Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


20/08/2008

Seqüestro de Carbono por indústrias de celulose e papel reduz efeitos do aquecimento global

As florestas plantadas das indústrias de celulose e papel no Brasil absorvem três vezes mais gás carbônico (CO2) do que emitem

Segundo a Associação Brasileira de Celulose e Papel (Bracelpa), cerca de 1,7 milhão de hectares de florestas de pinus e de eucaliptos - espécies cultivadas para produção de celulose e papel no País - absorvem, em média, 63 milhões de toneladas de CO2 ao ano, enquanto as 220 fábricas para manufatura de celulose e papel emitem 21 milhões de CO2 ao ano.

Os números sobre o seqüestro de carbono pelas florestas plantadas foram apresentados nesta terça-feira (19/8), na Asia Pacific Forest Industries Climate Change Conference, realizada em Sydney, na Austrália, evento do qual a Bracelpa foi a única representante do Brasil e que reuniu executivos de empresas de base florestal de diversos países. "Foi uma grande oportunidade de mostrar os diferenciais do Brasil nesse setor", afirma Elizabeth de Carvalhaes, presidente executiva da associação.

Segundo Elizabeth, esse será um dos principais pontos que a entidade utilizará para a inclusão das florestas plantadas nas negociações do futuro do Protocolo de Kyoto, a partir de 2012, permitindo que empresas do setor negociem créditos de carbono no âmbito das Organizações das Nações Unidas. Outro dado importante é que, no Brasil, as florestas de eucalipto crescem, em média, em sete anos, ciclo muito curto se comparado a outros países, nos quais a média é de 14 anos. "E é na fase de crescimento que essa floresta seqüestra mais gás carbônico, cerca de 170 toneladas por hectare ao ano. Depois, a absorção se reduz e se estabiliza", explica Elizabeth.

É importante destacar também que o Brasil está se tornando uma referência na utilização de matrizes energéticas limpas e renováveis, como biomassa, usinas hidrelétricas, que beneficiam o meio ambiente. Em 2005, enquanto o mundo utilizava apenas 13% de fontes renováveis de energia, o Brasil já utilizava, em 2007, 46% desses recursos - 15% provenientes das hidrelétricas e 31% de biomassa. Esses dados, do Ministério de Minas e Energia, mostram que o Brasil tem vocação natural no uso de recursos renováveis.

"Se juntarmos o tripé formado por florestas plantadas, matrizes energéticas limpas e o seqüestro de carbono, fica claro que o Brasil está minimizando o aquecimento global em três frentes. O setor de celulose e papel tem potencial para atuar como protagonista no combate às alterações climáticas", afirma a presidente executiva da Bracelpa.


Fonte: BRACELPA - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CELULOSE E PAPEL



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

20/10/2019 às 11:01

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


2549 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey