Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


15/07/2016

Governo incentiva uso do carvão vegetal

Carvão vegetal para siderurgia
O Brasil é o único produtor do mundo de carvão vegetal para o setor siderúrgico. Para discutir como usá-lo de maneira sustentável e sem agredir o clima, representantes dos ministérios do Meio Ambiente (MMA), da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) e da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), do Governo de Minas Gerais, do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e parceiros locais reuniram-se, na quinta-feira (23/06), em Belo Horizonte, no primeiro Seminário de Ações do Projeto Siderurgia Sustentável.

O evento apresentou iniciativas para os setores siderúrgico, privado e acadêmico de Minas Gerais, onde o projeto deverá atuar como piloto até 2019. A intenção é proporcionar um modelo de carvão vegetal sustentável para replicação em outros estados do Brasil e em outros países por meio da cooperação Sul-Sul.

A intenção é disseminar a medida, também, em outras áreas de produção. “O tema é de uma transcendência que não se restringe ao setor de siderurgia, mas que poderá nos trazer lições de boas práticas para ampliarmos essa discussão a diversos outros setores”, ressaltou Everton Lucero, indicado para o posto de secretário de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiental do MMA.

Levantamento

O projeto atuará, primeiramente, no setor de ferro-gusa, aço e ferro-ligas de Minas Gerais para fazer um levantamento das tecnologias verdes de produção do carvão vegetal no Brasil. “Queremos englobar também as pequenas e médias siderurgias, para que todos estejam alinhados com um modelo sustentável”, explicou a oficial de programa da unidade de desenvolvimento sustentável do PNUD, Marina Ribeiro.

O diretor de Mudanças Climáticas do MMA, Adriano Santhiago, afirmou que o projeto deve ser um incentivo para o segmento, não uma barreira. “Por isso, o setor privado é fundamental”, analisou. “Precisamos do financiamento para que o projeto ganhe escala e possamos fazer uma real transformação no setor.”

Qualidade de Vida

Para a adoção de um modelo sustentável de produção do carvão, é necessário levar em consideração fatores como a qualidade de vida e de trabalho dos carvoeiros e questões sociais e de gênero. Assim, o projeto atuará na capacitação dos profissionais de siderurgia e dos carvoeiros, com foco no trabalho digno para todos.

O material produzido pelas siderurgias deverá ser proveniente de eucalipto de reflorestamento. “O projeto também é importante para o combate ao desmatamento da vegetação nativa, especialmente a mata atlântica”, justificou o secretário-adjunto de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SEMAD) de Minas Gerais, Germano Vieira.

Além das siderúrgicas, o projeto busca parcerias com o setor acadêmico para realizar pesquisas de aperfeiçoamento tecnológico e para desenvolver uma plataforma digital para medir e relatar as emissões de carbono do setor no Brasil. O chefe da assessoria de relações internacionais do Governo de Minas Gerais, Rodrigo Perpétuo, destacou a importância da participação desses parceiros: “Agradeço ao setor privado e à academia, fundamentais para a implementação desse projeto.”


Fonte: MMA/ SIF



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (1)


Alex Aimbere disse:

07/09/2016 às 23:20

Acho um grande projeto para a siderurgia e para o meio ambiente, pois gera energia limpa e ajuda o meio ambiente ser sustent?vel.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1560 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey