Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


09/07/2016

Produtores conhecem manejo de erva-mate para alta produtividade

O manejo da erva-mate plantada para alta produtividade foi tema de um dia de campo realizado em Ilópolis/RS, dia 16/06. Em discussão, o rebaixamento e desponte de erva-mate. Participaram do evento cerca de 40 produtores de erva-mate do município, que é o maior produtor de erva-mate do Rio Grande do Sul, responsável por cerca de 20% da produção do estado. O Dia de Campo aconteceu na propriedade de Valcir Montagner, que é produtor rural e sócio da Ximango Indústria de Erva-mate, em um trabalho de parceria do produtor com a Embrapa Florestas e Ibramate.
Produtores rurais e técnicos da Emater/RS assistiram a uma palestra sobre o Erva20, programa que a Embrapa Florestas está desenvolvendo para transferência de tecnologias que visam ao aumento da produtividade de ervais. Em seguida, no campo, os participantes conheceram práticas de manejo para a recuperação produtiva de um erval com mais de 30 anos. Este tipo de erval, mesmo que manejado adequadamente, com o tempo perde  drasticamente a produtividade, além de se tornar mais suscetível ao ataque de pragas e doenças. "A prática de rejuvenescimento do erval, via poda e adubação, entra como uma solução nestes casos", explica Ives Goulart, da área de TT da Embrapa Florestas e responsável pelo dia de campo. Além de aprender a maneira correta de fazer, os participantes conheceram uma área em que técnicos da Embrapa Florestas montaram uma Unidade de Referência Tercnológica (URT) que passou pelo processo de readequação do manejo e deve voltar a produzir de maneira satisfatória.
O desponte do erval também foi demonstrado. "Melhorias no manejo representam uma grande diferença na produtividade", alerta Ives. É o que já pode ser aferido na área do produtor Valcir Montagner, que aplicou a tecnologia usada na URT em outras áreas da propriedade. " Temos a expectativa de aumentar a produtividade em até 30% com o manejo adequado dos ervais, principalmente com a poda", conta Valcir Montagner. O produtor conta que diversas técnicas de melhoria de manejo do erval até são conhecidas pelos produtores, mas a realização de ações de transferência de tecnologia ajuda a entender como fazer corretamente. "Nossa intenção com o dia de campo é mostrar que podemos aumentar a produtividade com baixo custo para o produtor rural e, com isso, aumentar a lucratividade da cultura", explica.
"Ilópolis tem hoje cerca de 800 propriedades rurais, sendo que, em 80%, a erva-mate é o principal cultivo. Estas práticas apresentadas no dia de campo já são realizadas por alguns produtores, mas sempre dá mais segurança aprender sobre a forma de correta de fazer", avalia Clóvis Roberto Roman, Secretário de Agricultura do Município.
O evento foi realizado pela Embrapa Florestas, Ervateira Ximango e Ibramate.
Seminário Erva-mate XXI
As tecnologias mostradas no dia de campo fazem parte do programa Erva20, que está em fase de elaboração e será lançado no "Seminário Erva-mate XXI: modernização no cultivo e diversificação do uso da erva-mate", que acontece de 5 a 8 de outubro em Curitiba/PR. O programa tem como objetivo a adoção de práticas de manejo para altos rendimentos. Para saber mais sobre o evento, clique aqui.
 
Katia Pichelli (MTb 3594/PR) 
Embrapa Florestas 
florestas.imprensa@embrapa.br 
Telefone: (41) 3675-5638
 
Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/


Fonte: Embrapa Florestas



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

30/04/2017 às 06:06

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site

Mercados de produtos florestais alternam entre estagnação e crescimento nos seus diversos setores em 2016. Saiba mais aqui.
 
Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

Uma meta, sem um plano para chegar lá, nada mais é do que um simples desejo.
Antoine de Saint-Exupery

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


894 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey