Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


01/02/2012

Viena investe em plantio de florestas de eucalipto

"Hoje estamos rodando com quatro alto-fornos no Maranhão e o de Minas está parado"

Foto: Google
A clonagem de árvores de eucalipto é a principal arma da brasileira Viena Siderúrgica para elevar a produção em suas plantações destinadas ao fornecimento de matéria-prima para fabricação de ferro-gusa. O objetivo da companhia é elevar, até 2015, em 53% a produção média anual de madeira por hectare comparada ao desenvolvimento de áreas com plantações convencionais.

Para tanto, são desenvolvidas árvores de alta produtividade, geneticamente idênticas, já testadas e adaptadas às condições ambientais de onde serão plantadas.

Em operação desde 1988, a companhia adotou a técnica há 12 anos e já produz uma média anual de 42 metros cúbicos de madeira por hectare, prevendo chegar a 46 metros cúbicos nos próximos três anos. Em áreas convencionais, a produtividade média anual é de 30 metros cúbicos por hectare. A Viena tem atualmente 43 mil hectares de florestas plantadas, em quatro estados brasileiros. Cerca de 27.500 hectares estão no Maranhão, 13 mil em Minas Gerais, 2.300 em Tocantins e 200 no Pará.

O diretor da Viena, Rodrigo Valladares, disse ao Valor que a empresa investe cerca de 17% do faturamento em pesquisa e desenvolvimento de clones de eucalipto para reflorestamento. O trabalho de clonagem, desenvolvido por cinco engenheiros e consultores externos, é acompanhado pela Universidade Federal de Viçosa. Atualmente, há 1.200 clones em teste em vários sítios florestais.

Valladares destacou que a técnica tem ajudado a companhia, que exporta 90% de sua produção, a resistir à crise internacional. "Temos controle das fontes de matéria-prima", disse. A produção de ferro-gusa da Viena atingiu 360 mil toneladas em 2011. A companhia, apta a produzir 620 mil toneladas por ano, tem cinco alto-fornos no Maranhão e um em Minas Gerais. Os alto-fornos têm um sistema de injeção de carvão pulverizado, sinterização e mina própria. 

"Hoje estamos rodando com quatro alto-fornos no Maranhão e o de Minas está parado. Com este ritmo, prevemos produção de 400 mil toneladas neste ano", disse Valladares. A siderúrgica tem ainda uma termelétrica no Maranhão, com 7,5 MW de potência, que capta o calor dos alto-fornos. "Somos praticamente autossuficientes. Com três fornos operando, consumimos 6 MW e com quatro, 7,5 MW", explicou. Há estudos para nova termelétrica.

Em 2011, a Viena faturou R$ 298 milhões, 27% acima 2010. O investimento total no ano passado somou US$ 30 milhões, dois terços para áreas de plantio. 


Fonte: Valor



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (2)


Marco Antonio Paiva Guimarães disse:

08/02/2012 às 07:30

Sou Eng. Agrônomo e tenho 50 ha de Eucalipto plantada em São Roque de Minas - MG e lendo a reportagem fiquei curioso para saber o motivo pelo qual a unidade de Minas Gerais da Viena Siderúrgica esta parada, falta de demanda? Obrigado.

Jonathan Flugel Tavares disse:

01/02/2012 às 14:13

Boa tarde!
Como devo proceder para encaminhar um CV para esta empresa?
Att.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


2610 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey