Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


31/05/2017

Governo de Minas lança sistema para emissão de certidão de pequenos usos da água

José Afonso Bicalho destacou a nova ferramenta como mais uma ação do Governo de Minas Gerais para facilitar a vida do cidadão
 
 A partir do dia 25/05, os produtores rurais de Minas Gerais passaram a contar com o sistema online para cadastro de pequenos usos de água do Instituto Mineiro de Gestão de Águas (Igam). O sistema foi lançado nesta tarde pelo Governo de Minas Gerais, no Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte. A iniciativa vai beneficiar, por ano, cerca de 30 mil produtores rurais, que passarão a ter acesso ao cadastro e à regularização de forma eletrônica e gratuita.
 
Segundo o secretário de Estado de Fazenda (SEF), José Afonso Bicalho, a nova ferramenta entregue aos mineiros envolveu vários órgãos, “mostrando que temos de preocupar não de onde vem a inciativa, nem qual é o órgão responsável, mas sempre saber que é do Governo de Minas Gerais, para facilitar a vida do cidadão”. “Essa é a linha que o governo tem adotado para reduzir a burocracia do Estado, prestando o melhor serviço e fazendo com que as pessoas gastem menos tempo”, completou.

A diretora geral do Igam, Maria de Fátima Chagas, conta o novo serviço vai ajudar a identificar e regularizar o chamado uso insignificante da água, referente à pequenas vazões de água em propriedades rurais. A legislação prevê que, para esses usuários, não é necessária concessão de outorga pelo poder público, cabendo somente o registro."Esse novo sistema faz parte de um compromisso do Governo de Minas Gerais no âmbito do pacto do cidadão. O sistema vai substituir o fluxo atual, que é mais moroso, com duas etapas de formalização nas Suprams (Superintendências Regionais de Meio Ambiente), pagamento de taxa e envio de certidões pelos Correios. O sistema agora é auto declaratório e não tem cobrança de taxas”, explicou.
 
Também participaram da cerimônia os secretários de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), Pedro Leitão, de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), Jairo Isaac, de Transportes e Obras Públicas (Setop), Murilo Valadares, de Cidades e de Integração Regional (Secir), Carlos Murta, os deputados estaduais Rogério Correa e Geraldo Pimenta, os presidentes da Copasa, Sinara Meireles, da Prodemge, Paulo Moura, da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (Emater-MG), Glênio Martins, e da Agência de Promoção de Investimento e Comércio Exterior de Minas Gerais (Indi), Cristiane Serpa, além dos prefeitos e representantes do setor.
 
Programa
 
Com o novo programa, será possível a obtenção de certidão, documento fundamental para regularizar pequenos usos da água e exigido para a obtenção de empréstimos e financiamentos, por exemplo, por parte de pequenos produtores rurais.
Por meio do Igam e investimento de cerca de R$ 500 mil da Secretaria de Estado de Fazenda (SEF), o serviço de obtenção da certidão passará a ser gratuito, dando celeridade ao processo. Outros parceiros nesse projeto do sistema online são a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) e a Prodemge.
 
Para o secretário adjunto da Secretaria do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Germano Vieira, além da comodidade, o serviço irá incentivar a regularização de quem ainda não possui o documento, facilitando o cadastro das informações dos produtores. “O Estado terá mais dados confiáveis dos usos, inclusive, desses pequenos usos, o que possibilitará que todos os órgãos e entidades possam melhor planejar as ações coordenadas diante de eventos extremos, como no caso de escassez hídrica. Esse trabalho foi possível pelo entendimento do governo de que meio ambiente também é investimento, traz resultados direto e imediato na satisfação e qualidade de vida dos mineiros”, acredita.
 
Facilidades
 
A expectativa é que haja uma redução de 53% no volume de atendimento nas Suprams, abrindo espaço para atendimento de demandas mais complexas e que ainda não podem ser resolvidas por meio de sistema online. Em 2015, foram contabilizadas 29.527 solicitações nas Suprams, o que representa mais de 59 mil idas ao balcão para requerer e, posteriormente, buscar o documento.
 
Primeiro produtor a receber o certificado eletrônico de pequenos usos, Camilo Machado Filho, da cidade de Baldim, conta que a regularização trará mais segurança no seu dia a dia. “Vai ser uma garantia para usar a água de forma mais tranquila. A gente fica com medo de ser multado. Agora, é só alegria”, disse o agricultor que normalmente retira a água de um córrego próximo à sua propriedade.
 
Para José Ávila, criador de gado de corte e leite, em Capitólio, o serviço também vai ser uma forma de ficar em dia com o Estado. “Não tinha certificado, agora é a garantia de usar a água de maneira correta. Antes, era muito burocrático, de difícil acesso, tinha que mandar documentos, depois ir lá de novo. Com esse novo registro é mais tranquilo e não tem multa”, reforçou.
 
Certidão
 
Assim como no sistema atual (com a solicitação física do documento nas Suprams), a certidão é toda auto declaratória, ficando a cargo do requerente prover as informações necessárias ao Estado, entre eles, dados técnicos mínimos, como coordenadas da interferência, vazão e finalidade, além de dados do usuário/empreendedor e do empreendimento, já comumente exigidos no formulário “Cadastro de usuários – usos insignificantes”, disponível no site da Semad.
As informações sobre o serviço estarão disponíveis na página do Igam: clique aqui. Já o link de acesso ao sistema: clique aqui.

 


Fonte: Agência Minas



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

19/11/2017 às 06:35

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


314 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey