Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


17/08/2009

Heveicultor Pode Ser Beneficiado Ainda Este Ano

O heveicultor brasileiro pode ser beneficiado pela Política de Garantia de Preços Mínimos (PGPM) ainda em 2009, caso a Secretaria de Política Agrícola (SPA), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), consiga alocar recursos para a realização de leilões, afirmou Edilson Guimarães, secretário da pasta, em reunião realizada no dia 13 de agosto, em Brasília-DF.

Heveicultor em seu trabalho

O heveicultor brasileiro pode ser beneficiado pela Política de Garantia de Preços Mínimos (PGPM) ainda em 2009, caso a Secretaria de Política Agrícola (SPA), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), consiga alocar recursos para a realização de leilões, afirmou Edilson Guimarães, secretário da pasta, em reunião realizada no dia 13 de agosto, em Brasília-DF. 

Marcello Tournillon Ramos, presidente da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva da Borracha Natural (CSBN/MAPA), entregou uma carta na qual o setor solicita, em caráter emergencial, a operacionalização da PGPM para a borracha natural. Os instrumentos de comercialização indicados foram o Prêmio Equalizador Pago ao Produtor (PEPRO) e o Prêmio para Escoamento de Produto (PEP).

“A urgência é necessária para minimizar os efeitos da crise financeira mundial sobre o setor, especialmente o segmento produtor”, alega Ramos.

Desde janeiro, o produtor de borracha natural está recebendo valores inferiores ao preço mínimo, de R$ 1,53/kg de coágulo, fixado pelo governo federal para o ano-safra 2008/09. De acordo com o presidente da CSBN, o heveicultor baiano chegou a receber 31,4% menos em março. A situação é semelhante nos demais estados produtores.

“A recente recuperação dos preços internacionais pode tornar os leilões sem efeito, caso o seu lançamento atrase ainda mais”, afirma Heiko Rossmann, diretor da Associação Paulista de Produtores e Beneficiadores de Borracha (Apabor).

“De qualquer forma, o setor estará preparado para uma eventual turbulência futura”, completa Ramos.

A borracha natural foi amparada pela PGPM em fevereiro de 2005. Desde que foi incluída na PGPM, o segmento produtor não havia tido necessidade de se beneficiar da subvenção. Porém, a partir de janeiro deste ano, tornou-se uma política importante para assegurar ao produtor rural uma renda mínima que viabilize a atividade.

“O maior impacto da crise para o setor de borracha não foi nem a queda dos preços, mas sim a redução do ritmo de plantio, comprometendo a produção futura do elastômero”, lamenta Rossmann.


Fonte: ITEB



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

24/01/2020 às 07:59

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1699 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey