Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


03/03/2011

Prejuízo ao Brasil: nova lei trava projeto de 2,1 milhões da Portucel

A empresa de pasta e papel travou a fundo o projecto de investimento de 2.100 milhões de euros por causa da lei que impede os estrangeiros de possuirem mais de 5.000 hectares de terra.

A Portucel olha para o Brasil, há dois anos, à procura da melhor solução para instalar uma fábrica. Agora a empresa de pasta e papel travou a fundo o projeto de investimento de 2.100 milhões de euros por causa da lei que impede os estrangeiros de possuirem mais de 5.000 hectares de terra. A Portucel precisa de 200 mil. "É uma situação que ocorreu a partir de setembro do ano passado. Com uma reinterpretação da lei no Brasil há várias empresas estrangeiras, entre as quais a nossa, que estão hoje confrontadas com essa situação", confirmou José Honório, presidente da Portucel, ao Diário Económico.

A empresa portuguesa de pasta e papel, que em outubro de 2009 constituiu uma subsidiária no Brasil, assinou há mais de um ano um memorando de entendimento com o estado do Mato Grosso do Sul. Um acordo que visava o desenvolvimento de um projecto florestal, que terá que avançar antes que arranque a construção de uma nova fábrica com capacidade instalada entre 1,3 e 1,5 milhões de toneladas por ano. Mas, para avançar, precisa que a lei seja revista ou que os dois governos acordem na reciprocidade de tratamento entre os investidores portugueses e brasileiros.

"Estamos agora a trabalhar em conjunto para ver em que medida é que essa reintrodução legislativa pode ser ajustada no sentido de uma reciprocidade de tratamento que é dada em Portugal aos investidores brasileiros, a investimento vindo do Brasil, para termos a mesma reciprocidade no Brasil", afirma José Honório.


Fonte: Diário Económico – Adaptado por Painel Florestal



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (1)


DÉCIO MATOS disse:

09/03/2011 às 10:37

Senhores,

Entendo muito bem a necessidade de não comprometermos sobe nenhuma forma a soberania nacional, especialmente, no que se refere ao território braslileiro, entretanto, estou convicto que nossos juristas, parlamentares e outro afins, são perfeitamente capazes de estabelecer uma forma segura nesse senido de formas que pudéssemos contar com tão importantes investimetos (estrangeiros), sem nos colocar em risco

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


2279 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey