Facebook Twitter RSS

Avanço e Pesquisa

Versão para impressão
A-
A+


22/10/2014

Uma Visão Geral da Gestão Integrada de Formigas Cortadeiras (Hymenoptera: Formicidae) em Plantações Florestais Brasileiras

Pesquisa realizada pelo Professor Ronald Zanetti e colaboradores, da Universidade Federal de Lavras, avaliou os danos causados por formigas cortadeiras, monitoramento dos ninhos, estratégias e táticas para gestão destas formigas.

Foto ilustrativa: Google


O Manejo Integrado de Pragas (MIP) visa utilizar vários métodos de controle baseados em parâmetros econômicos, ecológicos e sociais para manter a população de pragas abaixo do nível de dano econômico.

Formigas dos gêneros Atta e Acromyrmex são as principais pragas encontradas em plantações de Pinus e Eucalyptus. Estas formigas cortadeiras, cortam folhas, flores, brotos e galhos que posteriormente são transportados para o interior de seus ninhos. Tais fatos causam perdas diretas e indiretas à produção, como a morte de plântulas e redução do crescimento das árvores, e diminuição da resistência da árvore para insetos e patógenos.

A pesquisa realizada pelo Professor Ronald Zanetti e colaboradores, da Universidade Federal de Lavras, avaliou os danos causados por formigas cortadeiras, monitoramento dos ninhos, estratégias e táticas para gestão destas formigas.

Para a avaliação dos danos, foram simulados desfolhamentos em diferentes níveis e observados como a quantidade de colônias por hectare pode influenciar na redução do crescimento anual da planta. Com isto, os autores concluíram que as formigas cortadeiras causam danos significativos para povoamentos de Pinus e Eucalyptus, e portanto, torna-se necessários medidas para controla-las.

Quanto ao monitoramento dos ninhos, os produtores florestais têm implementado sistemas de monitoramento para reduzir os impactos causados pelo uso indiscriminado de inseticidas e os custos envolvidos no controle das formigas cortadeiras. O monitoramento permite estimar o número e tamanho dos ninhos, bem como as espécies particulares por hectare. Desta forma, o monitoramento reduz os custos e os impactos ambientais, por propiciar tomadas de decisões mais cedo e sábias.

Avaliou-se também as estratégias e táticas para gestão das formigas cortadeiras. Dentre eles, estão o controle por meio de produtos químicos, resistência de plantas, controle mecânico, controle cultural e controle biológico.  Segundo os autores, o controle acontece principalmente com produtos químicos. No entanto, métodos alternativos estão sendo estudados, como o controle biológico por fungos e bactérias e aumento de seus inimigos naturais, uso de extrato de plantas, controle mecânico e métodos silviculturais. Selecionar um método de controle ótimo e identificar as espécies de formigas que causaram o dano é importante, bem como localizar e monitorar as áreas com densidade critica de ninhos.
O trabalho que apresenta estas bases para manejo integrado de formigas cortadeiras em plantios florestais brasileiros está disponível no link abaixo:

http://www.mdpi.com/1999-4907/5/3/439


Fonte: Adriele de Lima Felix ? Bolsista do Polo de Excelência em florestas/ SECTES/FAPEMIG



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

19/08/2019 às 17:14

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


2381 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey