Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


24/07/2012

Uso sustentável do solo e Plano ABC são temas de debate em Marianópolis/TO

Produtores rurais do município de Marianópolis participaram do I Seminário de Manejo e Uso Sustentável do Solo, que ocorreu na sexta-feira, dia 20, no Centro Comunitário Municipal da cidade.

O evento foi promovido pela Prefeitura do Município e contou com o apoio da Seagro – Secretaria da Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento. Participaram como palestrantes do Seminário, pesquisadores da Embrapa e representantes da Seagro.

Responsável pela abertura do evento, o secretário executivo da Seagro, Ruiter Padua, destacou a importância do agronegócio para Marianópolis, que possui uma área de 209 mil hectares e um rebanho de 110 mil cabeças de gado. “O nosso objetivo, com esse Seminário é principalmente levar conhecimento sobre agricultura sustentável aos produtores, que podem produzir mais, melhorando assim a qualidade de vida no campo, que é o intuito desse Governo”, afirmou Ruiter.

Na ocasião, o secretário executivo recordou que Marianópolis receberá uma das três novas estações meteorológicas, que serão instaladas no Tocantins pelo Ministério da Agricultura, da Pecuária e Abastecimento.

Também participaram do seminário, o secretário de Agricultura do município, Sales Lopes do Couto, representantes Ruraltins, da Superintendência Federal da Agricultura e da Delegacia Federal do Ministério do Desenvolvimento Agrário. Dentre os palestrantes do Seminário de Manejo e Uso Sustentável do Solo, estiveram os pesquisadores da Embrapa: Leandro Bortolon (correção e adubação de solo), Deivison Santos (Conservação, manejo e uso do solo), Marcelo Cunha (Recuperação de pastagens degradas) e Emerson Borghi (Integração lavoura-pecuária-floresta).

Seringueira

O diretor de Agroenergia da Seagro, Luiz Leal, também apresentou uma palestra no seminário, onde apresentou o Programa de Fomento ao Plantio de Seringueira no Tocantins. Segundo ele, Marianópolis possui condições de clima e solo favoráveis ao plantio de florestas e faz parte da região do Cantão, que receberá um polo de seringueira. Por isso, os produtores da região terão acesso a linhas de créditos específicas para financiar o plantio de seringueira e ainda receberão capacitação técnica.

Programa ABC

O seminário integra as ações do Programa ABC – Agricultura de Baixo Carbono, do Governo Federal, coordenado pela Seagro - Secretaria da Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário. O programa foi criado para difundir uma nova agricultura sustentável, que reduza o aquecimento global e a liberação de gás carbônico na atmosfera, através de seis iniciativas: Plantio direto, recuperação de áreas degradadas, Integração lavoura-pecuária-floresta, Plantio de florestas comerciais, Fixação biológica de nitrogênio e Tratamento de resíduos animais.

Projeto Rondon

O evento contou com a presença de integrantes do Projeto Rondon, que atendem o município. Os participantes são alunos e professores da Universidade Estadual de Londrina e da Universidade Metodista de São Paulo e desenvolvem atividades de orientação de manejo, colheita de frutas, viveiros florestais em matas ciliares, boas práticas de ordenha, além de atividades voltadas para a área de Saúde e saúde bucal.


Fonte: http://www.agrolink.com.br/agrolinkfito/noticia/uso-sustentavel-do-solo-e-plano-abc-sao-temas-de-debate-em-marianopolis-to_153231.html



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

29/03/2020 às 03:10

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1681 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey