Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


28/03/2015

ONG ganha prêmio com projeto de manejo sustentável

WCS Brasil vai receber US$ 150 mil para desenvolver a iniciativa em Corguinho.

Vegetação de Corguinho terá a preservação assegurada.

A organização não governamental WCS Brasil recebeu em Zurique, na Suiça, o prêmio internacional para Manejo Sustentável de Bacias Hidrográficas da Swiss Re Foundation, com um projeto voltado para a proteção e implementação de um plano de conservação dos mananciais de água, córregos, vegetação nativa e biodiversidade no município de Corguinho, a 100 quilômetros de Campo Grande.

Chamado de projeto do Planalto do Pantanal, a iniciativa receberá US$ 150 mil da fundação suíça para trabalhar com a comunidade local em ações que visam o uso sustentável da terra e a preservação da bacia hidrográfica da região.

Neste sentido, a ONG trabalhará no desenvolvimento de propriedades modelo com pecuária sustentável, na capacitação de produtores rurais e na educação ambiental nas escolas municipais de Corguinho. O diretor da WCS Brasil, Carlos Durigan, acredita que o município, com este projeto piloto servirá de exemplo para expandir a iniciativa para outras cidades da região.

De acordo com a organização não governamental, a área de Corguinho abrange as nascentes e bacias dos rios Negro, Taboco e Aquidauana, fornecedores de grande parte da água que forma o Pantanal sul.

“Estamos ampliando esforços para implementar e disseminar práticas de uso sustentável da terra tanto em propriedades rurais individuais, quanto em escala municipal. O planejamento inclui ainda a capacitações de produtores rurais, funcionários do município e também os estudantes da região”, explica a coordenadora da WCS Brasil Pantanal, Alexine Keuroghlian.

O Instituto Quinta do Sol e a Prefeitura de Corguinho serão os principais articuladores locais na execução do projeto. A ONG conta ainda no trabalho com a parceria da Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul), Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Agência Estadual de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer), Embrapa Pantanal e Universidade Estadual Paulista (Unesp) de Rio Claro.


Fonte: G1



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

19/07/2019 às 10:08

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1428 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey