Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


02/05/2008

Ibama capacita a Secretaria do Meio Ambiente de SP para assumir o DOF a partir de 14 de maio

O Ibama prepara um novo treinamento para que funcionários da Secretaria Estadual de Meio Ambiente de SP possam operar o Sistema DOF e executar integralmente a gestão florestal no Estado.

O controle do Sistema DOF, que ainda continua sob a responsabilidade do Ibama, já deveria ter sido assumido pela Secretaria Estadual no dia 1º de abril deste ano, mas o órgão solicitou a capacitação de mais servidores. Até agora, o Ibama em SP já realizou três cursos, treinando 80 policiais militares ambientais e 56 técnicos do Departamento Estadual de Proteção de Recursos Naturais - DEPRN.

Nesta nova edição do curso, que acontece nos dias 12 e 13 de maio, serão capacitados mais 60 técnicos do DEPRN. As aulas, ministradas pelo gerente do DOF em SP, Markus Otto Zerza, e pela analista ambiental da Diretoria de Uso Sustentável da Biodiversidade e Florestas (DBFLO) do Ibama, Sonia Regina Carvalho, incluem informações sobre o histórico e concepção do DOF, base legal, principais sistemas atrelados, inserção de dados, consultas de empresas e de movimentação de madeiras, entre outros. Segundo Zerza, o curso transfere para os técnicos estaduais as principais informações teóricas e práticas e as responsabilidades para poder operar o sistema.

Isso significa que a partir de 14 de maio de 2008, o controle, atendimento e monitoramento das empresas comerciantes ou grande consumidoras de madeira e produtos florestais serão repassados paulatinamente ao governo do Estado de SP. A partir de então, as empresas do setor deverão dirigir-se ao órgão estadual para quaisquer pendências ou orientações referentes ao DOF.

O repasse será gradativo e tanto as empresas quanto os órgãos estaduais serão oficialmente notificados das mudaças. “Mesmo assim, o Ibama estará sempre apoiando os órgãos estaduais para resolver qualquer dúvida e garantir a segurança e a agilidade dessa poderosa ferramenta”, reforça Zerza.

Para a Superintendente do Ibama em SP, Analice de Novais Pereira, o Sistema DOF já provou sua eficiência em SP: “Além de permitir um controle em tempo real da movimentação de madeiras e dos estoques de produtos e subprodutos florestais, o DOF está trazendo o mercado paulista para a legalidade”. Ela explica que desde setembro de 2006, quando foi instituído, o Sistema DOF duplicou o número de empresas cadastradas no Ibama em SP. “Antes, eram cerca de 8 mil empresas; hoje são mais de 16 mil”, comemora a superintendente.

Para entender o DOF - O Sistema DOF - Documento de Origem Florestal - é um sistema informatizado de controle de produtos florestais instituído pelo Ibama em setembro de 2006. O DOF substituiu as antigas ATPF’s, documentos em papel e facilmente fraudados que acompanhavam as cargas de madeira.

Com o DOF a extração, o movimento e os estoques de produtos florestais podem ser monitorados eletronicamente, da mesma forma que uma conta bancária. Ao cometer uma irregularidade a empresa fica com sua “conta” suspensa e não pode negociar legalmente madeiras até que corrija a situação. Ao mesmo tempo é possível saber se uma carga que saiu do extremo norte do país chegou ao destino declarado inicialmente ou se foi desviada pelo caminho. Com esse sistema a fiscalização torna-se mais ágil e precisa.


Fonte: Ibama



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

18/04/2019 às 22:28

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


864 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey