Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


04/10/2015

Setor de ferroligas mineiro vai recuperar 5.000 empregos

Empresas do Estado foram incluídas em medida provisória que garante energia mais barata

Retorno. Fábrica Liasa, em Pirapora, será uma das beneficiadas pela MP 677, que garantirá energia elétrica a preços competitivos

Cerca de 5.000 postos de trabalho poderão ser recuperados pelas indústrias mineiras de ferroligas, silício metálico e magnésio caso a Medida Provisória (MP) 677, que garante energia mais barata e que foi aprovada pelo plenário da Câmara dos Deputados nesta quarta, seja sancionada pela presidente Dilma Rousseff. O cálculo é do presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Ferroligas e de Silício Metálico (Abrafe), Henrique Simões Zica.

A versão atual da MP 677 garante que indústrias eletrointensivas localizadas no Sudeste e no Centro-Oeste tenham as mesmas condições de compra de energia elétrica mais barata que inicialmente beneficiariam indústrias do Nordeste. “Com essa mudança, o governo poderá falar em uma política industrial nacional e evitar a desindustrialização do país e de Minas Gerais”, afirma Zica.

Segundo Léo Silveira, prefeito de Pirapora, no Norte do Estado, onde estão várias indústrias eletrointensivas, “com a aprovação da MP na Câmara, as indústrias já estão entrando em contato com seus ex-funcionários, e o emprego vai voltar. Acreditamos que, no Senado, a MP também será aprovada, pois um trabalho junto com a banca mineira foi feito”, afirma o prefeito.
 

Silveira calcula que em Pirapora e região ocorreram cerca de 3.000 demissões diretas e indiretas em função da dificuldade que o setor tem de contratar energia elétrica a preços competitivos. Até dezembro de 2014, elas mantinham um contrato com a Cemig para fornecimento de energia.

Antes da sanção da presidente, a MP precisa passar pelo Senado Federal, o que deve ocorrer na próxima terça-feira, segundo o relator revisor da MP, deputado federal Leonardo Monteiro (PT-MG).

EDITORIA DE ARTE
ATE02121
 

Emendas garantiram benefício ao Sudeste e ao Centro-Oeste

A Medida Provisória (MP) 677 foi apresentada pelo governo federal em junho e visava prorrogar até 8 de fevereiro de 2037 contratos de fornecimento de energia entre a Chesf e indústrias do Nordeste, como Braskem, Gerdau e Vale. A MP, porém, recebeu emendas para garantir que as empresas do Sudeste e do Centro-Oeste tivessem o mesmo benefício.

Nesse caso, a empresa que fornecerá a energia será Furnas Centrais Elétricas (Usina Itumbiara-GO). Esses consumidores dos setores de ferroligas, silício metálico e magnésio poderão celebrar, a partir de janeiro de 2016 até 26 de fevereiro de 2035, contratos com Furnas para a compra de energia por meio de leilões fechados com lance mínimo segundo um preço médio da energia acrescido de correção monetária.

Com essas novas condições, as indústrias mineiras poderão voltar a comprar a energia a valores próximos de R$ 100 o kW/h. Hoje, no mercado livre, esse custo está sendo negociado por até R$ 350.
 

Energia é cara para 88% da população

Em cada dez brasileiros, praticamente nove consideram abusivos os preços das contas de luz, mostrou uma pesquisa elaborada pelo Ibope sob encomenda da Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia (Abraceel). Segundo o estudo, os brasileiros que avaliam as contas de luz como muito caras são maioria, chegando a 57%, seguido pelos que as consideram caras, 31%. Assim, 88% consideram o preço alto. Apenas 9% dos entrevistados acham os valores justos, e 1% acredita que é barata.

“É natural que haja uma insatisfação, considerando que passamos por um momento de reestruturação das tarifas do setor. O Brasil passa por uma seca prolongada, e a energia mais cara é a que não existe”, comentou nesta quinta o ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga.

Para a vigilante Luciene Soares, 31, as dificuldades da crise hídrica não justificam o aumento dos preços. “Parece mais uma desculpa, já que o aumento foi muito grande. No ano passado, a minha conta de luz era de R$ 30. Hoje, chega a R$ 155”, conta. A demonstradora Dejanete Dias, 31, acredita que, “mesmo com a seca, faltaram planejamento e responsabilidade por parte do governo”.


Fonte: LUDMILA PIZARRO - O TEMPO



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (2)


ZyGkDUK909 disse:

15/11/2015 às 05:06

Set up separate acutcnos for all of those acutcnos that will be affected by the project. You can then have the normal complete company reports that show everything that is occurring within the company, including the project. You can also do customized reports that show only specific acutcnos. In this way you can separate the two as you seem to want to do. Read the help file on how to make the customized reports as it is too involved for a short answer here.Good luck.

7cOLKzNG disse:

15/11/2015 às 04:29

Coronel, Nariz Gelado e amigos(as) deste Blog,Quero coaclor alguns pontos esclarecedores de ordem politica e religiosa. He1 tempos je1 me identifiquei aqui com nome e sobre nome, dizendo o que fae7o e que sou membro da Renovae7e3o Carisme1tica Catf3lica he1 mais de 30 anos, sendo um dos primeiros a me converter, ente3o... Quem anotou, anotou, quem ne3o o fez fique na saudade...Tambe9m informei algumas vezes aos desavisados de plante3o, que o povo da RCC e9 amoroso e paciente pela grae7a de Deus, mas ne3o e9 estfapido e nem ote1rio e que entende de poledtica, mas somos pela fe9 e que em breve as coisas erradas seriam banidas do nosso meio, pois o Espedrito Santo nos revela quem realmente se converteu e quem sf3 quer se aproveitar. E agora je1 posso mostrar o resultado disso a voceas. Leiam a reportagem que segue abaixo:Rede Cane7e3o Nova tira do ar programas de Chalita e Edinho Silva.DE Sc3O PAULO, A rede Cane7e3o Nova, emissora de re1dio e TV ligada ao movimento catf3lico Renovae7e3o Carisme1tica, resolveu tirar do ar os programas comandados pelos deputados federais Gabriel Chalita (PMDB-SP) e Eros Biondini (PTB-MG), pelos estaduais Edinho Silva (PT-SP), Paulo Barbosa (PSDB-SP) e Myriam Rios (PDT-RJ), e pela primeira-dama paulista, Lu Alckmin, informa o "Painel", editado por Renata Lo Prete e publicado na Folha desta segunda-feira (edntegradisponedvel para assinantes do jornal e do UOL, empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha).Embora a decise3o tenha sido tomada no atacado, o elemento precipitador foram as reae7f5es negativas de fie9is e liderane7as da igreja e0 recente incorporae7e3o de Edinho, presidente do diretf3rio estadual petista, ao quadro de apresentadores da Cane7e3o Nova.Conexf5es "Justie7a e Paz", o programa de Edinho, estreou em 3 de novembro tendo como convidado Gilberto Carvalho. Principal mentor poledtico do deputado petista, o secrete1rio-geral da Presideancia foi tambe9m articulador da aproximae7e3o entre a campanha de Dilma Rousseff e a Cane7e3o Nova no segundo turno da eleie7e3o presidencial. Ate9 ente3o, a candidata vinha sendo duramente combatida por religiosos da Renovae7e3o Carisme1tica.Leia mais na edie7e3o da Folha desta segunda-feira, que je1 este1 nas bancas.ESTAMOS EM ALERTA Mc1XIMO! DE DEUS Nc3O SE ZOMBA...PAZ E BEM A TODOS(AS)!Carcare1

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas

COLHEITA DE CHUVAS NO CAMPO


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1513 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE   |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey