Facebook Twitter RSS

Avanço e Pesquisa

Versão para impressão
A-
A+


07/04/2011

Manejo sustentável na Amazônia pode gerar milhões de dólares ao Brasil, diz pesquisa

Além de preservar a floresta, prática ainda gera renda e emprego aos habitantes locais.

Um estudo encomendado pelo Ministério da Fazendarevelou que a poda sustentável de árvores na Amazôniabrasileira para a extração de madeira pode gerar ao país uma receita anual de US$ 6 bilhões, além de 170 mil empregos. 

O relatório completo ainda não foi publicado, mas suas conclusões foram citadas em Belém do Pará pelo diretor doServiço Florestal Brasileiro (SFB), Antônio Carlos Hummel. O objetivo é defender a rapidez na concessão de áreas a madeireiros interessados em explorá-las de forma sustentável e combater a devastação sem controle. 

Segundo o estudo, o manejo florestal sustentável, além de garantir a preservação da floresta a longo prazo e de gerar renda e emprego para os habitantes da Amazônia, pode se transformar em uma atividade econômica de utilidade para o Brasil. Outra atividade rentável identificada pelo estudo é o manejo de produtos como castanha do Pará, açaí eborracha, que podem gerar 500 mil empregos. 

Dados oficiais mostram que, dos cerca de US$ 8,58 bilhões que o Brasil recebeu em 2009 por atividades florestais, 66,4% tiveram origem na silvicultura (principalmente a exploração de florestas cultivadas para a produção de papel) e 28,6% vieram da poda de madeira nas selvas nativas. “Nosso objetivo é fechar este ano com um milhão de hectares concedidos e ter até 2025 dez milhões de hectares operados por concessionárias”, afirmou Hummel. 

A concessão de áreas da floresta para o manejo florestal foi regulamentada em 2006, mas só agora stá ganhando força. De acordo com Hummel, o governo pode conceder dez milhões de hectares de floresta, de áreas de mata (destinadas a assentamentos rurais) e de reservas extrativistas. “São cerca de 30 milhões de hectares de floresta que podem ser explorados de forma sustentável e legal mediante o manejo florestal da madeira”, estimou.


Fonte: Globo Rural Online, com informações da Agência EFE



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

14/07/2020 às 06:48

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


4466 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey