / Lupércio Barros Lima / Marcelo de Andrade    Procurador: Wagner José Fafá Borges
E04H 1/00

Processo de Fabricação de Estruturas Modulares em Madeiras para Construção Civil

.  download (12.7 Kb)
Trata-se de um processo que visa possibilitar uma perfeita interação entre o planejamento da obra e a fabricação das peças que farão parte da obra final, tendo início a seleção de matéria prima para compra, que passa por um processo de avaliação ainda na floresta, e seguindo a sequência de identificação da necessidade do cliente, elaboração do cálculo estrutural, normas específicas para o caráter de nossas obras, adequação do Projeto Arquitetônico ao processo tecnológico, simulação da produção das peças, envio das informações para a produção, preparação dos perfis para cada elemento, fabricação dos elementos construtivos, imunização das peças para evitar o ataque de elementos degeneradores ou decompositores da madeira e expedição para obra e sequência de Montagem.

INPI - Protocolo: PI0411030-7 A2 / Depósito: 07/06/2004 - Publicação: 1863 / 19/09/2006
Depositante: Arborgen, LLC (US)    Inventor: Marie B. Connett / Shujun Chang / Robert D. Thomas / Lewis W. Handley / Randy L. Hamilton    Procurador: Hugo Silva, Rosa & Maldonado-Prop. Int
A01H 1/00
A01H 4/00; A01H 7/00

Composições de Meio, Meio de Pré-Cultura de Eucalyptus, Plantas Transgênicas, Polpa, Fibra, Óleo, Papel e Chá da Madeira e Métodos de Transformação de pelo menos uma Célula de Explante de Árvore com DNA Estranho, de Produção de Árvores e Plantas não quiméricas e Transgênicas, de Madeira, de Polpa, de Óleo, de Papel da Madeira e de Seleção de Célula de Planta Transformada

.pdf  download (51.4 Kb)
A presente invenção relaciona-se com um método de transformação e seleção de explantes de plantas independente do genótipo. O método de transformação inclui pré-cultivar os explantes na presença de um indutor Agrobacterium e expor os explantes transformados a um meio de regeneração de brotos que acelera o desenvolvimento dos brotos. São providas as plantas geradas a partir deste método de transformação. Em particular, são providos métodos de obtenção de árvores de Eucalyptus e pinheiros transgênicos. A invenção também provê meios, métodos e plasmídios para seleção e regeneração de plantas, em particular, árvores de florestas.

INPI - Protocolo: PI0401856-7 A2 / Depósito: 27/05/2004 - Publicação: 1776 / 18/01/2005
Depositante: Weyerhaeuser Company (US)    Inventor: Howard W. Duzan, Jr. / George Bledsoe    Procurador: Momsen, Leonardos & Cia.
A01G 23/00

Método para Gerenciar Área Florestal

.  download (12.7 Kb)
Um método para gerenciar área florestal que utiliza diversas culturas culturas genéticas. O método compreende plantar dentro de um lote de terreno uma primeira cultura genética em uma configuração substancialmente linear. A primeira cultura genética é selecionada para produzir árvores com valores elevados de madeiragem. A primeira cultura genética é plantada em um primeiro espaçamento de cultura e em um primeiro espaçamento de fileira que é benefício para produzir árvores com valor elevado de madeiragem. Interplantada ao longo da configuração substancialmente linear existe uma segunda cultura genética. A segunda cultura genética é selecionada para produzir árvores para algo de valor diferente de madeiragem. A segunda cultura genética é plantada em um segundo espaçamento de cultura que é mais curto que o primeiro espaçamento de cultura. Podar a primeira cultura genética em um momento tal que o valor final da primeira cultura genética será maximizado. A colheita da segunda cultura genética ocorre em momento quando ou o valor final da primeira cultura genética será maximizado ou o valor final da segunda cultura genética é elevado. A segunda cultura genética é colhida em um momento quando a segunda cultura genética tem cerca de 8 a 14 anos de idade. A primeira cultura genética é colhida em um momento quando a primeira cultura genética tem 20 a 30 anos de idade.

INPI - Protocolo: PI0408292-3 A2 / Depósito: 27/02/2004 - Publicação: 1835 / 07/03/2006
Depositante: Unisys Corporation (US)    Inventor: Jane Campbell Mazzagatti    Procurador: Nellie Anne Daniel -Shores
G06F 17/00

Sistema e Método para Armazenar e Acessar Dados em um Armazenamento de Dados em Árvores de Conexão

.  download (12.7 Kb)
Descreve-se um armazenamento de dados bseado em árvores compreendendo uma floresta de árvores interconectadas que é gerada e/ou acessada. O armazenamento de dados baseado em árvores compreende uma primeira árvore que depende de um primeiro no raiz e pode incluir uma pluralidade de ramificações. Cada uma das ramificações da primeira árvore termina em um nó de folha. Cada nó de folha pode representar um produto final, como melhor for descrito abaixo. Uma segunda raiz do mesmo armazenamento de dados baseado em árvores é ligada a cada nó de folha representando um produto final. Assim, a segunda raiz é essencialmente uma raiz para uma ordem invertida da primeira árvore, mas a primeira árvore não é duplicada. Finalmente, o armazenamento de dados baseado em árvores compreende uma pluralidade de árvores nas quais o no raiz de cada uma dessas árvores está em um nó elementar, como melhor descrito abaixo. O nó raiz de cada uma dessas árvores pode ser ligado a um ou mais nós em uma ou mais ramificações da primeira árvores. Os nós do armazenamento de dados baseado em árvores contem apenas ponteiros para outros nós no armazenamento de dados baseado em árvores. As raízes das árvores na floresta de árvores compreendendo o armazenamento de dados baseado em árvores pode ser ligado aos dados.

INPI - Protocolo: PI0402697-7 A2 / Depósito: 15/01/2004 - Publicação: 1811 / 20/09/2005
Depositante: Majory Mie Imai (BR/SP) / Ricardo Raiji Imai (BR/SP) / Daniella Miyo Imai (BR/SP)    Inventor: Takeshi Imai    Procurador: Romeu Guilherme Tragante
A01G 23/02

Árvores-Flechas: Processo para Desenvolver Aflorestamentos e Reflorestamentos em Larga Escala com o Uso de Aeronaves

.  download (12.7 Kb)
Compreendido por mudas de árvores silvestres encapsuladas em forma de casulos de flechas descartáveis, montadas em equipamentos aplicadores especiais instalados em aeronaves, que propiciam a plantação de florestas em larga escala.

INPI - Protocolo: PI0306488-3 A2 / Depósito: 22/12/2003 - Publicação: 1806 / 16/08/2005
Depositante: José dos Santos Moraes (BR/MT)    Inventor: José dos Santos Moraes / Nelson Cardoso    Procurador:
E03B 3/00

Sistema Tecnológico de Captação e Abastecimento dágua sem Energia

.  download (12.7 Kb)
A presente invenção, que por estes elementos, conjuga as funções de captar águas das nascentes naturais e bombeá-las até os reservatórios sem o uso de energias e hidráulicas. Usando apenas as forças da hidrocinética, oxigenação que causará o efeito propulsor aliadas da quantidade, da pressão, da manobra gravitacional e inércia, originadas da natureza que levará água saudável pura e cristalina seguindo quilometros afora subindo e descendo morros até os reservatórios de altura consideráveis, dentro dos seus termos, limites, e objetivos. O dito sistema tecnológico é constituído por corpo da nascente, cerca protetora da preservação florestal, curvas de nível, caixas de contenção para proteção de enxurradas, areias e contaminações, reposição florestal, gramíneas que servem como oxigenadores, e filtros naturais, cerca de proteção tecnológica para que seja evitado o contato do homem e animais assim evitando contaminações químicas, físicas e bacteriológicas e outros, pedras e pedriscos, areias grossas, médias e finas que envolverão os canos submersos, servindo de filtros dos mesmos, lona plástica não deteriorável, ramificações e lençóis freáticos, coração da nascente responsável pelo bombeamento natural, canos submersos no corpo da nascente oxigenadores e captador da hidrocinética responsável por captar e bombear a água para fora do corpo da nascente, finalizando no cano adutor que interligará nas redes convencionais de abastecimento que a conduzirá até os reservatórios sem o uso de energias ou hidráulica, que ao completá-los circulará em retorno por um cano de saída de escape retornando para seus leitos naturais.

INPI - Protocolo: PI0304744-0 A2 / Depósito: 10/11/2003 - Publicação: 1801 / 12/07/2005
Depositante: João Batista Borges (BR/GO)    Inventor: João Batista Borges    Procurador:
A62C 3/02

Mata Fogo

.  download (12.7 Kb)
É um mecanismo de combate a incêndios florestais que será acoplado a motosserras - ou outro portátil - substituindo o sabre e a corrente de dentes da serra. Daí sairá um eixo capeado por um tubo - de comprimento de até 03 (três) ou mais metros e a outra extremidade conectada à carcaça do invento por parafusos. O eixo nessa extremidade comportará o invento que começa a ter função a partir deste eixo - de força - que gira com rotação variável conforme se acelera a moto serra. Este eixo é incrustado numa carcaça e gira em seu interior um eixo excêntrico preso por um parafuso. O eixo excêntrico ao girar provocará movimentos laterais nas hastes de funcionamento que retornarão forçadas pelas molas de retorno em movimentos sucessivos de vai e vem, trazendo consigo conectados os pentes - através de parafuso - e que provocará vibrações no material incendiado - capim, etc, por contato com os dentes, afastando o combustível (capim) do calor (chama de fogo) quebrando a cadeia de incêndio que são os elementos oxigênio/combustível/calor. O fogo então se apagará. Este movimento de vai e vem (vibração) se dará pelo fato de os pentes se movimentarem para a direita e esquerda através dos furos que correm nos pinos fixos. Estes pinos serão fixos na carcaça por rosqueamento. As molas se apoiarão internamente na carcaça e serão presas na outra extremidade as hastes de funcionamento através de uma trava sob pressão. As hastes de funcionamento terão junto a carcaça pelo lado de fora um engrossamento em sua extremidade - batente impedindo que penetrem na carcaça. Para lubrificação, a parte oca da carcaça será parcialmente preenchida de óleo lubrificante através do orifício superior e tampado por um parafuso evitando eventuais vazamentos. Para montagem e manutenção, a carcaça terá tampa fixada com parafusos. Este invento poderá ter um sistema de refrigeração à água bastando-se que a carcaça tenha um circuito de circulação para água, que será bombeada para cima através de uma mibro-turbina conectada ao eixo de força; os condutores - canos - de ida de água para um pequeno reservatório - próximo a motosserra - e de retorno terão aletas de refrigeração (perda de calor). Para o invento ser usado em altura superior a da motosserra - e ao reservatório de água - instala-se válvulas de retenção por inclinação - com esferas - evitando-se retorno indesejável ou mesmo derramamento de água. As dimensões do invento e de cada peça, os materiais e técnicas de fabricação, poderão ser definidas por conhecimentos de fabricação de domínio público, e até o emprego de outro tipo de motor. Mesmo outros mecanismos similares ou diferentes podem ser fabricados visando o mesmo fim, pois o que importa é a idealização de um mecanismo que ajude no combate a incêndios e a preservação do meio ambiente. Esta máquina, após desenvolvida, sofrendo ou não adaptações como troca do pente por ex, terá outros usos principalmente no meio rural com bater, arroz, feijão, soja e outros, e compactação de certos materiais, etc.

INPI - Protocolo: PI0306832-3 A2 / Depósito: 20/10/2003 - Publicação: 1761 / 05/10/2004
Depositante: Yaron Mayer (IL)    Inventor: Yaron Mayer    Procurador: Abreu, Merkl e Advogados Associados
A01G 13/00

Sistema e Método para Salvar Florestas Tropicais

.  download (12.7 Kb)
A destruição das Florestas Tropicais nas últimas décadas tornou-se o maior crime contra a humanidade e contra a natureza e contra todas as outras espécies de animais, e também a maior irreversível insensatez do final do século 20 e início do século 21. Diversas estatísticas demonstram que a atual taxa de destruição, a não ser que sejam realizadas drásticas mudanças imediatamente, por volta do ano 2020, ou até antes, 90-100% de todas as florestas tropicais serão destruídas irrevogavelmente, causando prejuízos que levarão milhões de anos para serem reparados, sob qualquer condição. Mais plantas e animais serão extintos durante nossa geração do que foram extintos por causas naturais nos últimos duzentos milhões de anos. Essa massivo desmatamento e extinção, que continua a aumentar em nível acelerado, trazem consigo várias consequencias drásticas, incluindo mas não se limitando a: poluiçãi do ar e da água, erosão do solo, epidemias de malária, a liberação de mais CO2 na atmosfera, diminuição do oxigênio que respiramos, aumento do aquecimento global, e obiviamento a perda irrevogável de grande biodiversidade e com isto, a de muitas plantas e medicamentos potencialmente importantes. A presente invenção busca resolver essa terrível situação criando uma organização e método para motivar o máximo de pessoas o possível para ação imediata - criando um forte incentivo financeiro que transforme a preservação das florestas muito mais lucrativa do que sua distribuição. Preferencialmente, a idéia de agricultura sustentável é combinada com a idéia de venda de acres reais as pessoas, para que ao invés de comprar algo somente no papel, uma organização ou várias organizações sejam criadas, e que garantam que os acres comprados dos governos, por exemplo, dos países em discussão, sejam realmente supervisionados e protegidos, e que o máximo deles o possível, seja usado para a agricultura sustentável. Os próprios acres podem ser específicos, definidos por coordenadas exatas em um mapa, ou virtuais flutuantes, que não estão ligados a uma localização definida funcionando como cotas de uma organização que vende e cuida dessea acres. Isso deve ser combinado, de referência, com uma publicidade de recursos multinivelados, com vários melhoramentos sofisticados sobre o estado da arte.

INPI - Protocolo: PI0306451-4 A2 / Depósito: 24/07/2003 - Publicação: 1801 / 12/07/2005
Depositante: Venissio Olivo Fedrizzi (BR/MT)    Inventor: Venissio Olivo Fedrizzi / José Maria de Oliveira Machado    Procurador:
A01G 17/12

Disposição de Cinto Monitor para Acompanhamento do Crescimento de Árvores

.  download (12.7 Kb)
Pertence ao campo de equipamentos de uso florestal, compreendido cinto flexível, que se acopla a fivela para ajustar o equipamento ao corpo das árvores, de maneira que acomode adequadamente a mesma, sem interferir em seu crescimento, pois o material molda-se ao corpo da árvore, tendo ainda na fivela o visor de leitura onde pode fazer a verificação ate diariamente da numeração do perímetro e do diâmetro, que irá acompanhar o desenvolvimento da planta, tendo ainda na fivela local para colocação de dados de catalogação, auxiliando no controle das árvores e desenvolvimento das mesmas, de forma precisa, simplificada e de fácil utilização, adaptando-se a várias espécies de árvores tanto nativas como cultivadas sem causar dano algum, e as necessidades de seus usuários.

INPI - Protocolo: PI0301864-4 A2 / Depósito: 10/06/2003 - Publicação: 1785 / 22/03/2005
Depositante: Luiz Carlos Gibson (BR/PR)    Inventor: Luiz Carlos Gibson    Procurador: Marpa Cons. e Asses. Empres LTDA
B60B 21/00

Adaptação de Roda Dianteira em Caminhões

.pdf  download (47.9 Kb)
Particularmente caminhões para uso florestal, com objetivo de transformar rodas usadas em máquinas de terraplenagem, chamadas de motoniveladoras, em rodas para equipar caminhões convencionais.

INPI - Protocolo: PI0301648-0 A2 / Depósito: 10/06/2003 - Publicação: 1785 / 22/03/2005
Depositante: Luiz Carlos Gibson (BR/PR)    Inventor: Luiz Carlos Gibson    Procurador: Marpa Cons. e Asses. Empres. Ltda
B60B 19/00

Adaptação de Roda Traseira em Caminhões

.pdf  download (48.4 Kb)
Com objetivo de transformar rodas usadas em máquinas florestais, empregadas no corte e transporte de madeiras, em rodas para equipar caminhões convencionais.

INPI - Protocolo: PI0301890-3 A2 / Depósito: 23/05/2003 - Publicação: 1784 / 15/03/2005
Depositante: Rodolfo Helmut Loewen (BR/PR) / Oscar Gandolfi (BR/PR)    Inventor: Rodolfo Helmut Loewen / Oscar Gandolfi    Procurador: Antônio Buiar
F26B 3/347

Equipamento Pré-Secador de Madeira por Microondas

.  download (12.7 Kb)
Trata o presente pedido Patente de Invenção (PI), de um original equipamento pré-secador de madeira por microondas, que apresenta características próprias, capazes de distingui-lo do estado da técnica, oferecendo vantagens práticas e melhorias funcionais. A partir da tecnologia de fabricação de fornos microondas domésticos, começamos o desenvolvimento da tecnologia para a produção de secadores industriais para madeira, papel e celulose, tecidos, cereais e uma infinidade de outros substratos. Em resumo, a tecnologia foi desenvolvida e sustentada nas propriedades das microondas, o que diminui consideravelmente os custos de secagem, permite, por sua rapidez construir unidades de pré-secagem compactas. O uso desta tecnologia, em processos de desidratação em madeiras serradas ou laminadas, reduz em 42% o uso de energia elétrica, lenha ou combustíveis fósseis, consequentemente reduzindo a poluição em 42% também, melhorando o meio ambiente, pela isenção da fumaça, calor e outros poluentes, além de preservar a floresta pela redução do consumo da lenha. O equipamento é constituído de parafusos, braçadeiras, porcas e arruelas, roldana, graxeira, longarina central, tirante, coluna apoio/tração, pino da base, base do motor, chaminé ar, reforço das colunas, base do transformador, suporte engate, condensador,, magnetron, transformador, guia de ondas, conjunto caixa/saída e tubulações, rolete de carga, caixa interna, conjunto caixa/entrada com tampas, chaminé de ar, mangote sanfonado J, motores trifásicos, exaustores, exaustor (de vapores), conjunto caixa superior e tubulação de ar, trava do esticador, correia, tampa/aberto, rolamento, aporios esticadores, rolo esticador, sapatas reguladoras, colunas de apoio, parafuso esticador, longarina esticador, fundo, longarina tração, polia plana, motor trifásico, polia escalonada, correia, redutor, engrenagem, mancal/aberto e /fechado, rolamento, apoio direto e esquerdo de tração, além do rolo de tração.

INPI - Protocolo: PI0301696-0 A2 / Depósito: 20/05/2003 - Publicação: 1755 / 24/08/2004
Depositante: Weyerhaeuser Company (US)    Inventor: William C. Carlsom    Procurador: Momsen, Leonardos & Cia.
G09F 3/00
A01G 23/00

Método para rastrear Informações de Silvicultura durante o Ciclo de Produção de uma Árvore

.pdf  download (38.6 Kb)
A presente invenção fornece métodos para rastrear informações de Silvicultura durante o ciclo de produção de uma árvore. Os métodos deste aspecto da invenção, cada um, incluem a etapa de armazenar uma primeira porção de informações de silvicultura em uma etiqueta que fica localizada próxima a uma árvore, ou que fica anexada a uma árvore, e acessar a primeira porção de informações de silvicultura durante o ciclo de produção da árvore.

INPI - Protocolo: MU8300579-0 U2 / Depósito: 05/05/2003 - Publicação: 1771 / 14/12/2004
Depositante: Jose Antonio de Menezes (BR/MG)    Inventor: Jose Antonio de Menezes    Procurador:
A01G 23/08

Tensionador Invertido para o Conjunto de Corte de uma Garra Traçadora

.  download (12.7 Kb)
O presente modelo de utilidade, vem para resolver um problema ocasionado pela inversão de uma mesa de um conjunto de corte de toras de madeira, usada por maquinas de corte em florestas remanejadas, constituído por uma peça plana, contrária de uma original, com diversos furos redondos de tamanhos variados, um extremo em formato de gancho onde se encontram dois rebaixos oblongos, e no outro extremo, uma saliência cilíndrica com um furo central, cuja função é esticar uma corrente contida também neste mesmo conjunto de corte.

INPI - Protocolo: MU8300584-6 U2 / Depósito: 05/05/2003 - Publicação: 1771 / 14/12/2004
Depositante: Jose Antonio de Menezes (BR/MG)    Inventor: Jose Antonio de Menezes    Procurador:
A01G 23/087

Ponta do Sabre de Corte

.  download (12.7 Kb)
O presente modelo de utilidade, vem para resolver o problema do desgaste ocasionado pelo atrito da passagem da corrente de corte nas partes metálicas das pontas de sabre de corte originais, utilizadas por máquinas de corte de florestas remanejadas, constituído por uma ponta arredondada, formada por duas chapas em paralelo, presas uma à outra por um eixo de rosca cujo meio é acrescido de uma roldana, que gira livre em um rolamento, cujo sulco da roldana recebe uma saliência da corrente de corte, para qual a mesma foi projetada.

INPI - Protocolo: MU8300583-8 U2 / Depósito: 05/05/2003 - Publicação: 1771 / 14/12/2004
Depositante: Jose Antonio de Menezes (BR/MG)    Inventor: Jose Antonio de Menezes    Procurador:
B27B 15/00

Roldana de Tração da Corrente do Sabre de Corte

.  download (12.7 Kb)
O presente modelo de utilidade, vem para resolver principalmente o problema de desgaste e/ou quebra das paredes entre os sulcos da roda original ocasionado pelo atrito da saliência da corrente quando essa passa pelos sulcos da roda de tração, do sistema de corte tradicional, usada por máquinas em florestas remanejadas, cujo modelo novo é constituído basicamente por uma roldana que trabalha anexada ao eixo de um motor, perfurada ao longo de sua orla cujos furos recebem pinos para tracionar a corrente de corte em sua saliência durante seu funcionamento, pinos estes que são protegidos por uma tampa, e substituídos por outros quando se estragam sem ser necessário desmontar o equipamento.

INPI - Protocolo: MU8300624-9 U2 / Depósito: 14/04/2003 - Publicação: 1769 / 30/11/2004
Depositante: Hermes Suzigan (BR/SP)    Inventor: Hermes Suzigan    Procurador: Autoral Patentes e Marcas S/C Ltda
A01D 45/10

Carregadeira Agrícola e Florestal

.  download (12.7 Kb)
Pertencente ao ramo de máquinas para emprego agrícola e florestal, consistente de veículo sobre rodas, dotada de cabina do operador, motor, rastelo, garra, carenagens e pneus, consistente de uma base propriamente dita instalada sobre o chassi do veículo, por meio de segmentos apropriados, especificamente no centro do referido veículo, ou seja, equidistante de suas laterais; sobre cuja base fixa-se o suporte das cremalheiras, constituído de placa de adesão, com furação coincidente com a furação da base da garra e placa de adesão das cremalheiras; sendo que o suporte das cremalheiras apresenta dois tubos vazados longitudinalmente, através dos quais passam as cremalheiras, as quais cremalheiras coincidem com o eixo dentado do primeiro segmento do braço da garra, e permite o movimento rotativo do braço de alcance de ambos os lados do trator, ou veículo.

INPI - Protocolo: PI0309468-5 A2 / Depósito: 09/04/2003 - Publicação: 1779 / 09/02/2005
Depositante: Bayer Cropscience S.A. (FR)    Inventor: Smita Patel / Jean-Luc Grange / Richard Mclean Bull    Procurador: Dannemann, Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
A01N 25/00
A01N 59/00; A01N 63/00

Composição para Atração e Controle de Artrópodes Compreendendo Ácido Silícico Sintético e Autolisado de Proteína

.  download (12.7 Kb)
A invenção refere-se a uma composição, compreendendo autolisados de proteína derivados de leveduras e ácidos silícicos sintéticos e também, opcionalmente, compostos ativos direcionados contra patógenos animais, para atrair e controlar patógenos animais, cuja composição pode ser usada na agricultura, na horticultura, em florestas, na administração animal, na criação de animais, na proteção de produtos armazenados, na proteção de materiais, no setor de higiene e no campo doméstico.

INPI - Protocolo: MU8301128-5 U2 / Depósito: 31/03/2003 - Publicação: 1771 / 14/12/2004
Depositante: José Aleixo Pinheiro Ribeiro (BR/MG)    Inventor: José Aleixo Pinheiro Ribeiro    Procurador:
A62C 39/00

Equipamento Móvel de Combate a Incêndios em Áreas Florestais e Outros Locais Onde o Acesso é Possível por Via Aérea

.  download (12.7 Kb)
A presente invenção, que possibilita a utilização de aeronaves cargueiras de portas traseiras no combate a incêndios florestais, além de ampliar o leque de aeronaves que podem ser empregadas em tal atividade e reduzir os custos de investimentos e operacionais, proporciona a obtenção de resultados melhores, devido às alternativas de variação do volume de água a ser lançada por área, bem como de o fluxo ser orientado horizontalmente e na perpendicular ao comprimento da fuselagem do avião. O dito equipamento é constituído por um tanque principal para a água, um tanque secundário para os aditivos químicos, um duto basculante de orientação do fluxo, válvulas reguladoras de pressão e vazão, e de um tanque de ar comprimido, com o respectivo compressor.

INPI - Protocolo: PI0300643-3 A2 / Depósito: 20/02/2003 - Publicação: 1767 / 16/11/2004
Depositante: Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo S/A - IPT (BR/SP)    Inventor: Raquel Dias de Aguiar Moraes Amaral / Marcio Augusto Rabelo Nahuz / Sérgio Brazolin / Gonzalo Antonio Carballeira Lopes / Ligia Ferrari di Romagno / Maria Beatriz Bacellar Monteito / Rubens Dias Humph    Procurador: Cláudio Rogério Rega
G01N 3/40

Metodologia para Diagnóstico de Cupins em Árvores

.  download (12.7 Kb)
A presente patente de invenção refere-se ao desenvolvimento de uma técnica de diagnóstico para verificar a ocorrência de cupins xilófagos preferencialmente em árvores urbanas, mas que pode ser também utilizada no meio rural ou florestal, tendo como principal novidade o estabelecimento de um método de inspeção pelos exames da superfície externa do tronco, das condições gerais da árvore e do seu entorno, de uma análise não-destrutiva feita pela prospecção interna através da medida da resistência mecânica do tronco a perfuração, da visualização do dano no interior do tronco e critérios para a realização desta análise. Com um diagnóstico preciso, pode-se avaliar mais facilmente a necessidade de tratamento curativo e/ou preventivo, o abate ou não de árvores infestadas, bem como o fornecimento de subsídios para análises quanto ao risco de queda das árvores.

INPI - Protocolo: MU8300268-5 U2 / Depósito: 14/01/2003 - Publicação: 1827 / 10/01/2006
Depositante: Cleber Mateus da Silva (BR/MG) / Antônio de Almeida Souza (BR/MG) / Anderson Aparecido dos Santos (BR/MG)    Inventor: Cleber Mateus da Silva / Antônio de Almeida Souza / Anderson Aparecido dos Santos    Procurador: Souza Ramos & Associados
E06B 3/08

Disposição Introduzida na Fabricação de Portas, Janelas e Divisórias

.  download (12.7 Kb)
Compreende a presente patente de modelo de utilidade um método de fabricação de janelas (1) e portas (2) com fibra de vidro, utilizando moldes próprios, que permite fabricar variedade infinita de modelos de portas, janelas e divisórias mais duráveis, resistentes a intempéries, imunes a ação de insetos, oxidação, e outros elementos que deterioram os metais e a madeira, além de contribuir para preservação das reservas florestais do planeta. Método este que é realizado em etapas para fundição das diversas partes de uma janela e partes de uma porta, prevendo-se nas partes das janelas rebaixos para ficação da parte fixa e das partes móveis que contém vão para colocação dos vidros ou placas de fibra, e nas portas previstos locais para dobradiças no marco e locais para as dobradiças e fechadura na folha, sendo todas as partes unidas por rebites, cola ou parafusos.

INPI - Protocolo: PI0205238-5 A2 / Depósito: 19/12/2002 - Publicação: 1750 / 20/07/2004
Depositante: Ramatis Piscirilli Ramos (BR/SP) / Labib Faour Auad (BR/SP) / André Jafferian Neto (BR/SP)    Inventor: Ramatis Piscirilli Ramos    Procurador: A Criativa Marcas e Patentes S/C Ltda.
A62C 39/00

Recipiente Transpositor de Arrefecimento, Mecânico, Hidráulico, Elétrico, Eletrônico Aspersor de Fluxos Diversos (RTA)

.  download (12.7 Kb)
Este relatório descritivo apresenta um novo equipamento destinado à prevenção, contenção, e/ou extinção, e/ou combate de focos nocivos de calor e/ou fogos e/ou incêndios diversos, que doravante será definido provisoriamente pelo título RECIPIENTE TRANSPOSITOR DE ARREFECIMENTO, RTA. Trata-se de um novo equipamento projetado e construído com os mais variados materiais, para a obtenção das várias formas (cilíndricas, esféricas, quadradas, retangulares, oviformes, etc.), que como recipientes RTAs, armazenarão e/ou conterão produtos químicos variados, que serão aspergidos de forma controlada sobre os focos de calor e seus consequentes incêndios, florestais ou outros.

INPI - Protocolo: PI0205750-6 A2 / Depósito: 18/11/2002 - Publicação: 1752 / 03/08/2004
Depositante: José Aleixo Pinheiro Ribeiro (BR/MG)    Inventor: José Aleixo Pinheiro Ribeiro    Procurador:
A62C 3/02

Equipamento Móvel de Combate a Incêndios em Áreas Florestais e Outros Locais Onde o Acesso é Possível por Via Aérea

.  download (12.7 Kb)
A presente invenção, que possibilita a utilização de aeronaves cargueiras de portas traseiras no combate a incêndios florestais, além de ampliar o leque de aeronaves que podem ser empregadas em tal atividade e reduzir os custos de investimentos e operacionais, proporciona a obtenção de resultados melhores, devido às alternativas de variação do volume de água a ser lançada por área, bem como de o fluxo ser orientado horizontalmente e na perpendicular ao comprimento da fuselagem do avião. O dito equipamento é constituído por um tanque principal para a água, um tanque secundário para os aditivos químicos , um duto basculante de orientação do fluxo, válvulas reguladoras de pressão e vazão, e de um tanque de ar comprimido, com o respectivo compressor.

INPI - Protocolo: PI0205647-0 A2 / Depósito: 11/10/2002 - Publicação: 1752 / 03/08/2004
Depositante: Claudio Behling (BR/PR)    Inventor: Claudio Behling    Procurador:
A62C 3/02

Sistema de Proteção Florestal Informatizado e Controlado por Câmeras

.  download (12.7 Kb)
Constituído por uma ou mais câmeras de vídeo para monitoramento de florestas e por um software de gerenciamento que poderá fornecer relatórios dos controles estatísticos dos incêndios e a probabilidade deles ocorrerem de novo, software que poderá calcular também o lugar do incêndio e fornecer os caminhos mais rápidos para chegar até ele e apaga-lo, através do sistema de duas câmeras. As câmeras poderão ser equipadas com lentes infravermelhas que enxergam melhor a noite e com neblina. Com um sistema telecontrolado que, as movimentam em 360<198> na horizontal e na vertical, e que pode dar zoom para melhor focalizar o incêndio. Diminuindo o número de trabalhadores nestes postos de trabalho oneroso. Tirando observadores das torres de incêndio já que esse trabalho é cansativo, insalubre e perigoso. Cansativo pois o observador não pode descansar em nenhum momento pois poderá ocorrer incêndio a qualquer hora, e insalubre no momento em que tem que ficar sentado observando o tempo inteiro na mesma posição, e insalubre ergonomicamente e psicologicamente falando, sendo também que é passível de erros por parte do observador que pode acabar dormindo durante o seu turno de trabalho, especialmente se for o turno a noite, perigoso no momento em que o observador se arrisca ao subir ou descer desta torre que pode conter 50 metros de altura. O sistema pode disparar um alarme automaticamente quando surgir alguma imagem amarela ou branca a noite quando a imagem exibida deveria ser toda escura, como por exemplo, a noite. Portanto, o objetivo da presente invenção é criar um sistema que seja mais eficiente, fácil, rápido, barato e menos perigoso e insalubre que o atual para vigilância de florestas contra incêndios.

INPI - Protocolo: MU8202409-0 U2 / Depósito: 26/09/2002 - Publicação: 1741 / 18/05/2004
Depositante: Guarany Industria e Comércio LTDA. (BR/SP)    Inventor: Carlos Alberto Fleury Bellandi    Procurador: Itamarati Patentes e Marcas S/C Ltda
A62C 15/00

Disposição Introduzida em Reservatório Costal Flexível para Líquidos

.  download (12.7 Kb)
Tem por objeto um prático e inovador modelo de bolsa diafragmática, pertencente ao campo dos equipamentos de segurança, de uso mais precisamente como reservatório acoplável a uma bomba manual, destinada ao combate direto aos incêndios florestais em áreas de declive, construção de aceiros úmidos, como equipamentos de apoio em queimadas controladas, e recaldos entre diversos usos, e ao qual foi dada original disposição construtiva, visto ser constituída de um reservatório flexível, possuindo externamente um reforço, além de ser dotado de um reforço interno disposto de forma específica, que distribui uniformemente o líquido no seu interior por meio de uma galeria delgada, comunicável ínfero anteriormente com uma conexão, a qual se eleva da porção ínfero-posterior do reservatório flexível, sendo engatado a um engate rápido valvulado, preferencialmente de latão é solidário a uma bomba manual acoplada a uma mangueira aspersora.

INPI - Protocolo: PI0203957-5 A2 / Depósito: 12/09/2002 - Publicação: 1742 / 25/05/2004
Depositante: Antonio Tubelis (BR/SP)    Inventor: Antonio Tubelis    Procurador:
A01G 13/02
A01M 21/00

Manta Ativadora de Raízes de Planta

.  download (12.7 Kb)
Patente de invento, para ser colocado sobre a superfície do solo, junto e ao redor do tronco de planta frutífera, ornamental ou essência florestal, com o propósito de inibir o desenvolvimento do mato junto e ao redor do tronco da planta, estimular o desenvolvimento do sistema radicular e da parte aérea da planta e aumentar a sua produção, compreendida basicamente de lâmina flexível 1 de material pouco transparente a radiação solar, de formato circular, quadrado, retangular ou irregular, podendo ser constituída de uma ou mais camadas de filme plástico, de papel, de tecido de fibra natural ou sintética, de couro natural ou sintético, ou de borracha, impregnada ou não com conservante natural ou sintético, possuindo um furo central 2 para passagem do tronco da planta, cinco furos 3 equidistantes do furo central para a drenagem da água de chuva e um corte 4 reto ou ondulado ligando o furo central ao perímetro da lâmina 1, quando confeccionada no formato circular, quadrada ou retangular e, dois ou mais furos 2 para a passagem do tronco das plantas, quando confeccionada no formato irregular.

INPI - Protocolo: PI0203402-6 A2 / Depósito: 27/08/2002 - Publicação: 1742 / 25/05/2004
Depositante: Wilton Raimundo da Silveira (BR/RJ)    Inventor: Wilton Raimundo da Silveira    Procurador: Iris Proença Martins
B64C 27/02

Monocóptero Apagador de Focos de Incêndios Florestais com Anti-torque Variável Movido a Energia Eólica

.  download (12.7 Kb)
O presente pedido de Privilégios de Invenção, resume-se em uma mini aeronave, apagadora de incêndios florestais, protegendo o piloto do calor por cima da cabeça com a cúpula -39-, com vestuário especial em que até poderia ser o meio de transporte do futuro próximo, de baixo custo, composto do sistema de anti-torque já patenteado; a reação da hélice pressionando os quatros defletores, no sentido da rotação da hélice, dependendo do seu ângulo de ataque contra o vento aspiralado, da hélice direcionando a aeronave no sentido desejado através das inclinações dos defletores, em contra torque. A alavanca central, movimenta a aeronave para frente ou para traz e a alavanca estabiliza a aeronave injetando o ar para as laterais na decolagem e na aterrissagem. O acelerador, ao ser acionado libera o ar para o interior dos rotores. A pedaleira de direção no chão e no ar movendo os quatro defletores, provocam o torque ao contra-torque. O seu funcionamento é muito simples, cada vez aumentando mais, as pressões dos rotores, movido a propulsão da energia eólica como ar fresco reciclado. O ar saturado (CO2), reinjetando-o durante o vôo sobre o próprio foco de incêndio, atrapalhando as misturas do comburente, sem aplicação de água ou qualquer produto químico, este motor poderá ser empregado em quase tudo: aviões, carros, lanchas e geradores etc... e com este trabalho a biodiversidade certamente agradecerá e tomara que este motor salve o mundo!

INPI - Protocolo: PI0203829-3 A2 / Depósito: 27/08/2002 - Publicação: 1742 / 25/05/2004
Depositante: Wilton Raimundo da Silveira (BR/RJ)    Inventor: Wilton Raimundo da Silveira    Procurador: Iris Proença Martins
B64C 39/00

Avião de Vôo Vertical Movido a Energia Eólica Apagador de Focos de Incêndios Florestais com uma Hélice Externa e Anfíbio

.  download (12.7 Kb)
A aeronave de múltiplas utilidades, composta de uma simples motorização, movida por propulsão de jato, a ar fresco do ambiente, reciclado. O dito avião foi projetado para combater incêndios florestais. A aeronave admite o ar saturado pela hélice, injetando-o de volta sobre os incêndios, abafando e atrapalhando as misturas o oxigênio fresco, com o comburente sempre com as laterais da asa para baixo e com os defletores, com inclinações para o vóo de ré e os subdefletores, na inclinação máxima com as quatros pontas para fora diminuindo ao máximo as sustentações, para evitar um desequilíbrio em cima das turbulências. A hélice reaproveita parte das reações em dois canos curvados, aumentando as forças sobre as reduções entre as duas engrenagens, multiplicando a força da hélice, contra a própria força, que quanto mais o avião se desloca, mais alivia as pressões, disparando cada vez mais os dois rotores aumentando a velocidade, da hélice, por que as pressões são maiores que as reduções. Este motor é capaz de mover geradores elétricos e com este trabalho a biodiversidade certamente agradecerá e tomara que no futuro próximo possamos com tudo aspirar e respirar facilmente e que este motor salve o mundo.

INPI - Protocolo: PI0212006-2 A2 / Depósito: 12/08/2002 - Publicação: 1760 / 28/09/2004
Depositante: Fiberpack KB (SE)    Inventor: Jan Carlsson / Christer Lennartsson    Procurador: Momsen, Leonardos & Cia
A01G 23/08

Máquina Florestal, Sistema para Derrubada Florestal e Método para Derrubar Árvores

.  download (12.7 Kb)
Máquina florestal com dispositivos para derrubar, aparar e cortar árvores que um sistema de controle com módulos operacionais que são acionáveis por um operador. Os módulos operacionais controlam os dispositivos de derrubar, aparar e cortar, assim com o movimentos da máquina florestal. Os módulos operacionais são dispostos de forma discreta e separada da máquina florestal de modo que o ambiente de trabalho do operador está isento dos movimentos de giro, dos solavancos e vibrações a que máquina florestal é submetida durante as operações. De preferência, o operador e o módulo operacional estão situados em um veiculo transportados de carga sobre o qual a máquina florestal carrega as árvores abatidas. Um sistema para a derrubada e corte de árvores compreende uma unidade de derrubada e um módulo operacional. O módulo operacional está disposto discreto e separado da unidade de dettubada. De preferência, o módulo operacional é disposto em um veículo transportador de carga que recebe as árvores abatidas da unidade de derrubada.

INPI - Protocolo: PI0203326-7 A2 / Depósito: 06/08/2002 - Publicação: 1743 / 01/06/2004
Depositante: Universidade Federal de Viçosa (BR/MG)    Inventor: Acelino Couto Alfenas    Procurador: Alexandre Furtado Cordeiro
A01H 17/00
A01H 5/06

Processo de Enraizamento de Eucalyptus Mediado por Rizobactérias

.  download (12.7 Kb)
Esta invenção relaciona-se com as áreas de Microbiologia, Fitopatologia, Patologia Florestal, Silvicultura, Silvicultura Clonal, Engenharia Florestal, Biotecnologia e Fisiologia Vegetal. O objetivo técnico da invenção consiste no uso de rizobactérias pertencentes a espécies dos gêneros Bacillus, Frateuria, Pseudomonas e Stenotrophomonas para a produção comercial ou de interesse científico de mudas de Eucalyptus e outras espécies arbóreas florestais ou agronomicas, tais como: café, cacao, goiabeira, acácia e pinus, dentre outras, a partir de estacas, miniestacas ou microestacas.

INPI - Protocolo: PI0206882-6 A2 / Depósito: 18/07/2002 - Publicação: 1753 / 10/08/2004
Depositante: Wilton Raimundo da Silveira (BR/RJ)    Inventor: Wilton Raimundo da Silveira    Procurador: Iris Proença Martins
B64C 29/00

Avião de Vôo Vertical Movido a Energia Eólica Apagador de Focos de Incêndios Florestais com Uma Hélice Interna e Anfíbio

.  download (12.7 Kb)
A aeronave do pedido de privilégio de invenção, se resume numa solução capaz de ser utilizada para vários fins, sendo o 1 para qual fora projetarem combate aéreo com o vóo de ré contra os focos incêndios florestais, sem água ou produtos químicos a aeronave admite o ar saturado pela hélice injetando de volta sobre os incêndios com a asa fechada para que a mesma não se desequilibre em cima das turbulências do ar quente a hélice, reaproveita o ar duplamente nos canos laterais e nos canos curvados injetando o ar reciclado na frente da hélice, aumentando as pressões e forças entre os dois rotores constantemente, aliviando as rotações da hélice através das duas tampas curvadas, pressionando os quatro defletores, posicionados para o vôo de vertical, injetando ar para baixo com a asa, posicionda em vertical com a ponta em horizontal juntamente com o flutuador para facilitar o taxiamento. Para o vôo de horizontal com as duas tampas abertas com os dois defletores no alinhamento de horizontal dividindo as saídas, e para o vôo de vertical com as tampas, fechando devagar juntamente com as inclinações dos quatro defletores, pressionados por cabos, as pressões dos rotores são maiores que as reduções, este motor poderá ser empregado em outros aviões, helicópteros, lanchas, geradores de energia elétrica, carros leves e pesados, não depende de turbo elétrico, etc...

INPI - Protocolo: PI0203509-0 A2 / Depósito: 08/07/2002 - Publicação: 1742 / 25/05/2004
Depositante: Geraldo Donizeti Franco (BR/SP)    Inventor: Geraldo Donizeti Franco    Procurador: Vilage Marcas & Patentes S/C Ltda
A01C 23/00

Equipamento para Pulverização

.  download (12.7 Kb)
Notadamente de um equipamento que trabalha acoplado a um trator ou similar, destinado à pulverização agrícola em culturas diversas, inclusive áreas florestais, haja vista incorporar um inédito sistema de equilíbrio de balanço dos braços pulverizadores, os quais passam a ser acoplados em uma estrutura aplicada na parte central do mencionado trator ou similar, de modo a gerar vantagens extraordinárias em relação aos dispositivos existentes no mercado consumidor; que aplica-se a todo e qualquer trator convencional, destacando-se por estar instalado na parte central deste mencionado trator; a invenção emprega um quadro elástico e um berço, ambos construídos em material metálico, de maneira que o quadro elástico seja externo e com maiores dimensões que o berço fixo; o quadro elástico é composto de uma estrutura substancialmente retangular, cuja base desenvolve um trajeto compatível com o chassi do trator receptor; na parte inferior o quadro elástico recepciona uma base de fixação articulada das hastes ou braços, pivotáveis nos pontos, referidas hastes ou braços contém os dispositivos pulverizadores propriamente ditos, os quais atuam segundo os sistemas convencionais, podendo ser hidráulicos, através de bombas ou quaisquer outros recursos conhecidos; nos lados opostos e superiores do quadro elástico estão inseridos dispositivos de passagem e deslizamento de cabos de aço ou similares que permitem icar as mencionadas hastes ou braços, articulando-as nos ditos pontos. Havendo deslocamento angular do trator, as chapas paralelas acompanham tal ocorrência de modo que linha fictícia entre os pontos de articulação superiores sofra uma correspondente alteração, enquanto a linha inferior se mantém horizontal; desta forma, as hastes ou braços permanecem estabilizadas, independentemente da movimentação do mencionado trator.

INPI - Protocolo: PI0210103-3 A2 / Depósito: 31/05/2002 - Publicação: 1744 / 08/06/2004
Depositante: Instituto Superior Técnico (PT)    Inventor: Rui Mario Correia da Silva Vilar / Fernando Antonio dos Santos Simões / José Lino Vasconcelos da Costa / Adrein Borisovich Utkin / Alexander Lavrov    Procurador: Dannemann, Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
G01S 17/95
G01S 7/48

Sistema Lidar Controlado por Computador para Localização de Fumo, aplicável, em particular, à Detecção Precoce de Incêndios Florestais

.  download (12.7 Kb)
A presente invenção relata a um método e a un sistema de detecção e localização de incêndios em florestas em um estágio inicial utilizando Lidar. Na configuração mais simples, o sistema inclui um Lidar e um cmputador de controle que opera o sistema de varrimento de feixe e executa um reconhecimento automático de indicadores de fumaça no sinal Lidar na base de um algoritmo de rede neuronal. O procedimento de varrimento é otimizado para a dada topografia e outras características da área sob vigilância. A rede neuronal é simulada ou implementada como um co-processador. Para cobrir áreas extensas, várias estações Lidar podem ser ligadas entre si em uma rede, as quais permitem um varrimento simultâneo de áreas suspeitas por várias estações Lidar vizinhas a fim de garantir uma máxima eficiência e a redução de alarmes falsos. O sistema permite a detecção e localização de incêndios mais cedo e mais distante do que sistemas passivos, cuja sensibilidade é menor.

INPI - Protocolo: PI0201478-5 A2 / Depósito: 15/04/2002 - Publicação: 1657 / 08/10/2002
Depositante: Instituto Superior de Ciencias Y Tecnologia Nucleares - CITMA (CU) / Francisco Heriberto Martinez Luzardo (CU) / OSEC - Organização Santamarense de Educação e Cultura (BR/SP) / Javier Torres Hernandez (CU) / Lazaro Lima Cazorla (CU) / Marco Aurélio Sivero Mayworm (BR/SP) / João Dias de Toledo Arruda Neto (BR/SP) / Ana Cristina Cestari (BR/SP)    Inventor: Francisco Heriberto Martinez Luzardo / Javier Torres Hernandez / Lázaro Lima Cazorla / Marco Aurélio Sivero Mayworm / João Dias de Toledo Arruda neto / Ana Cristina Cestari    Procurador:
C02F 1/62
C02F 101/20

Método Químico de Imobilização de Taninos no Córtex e sua Utilização para Remover Metais Pesados de Águas

.  download (12.7 Kb)
A presente invenção pertence ao campo da Ciência Ambiental. O objetivo da presente invenção é a imobilização de taninos vegetais no córtex de árvores florestais para que possa ser usada para a remoção de metais pesados de águas. A invenção é baseada em um método químico para imobilizar taninos vegetais no córtex de árvores e compreende o processamento do córtex, a partir de sua prévia secagem, trituração, o processo de imobilização dos taninos por via química e sua utilização para remover metais pesados presentes em águas naturais ou residuais. É aplicável para a remoção de metais pesados no tratamento de águas resíduais que os contêm em baixas concentrações.

OMPI - Protocolo: WO02081606 / Depósito: 05/04/2002 - Publicação: 3472 / 17/10/2002
Depositante: CUPUACU INTERNATIONAL, INC.    Inventor: NAGASAWA, Makoto    Procurador: IWATANI, Ryo
A23D 9/00
A23G 1/00; A23L 1/30; C11B 1/04; C11B 1/06

Cupua Seed-Origin Fat, Process for Producing the Same and Use Thereof

.  download (12.7 Kb)
Cupua fat originating in cupua seeds which is free from any excitants such as caffeine or theobromine and contributes to good health and health foods such as chocolate produced by using the same.

INPI - Protocolo: MU8103122-0 Y1 / Depósito: 21/12/2001 - Publicação: 1721 / 30/12/2003
Depositante: Francisco José de Queiroz Orlanda (BR/SP)    Inventor: Francisco José de Queiroz Orlanda    Procurador: Vilage Marcas & Patentes S/S Ltda.
A01C 5/08

Disposição Introduzida em Máquina Plantadeira para Cultura Florestal e Congênere

.  download (12.7 Kb)
Mais particularmente de dispositivos, tais como, um cilindro hidráulico para elevar o conjunto da máquina plantadeira, um módulo de corte com disco instalado na dianteira do equipamento, um desenho especial da haste sulcadora, uma roda de deslocamento e acionamento do conjunto com um pneu de maior dimensão, uma caixa de intermitência com pulmão de adubo para o plantio, um mecanismo de duplo retardo no plantio, um módulo de irrigação com um tanque de água em disposição triangular, para a irrigação da planta e um par de rodas cónicas especial, extremamente largas e com grande inclinação. Consiste de uma máquina plantadeira de mudas e similares, mais particularmente composta de dispositivos aperfeiçoados e introduzidos, tais como, um módulo de corte com disco instalado na dianteira do equipamento, um módulo de irrigação de água, para a irrigação da planta e um cilindro hidráulico para elevar o conjunto da máquina plantadeira, um desenho especial da haste sulcadora, ressaltando que a mesmo só é utilizada nesta configuração para áreas infestadas com capim, pois nas demais áreas, é utilizado o perfil convencional. Também presente uma roda de deslocamento e acionamento conjunto com um pneu de maior dimensão, uma caixa de intermitência com pulmão de adubo para um plantio, um sistema de duplo retardado para plantio de muda e um par de rodas cônicas especial, extremamente largas e com grande inclinação.

INPI - Protocolo: PI0115298-0 A2 / Depósito: 08/11/2001 - Publicação: 1722 / 06/01/2004
Depositante: Idebio, S.L. (ES)    Inventor: Alejandro Martinez Pena    Procurador: Dannemann, Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
A01N 63/00
A01N 43/16

Pesticida Biológico a Base de Quitosano e Nematódeos Entomopatogênicos

.  download (12.7 Kb)
A invenção consiste em uma npva formulação pesticida, bioestimulante e com efeitos fungicidas, combinando a ação bioestimulante devida ao quitosano ao controle biológico de pragas em culturas agrícolas e florestais devido a insetos fitopatogênicos por nematódeos entomopatogênicos das famílias Steinernematidae e Heterorhabditidae. Existe uma ação sinérgica entre o bioestimulante e o pesticida biológico devido a ação de bactérias simbióticas dos gêneros Xenorhabdus e Photorhabdus, que transportam os nematódeos dessas famílias. A ação acima mencionada é sinergisticamente aumentada pelo efeito bioestimulante do quitosano sobre as plantas, favorecendo o desenvolvimento radicular e o grau de lignificação e provocando o surgimento de genes produtores de fitoalexinas como um mecanismo de defesa.

INPI - Protocolo: PI0104966-6 A2 / Depósito: 11/10/2001 - Publicação: 1749 / 13/07/2004
Depositante: Álvaro Lúcio (BR/MG) / Antônio Delfino Santos Neto (BR/MG)    Inventor: Álvaro Lúcio / Antônio Delfino Santos Neto    Procurador: Carlos José dos Santos Linhares
C10B 49/02

Processo de Carbonização da Madeira para a Fabricação do Carvão Vegetal

.  download (12.7 Kb)
O processo de carbonização da madeira consiste em submetê-la a um tratamento térmico, em temperaturas mais elevadas que a ambiente, em uma atmosfera controlada, que deve ser isenta de oxigênio livre. Durante o processo de carbonização, há uma decomposição da madeira pelo efeito da temperatura resultando em um produto sólido - carvão vegetal - e desprendimento de matéria volátil parte da qual pode ser condensada. No Brasil, o carvão vegetal é obtido em fornos primitivos, ou em fornos retangulares de grandes dimensões, nos quais parte da madeira é queimada para o fornecimento do calor necessário ao processo. Além disto, gases condensáveis altamente poluentes são lançados para a atmosfera. A presente invenção se refere a um processo no qual fornos retangulares de grandes dimensões são adaptados ao processo DPC. Neste processo os produtos voláteis desprendidos durante a pirólise são queimados em uma câmara independente para a geração do calor necessário ao processo. Resulta que a queima de parte da madeira é evitada e que produtos condensáveis poluentes não são lançados para a atmosfera. O sistema proposto pela presente invenção tem, portanto o bjetivo de permitir a adaptação do processo DPC aos fornos alvenaria de carbonização independente do formato ou das dimensões. A adaptação permite um controle preciso do processo, obtendo-se assim o teor de carbono fixo que se desejar, e um maior rendimento da carbonização, que por sua vez significa um aumento da reserva florestal cultivada. No sistema proposto pela presente invenção, gases combustos efluentes de uma câmara de combustão localizada externamente, percorrem o forno de secagem em percurso descendente, aquecendo a madeira e as paredes do forno de secagem. Na câmara de combustão há um trocador metálico de calor, que transfere calor dos gases combustos par parte dos gases produzidos na pirólise, gases estes que irão aquecer a madeira anidra no forno de pirólise e fornecer o calor necessário as reações de carbonização. O conceito fundamental do processo que idealizamos é o aquecimento da madeira da qual se deseja extrair voláteis pelos próprios voláteis que se deseja extrair, adaptando-se assim este conceito aos fornos retangulares de grandes dimensões que estão em funcionamento. Resultam desta adaptação entre outros benefícios o não lançamento para a atmosfera de gases poluentes e nocivos para a saúde homana, um aumento na produtividade dos ditos fornos retangulares, e um aumento no rendimento gravimétrico. Alternativamente, os gases da pirólise podem ser queimados em um duto metálico colocado no meio do forno, que transfere calor à madeira em torno do mesmo, através da intensa e eficiente circulação dos gases existentes na atmosfera do forno entre as toras de madeira.

INPI - Protocolo: PI0106775-3 A2 / Depósito: 04/09/2001 - Publicação: 1704 / 02/09/2003
Depositante: Universidade Federal de Viçosa (BR)    Inventor: Alexandre Santos Pimenta    Procurador: Sylvia Maria Machado Vendramini
C10B 3/02

Forno Semi-contínuo tipo Container para Produção de Carvão Vegetal

.  download (12.7 Kb)
O forno semi-contínuo tipo "Container" destina-se para produção de carvão vegetal pelo setor de Engenharia Florestal. O forno, construído em chapa metálica, consiste de quatro partes principais: Container, Poço Isolante, Sistema de Eliminição de Poluição (Condensadores, Fornalha e Ventilador) e guindaste tipo pórtico equipado com Troley mecânico e talha manual. Cada forno trabalha com tres containeres com capacidade que pode variar de 2 a 5 estereos de lenha. O poço isolante é onde fica o container, tendo como função impedir perdas de calor do container para o ambiente enquanto a carbonização acontece. Dois sistemas de eliminação de poluição podem ser acoplados ao sistema. Se o interesse do produtor se resumo ao carvão vegetal, a fumaça oriunda do leito de carbonização é diretamente conduzida a uma fornalha celular, onde ocorre a queima mista de fumaça e resíduos florestais (cavacos). Além de eliminar a poluição, o calor assim gerado é suficiente para secar a lenha que o forno consome. Por outro lado, se o carvoeiro pretende aproveitar o alcatrão e os pirolenhosos, um sistema simples de ciclones é colocado antes da fornalha. Nesta segunda possibilidade de operação, alcatrão e pirolenhosos são recuperados, a poluição é eliminada e a secagem da linha é mantida, queimando-se uma quantidade adicional de resíduos da fornalha.

INPI - Protocolo: PI0104661-6 A2 / Depósito: 22/06/2001 - Publicação: 1684 / 15/04/2003
Depositante: Universidade Federal de Viçosa (BR/MG)    Inventor: Acelino Couto Alfenas    Procurador: Sylvia Maria Machado Vendramini
A01N 63/04

Processo de Destoca Biológica de Eucalyptus, mediante o Uso de Fungos Apodrecedores

.  download (12.7 Kb)
Essa invenção relaciona-se com as áreas de Microbiologia, Fitopatologia, Patologia Florestal, Silvicultura e Engenharia Florestal. O objetivo técnico da Invenção consiste no uso de fungos não patogênicos apodrecedores da madeira, para a destoca biológica de Eucalyptus spp. para fins comerciais ou de interesse científico. São apresentados os métodos de isolamento e a frequência de fungos capazes de degradar a madeira de tocos de Eucalipto, coletados em várias regiões do país.

INPI - Protocolo: MU8101147-4 U2 / Depósito: 18/05/2001 - Publicação: 1676 / 18/02/2003
Depositante: Fredo Rodolfo Guilherme Demuth (BR/RS)    Inventor: Fredo Rodolfo Guilherme Demuth    Procurador: Claudio José Martins Costa Gonçalves
A01G 23/093

Disposição Construtiva Aplicada em Máquina de Descascar Tores de Madeira

.  download (12.7 Kb)
O objeto em questão foi desenvolvido para a total retirada da casca das toras de madeira com o intuito de fabricar celulose, sendo destinado a companhias de celulose e aos contratistas da mesma que fornecerão madeira descascada a fábrica; portando, o objeto tendo o campo de aplicação no setor florestal principalmente direcionado ao fornecimento de madeira descascada as empresas de celulose, onde foi desenvolvido um sistema de molas a compressão nas facas do rotor, com o adicional de contra pesos de compensação. A carcaça da máquina foi projetada para deixar os rolos de acionamento expostos, sendo que no caso de toras trancadas, onde a remoção da mesmo é muito facilitada, pois com a simples remoção de proteções externas as toras ficam totalmente expostas e facilmente manuseáveis, sendo que a padronização de peças tem como objetivo simplificar os mecanismos, facilitar sua manutenção, facilitar a operação pela facilidade de intervenção no manuseio com as toras aumentando com isto a disponibilidade da máquina e baixando os custos por toras descascadas.

página 1 - 2 - 3

Novidades do Site

Mercados de produtos florestais alternam entre estagnação e crescimento nos seus diversos setores em 2016. Saiba mais aqui.
 
Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

Uma meta, sem um plano para chegar lá, nada mais é do que um simples desejo.
Antoine de Saint-Exupery

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


31832 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey