Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


19/09/2011

Venda de ativos de papel

O jornal Valor Econômico publicou nesta segunda-feira que a companhia controlada pela família Feffer estaria estudando a venda.

 A Suzano Papel e Celulose negou nesta segunda-feira informação de que a companhia está avaliando a venda de seus ativos de papel e de já teria contratado banco para assessorar a empresa. Procurada pela Reuters, a assessoria de imprensa da Suzano afirmou que a informação sobre venda de ativos de papel "não procede".
O jornal Valor Econômico publicou nesta segunda-feira que a companhia controlada pela família Feffer estaria estudando a venda de ativos de papel, e que o banco JP Morgan teria sido contratado para comandar a operação, que poderia ser feita em blocos. "Isso é uma surpresa porque a Suzano acabou de comprar ativos de papel da Fibria. Não faz sentido vender", afirmou o analista do setor de papel e celulose da SLW Corretora, Pedro Galdi. "Pode ter sido uma história mal-contada pelo mercado."

Em dezembro de 2010 a Suzano anunciou a aquisição dos 50% do Consórcio Paulista de Papel e Celulose (Conpacel) pertententes à Fibria por US$ 1,45 bilhão, tornando-se, desta forma, controladora integral da empresa, já que a Suzano já detinha a outra metade. Em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) na ocasião, a Suzano disse que a aquisição reafirmava a estratégia da companhia em contar sempre com ativos competitivos para disputar e se consolidar na liderança regional de papéis e de expandir seu negócio de celulose de mercado.

No final do segundo trimestre, o negócio de papel da Suzano respondeu por 43,3% das vendas da companhia e 43,1% da produção. Enquanto a celulose respondeu por 42% da receita líquida da companhia entre abril e junho, os 58% restantes ficaram por conta do papel, sendo os não-revestidos responsáveis por 36% do total. As ações da Suzano operavam em queda de 1,86% às 11h20, enquanto o índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) cedia 1,39%. As ações da Fibria, por sua vez, recuavam 1,15% no mesmo horário.


Fonte: Painel Florestal



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

19/08/2019 às 14:42

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1192 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey