Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


31/05/2017

Produção de móveis artesanais foi tema de curso em Capinópolis


A metodologia usada no curso de Produção de Móveis Artesanais com Fibra Rígida, promovido pelo Senar em Capinópolis, pode ser empregada na fabricação de qualquer móvel, mas para fixar o aprendizado, os participantes aprendem a fazer uma cadeira, que é o objeto que contempla todas as técnicas, com amarrações e encaixes.
O bambu é da espécie Phyllostachys aurea, o mais utilizado na movelaria e artesanato devido à sua resistência ao ataque de pragas e facilidade de ser curvado quando submetido ao calor. Pode chegar a 6 metro de altura e 6 cm de diâmetro.
“É comum as pessoas não saberem o que fazer com o bambu que têm no quintal. Com o curso, descobrem o que podem produzir e como agregar valor às peças”, explica a instrutora Bárbara Marques.
Na parte teórica, são apresentados aos alunos os diversos tipos de bambu e como devem ser colhidos para que voltem a crescer. Logo no primeiro dia os alunos já vão para prática.
Segundo Bárbara, “o bambu é uma das madeiras mais fáceis de trabalhar, por ser leve. Não é preciso ter força e grandes ferramentas. Com serra e furadeira você já tem uma oficina”.
A madeira verde recebe o fogo do maçarico e o dourado aparece. Este tratamento é que vai garantir a beleza, proteção e durabilidade das peças. Depois de tratada, a madeira é cortada, embuchada, travada e amarrada. “Este é só começo. A peça que cada um vai fazer vai depender da criatividade do participante”, afirma Bárbara.

Agregando valores

Hélita Mendes é empresária e há 10 anos trabalha com arranjos de flores desidratadas. Os produtos artesanais, feitos no fundo de quintal, foram ampliados e há 3 anos ela abriu uma loja. O curso vai ajudá-la a agregar valor ao que produz. “O curso apresentou novidades para nossa região. Quero fazer quadros e ampliar o meu negócio. Eu não gosto de parar no tempo, para mim é uma nova perspectiva e ideias não faltam”, disse.
A artesã Francisca de Conte também quer expandir os conhecimentos. “É muito importante sempre se aperfeiçoar, além de conhecer pessoas novas. Depende de cada um ter força de vontade para aprender e depois colocar em prática.”
De acordo com Bárbara, os móveis de bambu estão voltando a cair na graça dos consumidores, especialmente, pelo apelo sustentável. “O bambu é considerado a madeira do futuro, por crescer rápido e proteger o solo. Com o passar dos anos o desenvolvimento de moveis de bambu tem ganhado espaço, além de agregar valor ao produto e à peça que está sendo oferecida ao consumidor, que procura algo diferenciado.”

Oportunidade

Com a demanda crescente de cursos, o Sindicato Rural de Capinópolis quer mostrar à população que a entidade tem trabalhado para o desenvolvimento do município. Com a participação do Senar Minas, tem melhorado a qualidade de vida das pessoas.
“É importante levar mais conhecimento à comunidade. Quando a pessoa busca aprender ela usa o que foi ensinado para implementar a sua renda e este é um ciclo virtuoso”, disse Wesley Barbosa de Freitas, presidente do Sindicato de Capinópolis, que encerrou o curso com o vice-prefeito Jaisson Souza.
Em junho os alunos vão expor os produtos na Exposição Agropecuária de Capinópolis. “De 14 a 18 de junho conseguimos, junto à prefeitura, quatro barracas para que os participantes possam vender os produtos”, contou a mobilizadora do Sindicato, Sandra Donizete.


Fonte: Sistema FAEMG



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

21/07/2019 às 00:26

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1159 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey