Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


28/02/2012

Federação dos papeleiros e sindicatos se mobilizam por funcionários da Nobrecel

Os cerca de 300 funcionários que ainda estão vinculados à empresa não receberam metade do salário deste mês

28/02/2012 - Representantes da fábrica de celulose Nobrecel, de Pindamonhangaba, se reuniram na manhã de sexta-feira (24) com diretores da Federação dos Papeleiros do Estado de São Paulo e representantes da CUT e Sindicato dos Trabalhadores de Pindamonhangaba e Moreira Cesar para uma tentativa de acordo sobre a situação por que passam os funcionários da empresa. Do lado de fora da fábrica, cerca de 150 empregados do turno da manhã não entraram para trabalhar.

Os cerca de 300 funcionários que ainda estão vinculados à empresa não receberam metade do salário deste mês, o mesmo ocorreu no mês anterior, além do não pagamento de 13º salário, não pagamento de horas extras nem de verbas rescisórias. Além disso, ainda há denúncias de assédio moral.

“A gente foi em uma reunião até São Paulo, onde montou-se uma comissão junto à Federação dos Papeleiros, unificou-se todos os sindicatos dos papeleiros da região, e hoje estamos aqui reunidos em mais de 20 sindicatos diferentes, como papeleiros, condutores, metalúrgicos", disse Valdir Augusto, dirigente sindical de Pindamonhangaba e membro da CUT do Vale do Paraíba.

Segundo os líderes da manifestação, ficou acordado que a empresa pagará aos funcionários o restante 60% que falta do mês vigente. Uma reunião está prevista para quarta-feira, onde será discutido com os diretores da Nobrecel a possibilidade de quitar o 13º salário e também a que falta do mês anterior, quando foi depositada apenas a metade dos vencimentos.


Fonte: Portal Agora Vale/Adaptado por CeluloseOnline



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (1)


Neilo Antonio dos Santos Reis disse:

12/11/2012 às 22:13

Sou de Pindamonhangaba interior do Estado de São Paulo,acabo de chegar de uma convocação de assembléia de credores recuperação judicial onde acabou dando em nada, pois a assembléia foi adiada para o dia 23 /11 /012, alegando que os credores e fornecedores ainda não estavam todos a par do processo,eu gostaria de saber qual seria a vantagem em votar na recuperação onde foi orientada a votar, mas tenho dúvidas, porque penso se ela não deu nenhuma garantia que irá cumprir então porque votaria na recuperação? eu gostaria se possível de uma segunda opinião o que o Sr. Doutor acha? meu processo tramitam no fórum de minha cidade contra uma empresa ( Nobrecel SA Celulose e papel
Moro na cidade de Pindamonhangaba, e trabalhei desde 10 2002 á 03 de 2010 Empresa Nobrecel AS Celulose e Papel, entrei com processo trabalhista e ganhei, processo este que já foi executado e calculado, porém nada foi pago, pois assim como eu vários ex-funcionários estão esperando uma convocação assembléia de credores recuperação judicial onde foi realizada hoje dia 09/11/2012, porém ao meu entender já começou errado logo na entrada, pois no Dário Oficial fala o dia e horário que iria começar a votação para recuperação judicial ou pela falência, mas ao chegar ás 10:12hs foi barrado na portaria, porque disseram que não poderia entrar e muitos outros também, ninguém foi avisado que seria de portas fechadas onde quem entrou não sai e que chegou depois das 10:00hs não entraria, pois não era isso que esta no Diário e sim que a listagem de presença se encerraria as 10:00, achei um absurdo pois aqui não temos sindicatos que lute pelo funcionários, além de tudo todos os ex-funcionários pesavam que hoje tudo iria se esclarecido, mas a mesa coordenadora acabou orientando o povo que seria melhor adiar para do dia 23/11/2012 alegando que os credores não estavam á par da situação.
Mas agora eu pergunto a vocêis,o que seria melhor para nós a votação de recuperação judicial ou a falência uma vez também que a empresa não tem fluxo de caixa para pagar ninguém suas dívidas são maiores que a garantia, Como vocêis poderiam nos ajudar, será que é possível contar com o sindicato na próxima convocação, pois existem muita gente totalmente leiga e que não esta entendendo nada e alguns advogados aparentemente estão a favor da Empresa, e acabam orientando os ex- funcionários a votar a favor da recuperação que no meu entender seria uma caminho sem volta uma vez que nem os funcionários que ainda estão trabalhando para ela não recebem, eu gostaria muito do apoio de vocêis para junto formar uma corrente a favor de todos ex-funcionários e funcionários que ainda estão trabalhando sem receber

Conto com vocêis, e aguardo uma retorno
Neilo Antonio Santos Reis Pindamonhangaba 12 9222-7143
copia enviada para o sindicato dos papeleiros de Jacarei.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


2218 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey