Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 16

Warning: max() [function.max]: Array must contain at least one element in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 53

Warning: min() [function.min]: Array must contain at least one element in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 55
CIFlorestas>>Notícia>>Lucro da Fibria no 1º trimestre foi de R$ 389 milhões

Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


02/05/2011

Lucro da Fibria no 1º trimestre foi de R$ 389 milhões

A Fibria apresentou ao mercado nesta segunda-feira (2/5) um índice de saltar os olhos: o lucro líquido 140% maior que o apresentado no quarto trimestre de 2010.

A Fibria apresentou ao mercado nesta segunda-feira (2/5) um índice de saltar os olhos: o lucro líquido 140% maior que o apresentado no quarto trimestre de 2010. “Os resultados com relação ao primeiro trimestre indicam que a Fibria começou o ano de 2011 com o pé direito”, avaliou o diretor presidente da companhia, Carlos Aguiar, que conduziu teleconferência com imprensa ao lado de Marcelo Castelli, diretor florestal; João Elek, diretor de finanças e André Gonçalves, gerente geral de relação com investidores.

Segundo o Ceo, a companhia vem trabalhando neste ano com foco para manter sua competitividade no mercado e priorizou centrar estratégias e esforços para liquidar dívidas, “o que garantiu um lucro líquido de R$ 389 milhões entre os meses de janeiro e março”, destacou Aguiar. No ano passado, a empresa apresentou a quantia de R$ 9 milhões de lucro líquido, no mesmo período.

O valor superior contabilizado neste trimestre não tem nada de sorte. A equipe diretiva da empresa deixou claro que as vendas de Conpacel e KSR foram determinantes para o resultado. Os recursos obtidos com as vendas, alcançaram o montante de R$ 1,5 bilhão. “Continuamos empreendendo esforços para quitar nossas dívidas”, afirmou Aguiar.

Em dezembro do ano passado, a Fibria anunciou a venda da sua metade no Consórcio Paulista de Papel e Celulose (Conpacel) para a Suzano, que detinha a outra metade, por R$ 1,45 bilhão. Além disso, a distribuidora de papéis KSR também foi negociada por R$ 50 milhões.

O relatório financeiro aponta também que a dívida líquida ao final de março somou R$ 7,959 bilhões, valor 19% inferior ao divulgado no balanço do último trimestre de 2010, de R$ 9,816 bilhões. Na comparação com o primeiro trimestre do ano passado, período que a dívida líquida era de R$ 10,856 bilhões, a redução foi de 27%.

Disciplina foi a palavra encontrada pelo diretor de finanças, João Eleck, para explicar a diretriz adotada pela empresa para atingir suas metas e o resultado apresentado. “O foco neste primeiro trimestre permaneceu voltado para a eficiência operacional e recuperação das dívidas”, comentou Elek.

No que se refere ao Ebitda pro forma (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) - que exclui os resultados do Conpacel e KSR) do primeiro trimestre de 2011 - ficou em R$ 607 milhões, estável em relação ao trimestre anterior. A relação dívida líquida versus Ebitda, por sua vez, manteve a trajetória de queda e caiu para 2,9 vezes. Este foi o nível mais baixo desde a criação da Fibria. Há um ano, este indicador era de 5,6 vezes.

A Fibria também anunciou que mantém a estratégia de alongar o vencimento de seu passivo financeiro. A empresa captou US$ 750 milhões por meio da emissão de eurobonds, emitidos a uma taxa de 6,75% ao ano e prazo de 10 anos. Como resultado desta estratégia, o prazo médio da dívida da Fibria foi alongado para 79 meses, e a parcela da dívida com vencimento no curto prazo caiu para 12%.

O bom desempenho da companhia também teve influência da consistência dos fundamentos de oferta e demanda do setor de celulose de mercado, que permitiram o anúncio de aumento do preço da celulose em US$ 30/tonelada a partir de abril.

Entre janeiro e março a produção de celulose somou 1,319 milhão de toneladas - 1% abaixo do número registrado no último trimestre de 2010. Em comparação com o primeiro trimestre do ano passado, quando foi produzido 1,267 milhão de toneladas, houve um aumento de 4%.

A Fibria foi formada em setembro de 2009 a partir da união entre Aracruz e Votorantim Celulose e Papel (VCP).

Vendas
As vendas de celulose da Fibria no primeiro trimestre somaram 1,259 milhão de toneladas, apresentando estabilidade em relação ao último trimestre. Considerando o mesmo período de comparação, a receita líquida da companhia recuou 1%, de R$ 1,563 bilhão para R$ 1,548 bilhão.


Fonte: Celulose Online



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

19/10/2019 às 02:55

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


2795 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey