Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


29/12/2009

Procura pelo País Cresceu Nesta Década

Levantamento da Consufor mostra que, desde o início da década, cerca de US$ 1 bilhão foram investidos por fundos em compras de florestas no país. Essas florestas passaram a ser administradas pelas timos e as indústrias de madeira, que eram donas das propriedades, agora compram a matéria-prima que precisam.

Levantamento da Consufor mostra que, desde o início da década, cerca de US$ 1 bilhão foram investidos por fundos em compras de florestas no país. Essas florestas passaram a ser administradas pelas timos e as indústrias de madeira, que eram donas das propriedades, agora compram a matéria-prima que precisam.

Entre as timos de maior atuação no Brasil estão a GFP (Global Forest Partners), HTRG (Hancock Timber Resource Group), RMS (Resource Management Services), RMK Timberland Group e Brookfield Asset Management, além de outras que estão buscando ativos.

No fim dos anos 90, o banco UBS passou a atuar no Sul e comprou áreas da Norske Skog, mas depois saiu do negócio, que passou a ser administrado pela GFP. Em 2003, a Prutimber chegou ao Paraná, mas sua operação foi vendida para HTRG. No ano passado, a RMS passou a administrar 24 mil hectares no Paraná e em Santa Catarina que pertenciam a Lavrasul e Lavrama antes de serem vendidas a fundos.

"É uma tendência que está se consolidando no Brasil", diz Fabio Luiz Brun, diretor para a América do Sul da RMS. "O mercado está ativo e estamos analisando outras oportunidades", conta. Seu foco é floresta plantada. O problema para os novos investidores, segundo ele, é que mesmo com o mercado de madeira ruim, os ativos não tiveram desvalorização. Nos EUA, segundo dados da Consufor, as timos gerenciam aproximadamente 9,9 milhões de hectares.

O modelo de operação é simples. A timo firma um contrato de gestão com o investidor e, nele, é fixada forma da gestão e sua remuneração. É criada uma empresa no país onde está a floresta, que passa a administrá-la, normalmente terceirizando os serviços.

 


Fonte: Valor Econômico



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

23/09/2020 às 16:38

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1250 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey