Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


18/08/2015

Jequitibá "gigante" de 2 mil anos chama a atenção em Cássia, MG

Árvore tem 34 metros de altura e circunferência de mais de dois metros. Segundo pesquisador, exemplar pode ser terceiro mais antigo do Brasil.

Cicunferência de mais de 2 metros de jequitibá indica 'idade' de mais de 2 mil anos (Foto: Reprodução EPTV)

Um Jequitibá-rosa de mais de 30 metros de altura tem chamado a atenção em Cássia (MG). A árvore, que tem como característica um tronco bem grande, é conhecida como "gigante da floresta". Segundo o pesquisador proprietário da área, a árvore de Cássia pode ser o terceiro jequitibá mais antigo do Brasil, com pelo menos 2 mil anos de existência.

Para chegar até a floresta onde estão os jequitibás é preciso seguir por cerca de 1,5 km desde a Fazenda Reata, onde fica a árvore, por uma mata fechada. Silvio Pelico, dono da propriedade, é engenheiro florestal e professor universitário. Ele usa os 90 hectares de mata nativa para pesquisas. Ao longo de 20 anos foram catalogadas 140 espécies de grande porte, além de uma grande variedade de pássaros e animais silvestres na propriedade.

Mas a floresta esconde um tesouro maior. Ao chegar perto da árvore, a surpresa é inevitável. As raízes enormes do jequitibá se espalham por mais de 10 metros pelo chão e foi o próprio engenheiro quem o encontrou. "Há uns 20 anos começamos a entrar aqui, e para nossa surpresa, demos de cara com esse gigantesco jequitibá", lembra.

Por ano, o jequitibá cresce apenas um milímetro em circunferência. O tronco da árvore de Cássia tem 2,34 metros. A medição é feita a quatro metros de altura para evitar a sapopema, que é o conjunto das raízes e do tronco, ou seja, só se mede a partir do ponto em que a espessura do tronco se estabiliza.

A medida da árvore em Cássia é um indício de que o exemplar tenha pelo menos 2 mil anos. “Tem 34 metros de altura e 123 metros cúbicos de volume", completa Pelico.

Ao redor do ‘gigante’ foram encontrados outros 599 jequitibás. O pesquisador acredita que todos eles podem ter sido sementes do maior, que é da espécie Rosa, árvore nativa do Brasil que pode chegar até 50 metros de altura.

"A semente do jequitibá é alada, ela se movimenta com o vento. Nós acreditamos que sejam todos 'filhos' deste mais velho aqui", explica Pelico.


Fonte: G1



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

22/09/2020 às 19:53

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1836 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey