Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


30/04/2009

Pesquisa de Opinião Pública Sobre o Desmatamento

Desmatamento zero e chega de anistias: esta parece ser a opinião dominante na opinião pública brasileira de acordo com a recente pesquisa abrangendo todo o território nacional, com amostra de 2.055 entrevistas e margem de erro inferior a 2%, realizada pelo Datafolha ao longo do mês de abril, por solicitação da entidade Amigos da Terra – Amazônia Brasileira.

Desmatamento zero e chega de anistias: esta parece ser a opinião dominante na opinião pública brasileira de acordo com a recente pesquisa abrangendo todo o território nacional, com amostra de 2.055 entrevistas e margem de erro inferior a 2%, realizada pelo Datafolha ao longo do mês de abril, por solicitação da entidade Amigos da Terra – Amazônia Brasileira.

Os destaques da pesquisa apontam para o fato que os brasileiros são quase unânimes em querer parar o desmatamento, mesmo que isso signifique abrir mão de mais produção agropecuária, e ainda pretendem punir no voto os políticos que se destaquem por defendê-lo. Além disso, a grande maioria deseja que os custos gerados pelos danos ambientais no campo sejam cobrados de quem desmatou, mesmo que isso resulte em aumento de custo dos alimentos. Na pergunta sobre a postura geral que o país como um todo deveria adotar em relação ao desmatamento, a grande maioria (94%) escolhe a opção de “parar o desmatamento, para evitar os custos de desastres ambientais como mudanças climáticas, desmoronamentos, alagamentos, etc”, versus meros 3% que escolhem a opção de “permitir mais desmatamento, para produzir mais produtos agrícolas”.

Na questão sobre quem é o principal responsável pelo desmatamento, foram apontados: 1º) Falta de controle por parte das instituições do governo que não aplicam a lei (60%); 2º) Consumidores que escolhem apenas os produtos mais baratos (12%); 3º) Financiamento dos bancos que incentivam atividades que desmatam (8%); 4º) Redes de varejo que não se interessam pela origem dos produtos que comercializam (8%); 5º) outros e não sabe (2%). A pesquisa completa Data Folha estará disponível para consulta, a partir do dia 30 no site da SBS (www.sbs.org.br), na seção “Destaques”.

 


Fonte: Sociedade Brasileira de Silvicultura.



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

18/04/2019 às 22:28

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1128 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey