Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


20/12/2012

Indústria de papel cartão Ibema prepara entrada na Bolsa

Foto: Google

A Ibema, terceira maior fabricante de papel cartão do País, atrás das gigantes Klabin e Suzano Papel e Celulose, oficializou nesta terça-feira a intenção de entrar na Bolsa brasileira, conforme antecipado pela Agência Estado. Ao ingressar no Bovespa Mais, a Ibema almeja captar entre R$ 100 milhões e R$ 150 milhões para dar início a um movimento de consolidação entre empresas de menor porte no setor. O objetivo é se tornar a segunda maior comercializadora de papel cartão do País até 2014, à frente da Suzano.

 

"Já estamos em negociações com alguns fabricantes e, assim que tivermos recursos, começaremos a fechar acordos. Eles podem ser via troca de ações, como pensamos com a Papirus, via compra de produção, aluguel de fábrica ou eventualmente aquisição", destaca o diretor administrativo financeiro, Clécio Chiamulera, em referência a uma fusão com a concorrente Papirus estudada entre 2010 e 2011. "A grande maioria dessas empresas menores tem interesse (em acordos com a Ibema)", complementa.

O acordo com a Papirus deve ser o primeiro passo significativo da Ibema para superar a Suzano. A auditoria na concorrente já foi realizada e há análises em estudo sobre como a união poderia ser formalizada. Juntas, Ibema e Papirus respondem por aproximadamente 23% das vendas de papel cartão no Brasil. A Suzano detém os mesmos 23%, com vendas de aproximadamente 200 mil toneladas anuais. A líder é a Klabin, com 30% do mercado, segundo estimativas da Ibema.

"As características de nossas máquinas são complementares. A nossa é melhor para produzir a partir de fibra virgem e a da Papirus é muito adequada para produtos reciclados", justificou Chiamulera em coletiva de jornalistas realizada em São Paulo.

Para desbancar a Suzano, a Ibema deve se aliar à Papirus e ainda incorporar o volume de ao menos mais uma empresa de menor porte. O modelo estudado prevê que a Ibema ofereça matéria-prima para essa empresa menor e passe a comercializar sua produção. Em um segundo momento, a produção seria incorporada efetivamente pela Ibema. "Não falamos em ser a segunda maior produtora, mas sim em sermos a segunda maior comercializadora. Hoje vendemos só o que produzimos e estamos avançados em negociações para adquirir a produção de outras empresas", diz Chiamulera.

Esse movimento deve ser intenso nos próximos anos e com isso a companhia poderia chegar a um faturamento superior a R$ 500 milhões, considerado o piso mínimo para uma empresa que pretende abrir o capital na Bolsa. Hoje, a Ibema fatura aproximadamente R$ 240 milhões, número que deve subir para cerca de R$ 300 milhões em 2013.


Fonte: ANDRÉ MAGNABOSCO - Agencia Estado



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

09/08/2020 às 00:05

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1816 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey