Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


07/12/2010

Retomada da produção e expectativa de alta marcam mercado paulista em novembro

O mercado doméstico da borracha natural foi caracterizado, no mês de novembro, pela lenta e gradativa melhora na produção nacional e pela expectativa de aumento dos preços internos para os próximos meses, em virtude das altas diárias verificadas nas cotações internacionais do produto.

O impacto da valorização internacional da borracha, de fato, foi grande no Brasil. O GEB-1 deve ser comercializado, em dezembro, ao redor de R$ 7,55/quilo nas negociações entre pneumáticas e usinas paulistas, uma alta de 20% frente ao valor médio praticado em novembro. 

Em São Paulo, os preços do coágulo (DRC 53%) se mantiveram, durante a primeira quinzena de novembro, em níveis próximos aos de outubro, entre R$ 2,35 e R$ 2,50/quilo. Já na segunda quinzena do mês os negócios começaram a ser fechados em patamares mais altos, antecipando o aumento esperado para o mês de dezembro. 

Algumas usinas de processamento reclamaram, inclusive, que muitos produtores deixaram de entregar a borracha bruta na última semana do mês, visando obter preços melhores com a entrada de dezembro. 

A média calculada pela Natural Comunicação/Borracha Natural Brasileira para novembro foi de R$ 2,56/quilo para o coágulo com rendimento de 53%. A produção vem melhorando no estado, mas há relatos de que o excesso de calor atrapalha algumas áreas. 


Fonte: Natural Comunicação citado por Globorr



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

20/09/2020 às 00:37

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


2015 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey