Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


04/03/2011

Fornecedores brasileiros de ferro-gusa precisam cortar preços

Desde meados de fevereiro a atividade de compra para ferro-gusa melhorou no mercado brasileiro. Isso porque foram reiniciadas as negociações que envolvem novos contratos. Porém, os fornecedores ainda mantêm as cotações deles inalteradas a partir dos mais recentes preços de transação e estão planejando mantê-los firmes mais adiante.

Desde meados de fevereiro a atividade de compra para ferro-gusa melhorou no mercado brasileiro. Isso porque foram reiniciadas as negociações que envolvem novos contratos. Porém, os fornecedores ainda mantêm as cotações deles inalteradas a partir dos mais recentes preços de transação e estão planejando mantê-los firmes mais adiante, o que é improvável considerando-se as condições atuais nos destinos de exportação principais.

 

Por exemplo, produtores do Extremo Oriente estão relutantes em importar material brasileiro devido a seus preços não competitivos. Além disso, eles podem comprar material brasileiro prontamente a partir de comerciantes chineses, que estão abarrotados com estoques deles nos portos, a níveis mais disponíveis.

 

Siderúrgicas americanas estão prontas para comprar ferro-gusa brasileiro só no caso de fornecedores concederem um desconto de US$20-25/t e citam os preços em queda no segmento para sucata e estoques suficientes do material.

 

Os mais recentes registros de pedidos de ferro-gusa brasileiro a partir de portos do norte do país foram feitos a US$520-525/t FOB para entrega em março, estima o Metal Expert. Os futuros acordos serão fechados provavelmente a US$500-510/t FOB, de acordo com previsões.

 

Alguns exportadores de ferro-gusa a partir do sul do país estão prontos para fazer concessões e reduzir suas ofertas para US$490-495/t FOB portos meridionais do Brasil, cerca de US$5-10/t menos semana-a-semana. Os fornecedores têm persistido nas cotações deles em US$500/t FOB desde meados-de-janeiro, e os mais recentes acordos foram feitos a estes níveis.

 

O mercado doméstico mostra firme demanda para ferro-gusa. Participantes de mercado informam que as siderúrgicas locais (ArcelorMittal e Grupo Gerdau em particular) estão comprando o material ativamente a R$700/t (US$420/t, US$1 = R$1.667) Ex-usina, ou R$30/t (US$18/t) acima a partir de janeiro último.


 


Fonte: Metal Expert News – Adaptado por Painel Florestal



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

26/01/2020 às 11:42

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


2064 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey