Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


11/04/2008

IBAMA apreende madeira ilegal que embarcava para Europa

Apreensão da carga, que estava sendo embarcada no navio BSLE Express, no porto de Santarém, comprova denúncia do Greenpeace

O navio BSLE Express, de bandeira do Chipre, deixou ontem o porto de Santarém, no Pará, depois de ficar retido pelo Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) desde o dia 27 de março por carregar madeira ilegal para a Europa. Segundo o instituto ambiental, 732 metros cúbicos de madeira serrada foram apreendidos. O carregamento já havia sido liberado pela Receita Federal.

The documentation for the shipment contained false information about the species of timber onboard

Todas as cargas de madeira apreendidas apresentavam documentação com informações falsas sobre as espécies realmente embarcadas. As empresas exportadoras RainbowTrading Importação e Exportação Ltda., Sabugy Madeiras Ltda, Madeireira Lider Ltda., U.T.C Madeiras Ltda., Batista e Farias Transf. de Madeiras Ltda. e Eco-Log Exportação de Madeiras Ltda. foram multadas em R$ 290 mil. Os compradores identificados nos documentos eram: United Timber Company LLC, Rodenhuis Holding BV (Holanda), Etablissements Peltier (França) e Fernando Martins Coelho (Portugal).

Várias razões levam a este tipo de fraude, a principal delas é porque a empresa não tem saldo suficiente da madeira que é encomendada, então ela adquire e processa madeira ilegal e exporta usando o nome de outras espécies nos documentos, que porventura a empresa tenha saldo para exploração. Este tipo de fraude acontece no final da cadeia produtiva e é apenas um dos muitos utilizados atualmente.

Há cerca de um mês (17/03), ativistas do Greenpeace bloquearam por mais de 24 horas, na França, navio que transportava madeira amazônica para chamar atenção sobre a falta de controle sobre o setor madeireiro no Brasil e a carência de um sistema de fiscalização por parte da União Européia sobre a origem da madeira que abastece seus mercados (1). A falta de uma legislação mais rígida nos países consumidores permite que empresas que atuam de forma clandestina abasteçam o seu mercado com madeira ilegal ou vinda de desmatamento.

"As empresas importadoras européias justificam estarem comprando madeira com documentos legais quando, na realidade, estão financiando a exploração ilegal que segue destruindo grandes áreas de florestas, promovendo o desmatamento, facilitando a grilagem de terras e incentivando a corrupção e a violência contra comunidades", disse Marcelo Marquesini, da campanha Amazônia do Greenpeace. "Ao abrirem as portas para a madeira de origem ilegal e predatória, os países europeus se tornam co-responsáveis pela destruição dos remanescentes de floresta tropical, como a Amazônia. E se as empresas importadoras não têm conhecimento da espécie de madeira que estão comprando, então, no mínimo, elas estão comprando gato por lebre."

A atual gerência do Ibama em Santarém está comprometida em combater a produção ilegal de madeira na região e já havia sinalizado que retomaria as fiscalizações no porto da cidade, paralisadas há mais de dois anos. Porém, aguardava os recursos necessários para isso. A operação "Made in Brazil", foi iniciada no dia 26 de março e, no dia seguinte, reteve a madeira embarcada no BSLE Express. "Como as inspeções portuárias estavam paradas, muita madeira ilegal deve ter sido exportada para a União Européia, maior importador de madeira amazônica", disse Marquesini. "As inspeções deveriam ocorrer em todos os portos que embarcam madeira da Amazônia para evitar que este tipo de crime continue acontecendo".

Estima-se que 80% da madeira explorada na região sejam produzidos de forma ilegal. O governo Lula assumiu que pelo menos 63% da produção anual - 40 milhões de metros cúbicos - sejam ilegais. Porém, a madeira sai dos portos brasileiros totalmente legalizada graças às falhas no sistema de controle e monitoramento da produção.


Fonte: GREENPEACE



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

19/07/2019 às 10:08

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


848 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey