Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


19/10/2015

Silvicultura e a Água

Publicação atualizada traz análise sobre o manejo florestal e suas implicações no uso e conservação da água doce e a ocupação e manejo integrado do território.

Professor Walter de Paula Lima apresenta de forma didática as bases científicas sobre esses temas.

Uma publicação de autoria do Professor Walter de Paula Lima, o caderno A Silvicultura e a Água contém uma valiosa análise e reflexão sobre dois temas atuais e extremamente importantes para a Mata Atlântica e outros biomas brasileiros: o manejo florestal e suas implicações no uso e conservação da água doce; e a ocupação e manejo integrado do território. O autor apresenta de forma didática as bases científicas sobre esses temas, nos proporcionando maior clareza dos desafios que essa abordagem necessita. No contexto das estratégias para o uso e conservação da biodiversidade no Brasil um dos temas integradores de maior destaque refere-se à conservação da água doce ou águas interiores.

Inegavelmente, em diversas regiões do país, mas especialmente na Mata Atlântica, onde vivem cerca de 70% da população brasileira, já se manifestam limitações e demandas conflitantes no abastecimento de água para as necessidades da sociedade. A grave crise hídrica que assola o país desde 2014 reforça a extrema importância e a prioridade do tema, fato que suscita planejamento, discussões e ações integradas, e com uma visão de longo prazo, para a proteção, recuperação e uso racional dos recursos hídricos.

Dado o papel das florestas e outras formações naturais na conservação dos recursos hídricos que, em diferentes graus, influencia a quantidade, qualidade e constância do suprimento de água, evidencia-se ainda mais a importância de um Fórum como o Diálogo Florestal, ao somar forças e propósitos para inovar e buscar novos padrões de desenvolvimento. As análises apresentadas no trabalho certamente serão incorporadas nas estratégias dos seus Fóruns Regionais, que têm enfatizado a importância de embasar as ações e compromissos assumidos por seus membros, através de uma sólida contribuição da ciência, e do aprendizado e da vivência no campo.

A geração e sistematização de informações dessa natureza são essenciais para todos avançarem em mecanismos e abordagens necessários para expandir os esforços de conservação e a sustentabilidade de áreas estratégicas para manutenção dos ecossistemas naturais aliados as atividades econômicas e ao bem-estar humano. A expectativa, portanto, é que a publicação contribua para a melhoria da qualidade e quantidade de ações de todos aqueles interessados no desenvolvimento sustentável no Brasil.

O trabalho procurou fazer uma análise crítica da relação entre a silvicultura e a água, levando em conta o que a ciência já esclareceu, assim como as incoerências embutidas nesta polêmica e também os ensinamentos que as informações disponíveis oferecem para a melhoria das práticas de manejo visando à conservação da água.

Do ponto de vista das informações científicas disponíveis, há evidências de que na escala de microbacias o corte da floresta aumenta e o reflorestamento diminui o deflúvio anual. Os resultados se mostram altamente variáveis, em função de que esses efeitos decorrem da interação de outros fatores, principalmente do regime de chuvas e das condições do solo. Ou seja, a relação entre a floresta e a água é complexa, o que não possibilita o estabelecimento de uma teoria geral.

Entender os efeitos hidrológicos das mudanças de uso da terra e das práticas de manejo florestal é parte da busca do manejo florestal sustentável. Um enfoque mais sist êmico aponta para o estabelecimento de estratégias sustentáveis de manejo que estejam em sintonia com a preservação dos serviços ambientais.


Fonte: Painel Florestal



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

17/09/2019 às 04:17

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1347 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey