Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


25/05/2010

Vendas de Papéis Crescem 12,8% em Abril

De acordo com dados preliminares da Associação Brasileira de Celulose e Papel (Bracelpa), as vendas locais totalizaram 435 mil toneladas no mês passado, alta de 12,8% em relação a igual intervalo de 2009. Na comparação com março de 2010, o volume de vendas encolheu 0,6%. O melhor desempenho do período foi apurado no segmento de papel cartão, disputado por Klabin e Suzano Papel e Celulose, cujas vendas cresceram 40% sobre abril de 2009, para 49 mil toneladas.

 De acordo com dados preliminares da Associação Brasileira de Celulose e Papel (Bracelpa), as vendas locais totalizaram 435 mil toneladas no mês passado, alta de 12,8% em relação a igual intervalo de 2009. Na comparação com março de 2010, o volume de vendas encolheu 0,6%. O melhor desempenho do período foi apurado no segmento de papel cartão, disputado por Klabin e Suzano Papel e Celulose, cujas vendas cresceram 40% sobre abril de 2009, para 49 mil toneladas.

Principal mercado da indústria nacional de papéis, o segmento de produtos para embalagem apresentou alta de 18% nas vendas internas, para 146 mil toneladas. No acumulado de janeiro a abril, as vendas do setor atingiram 1,665 milhão de toneladas, expansão de 11,1%. O resultado foi mais uma vez impulsionado pelo papel cartão, cujas vendas somaram 186 mil toneladas, alta de 39,8% sobre o primeiro quadrimestre do ano passado.

O desempenho das exportações também foi favorável, com vendas de 177 mil toneladas em abril. O resultado representa alta de 7,3% sobre o mesmo período do ano passado, mas é 19,5% inferior ao apurado em março. De janeiro a abril, as exportações somaram 737 mil toneladas, acréscimo de 20,2% sobre o primeiro quadrimestre de 2009.

A receita com vendas externas no período cresceu 24,4%, para US$ 657 milhões (preço FOB). O aumento das vendas domésticas reflete a expansão do consumo aparente local. Esse ambiente favorável de negócios no Brasil contribuiu para que as importações no quadrimestre totalizassem 458 mil toneladas, alta de 55,8% sobre os quatro primeiros meses do ano passado.

O consumo aparente no intervalo cresceu 11,4%, para 2,969 milhões de toneladas. Para atender à demanda, as indústrias ampliaram a produção em 8,8% para 3,248 milhões de toneladas entre janeiro e abril.


Fonte: Monitor Mercantil/Adaptado por Celulose Online



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

20/01/2020 às 23:59

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1711 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey