Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


03/11/2008

Fábricas de Papel Têm Lucro Menor

A crise já começa a se traduzir em números nos resultados das maiores indústrias de papel e celulose do mundo. Empresas como Arauco, MeadWestvaco e International Paper já registram queda em seus lucros.

 A crise já começa a se traduzir em números nos resultados das maiores indústrias de papel e celulose do mundo. Empresas como Arauco, MeadWestvaco e International Paper já registram queda em seus lucros. A fabricante chilena Arauco anunciou uma queda de 25,7% em seu lucro líquido no terceiro trimestre do ano comparado a igual período de 2007, passando de US$ 175 milhões para US$ 130 milhões.

Apesar do aumento de 10,2% nas vendas entre julho e setembro, para US$ 975 milhões, ante US$ 885 milhões obtidos em igual período de 2007, o resultado ficou abaixo do esperado. As vendas de celulose foram 11,9% maiores em relação ao mesmo trimestre de 2007, chegando a US$ 480 milhões no terceiro trimestre. O crescimento ocorreu devido ao aumento do volume de vendas, em 8,8%, e elevação da média de preços, em 2,8%.

Já a norte-americana MeadWestvaco Corporation (MWV), especializada em embalagens, registrou um lucro líquido 55,3% menor que em igual período do ano passado, atingindo US$ 54 milhões (US$ 0,31 por ação) no terceiro trimestre deste ano, ante os US$ 121 milhões (US$ 0,66 por ação) de 2007. Segundo a empresa, as vendas cresceram para US$ 1,811 bilhão, ante US$ 1,678 milhão registrados em igual período do ano anterior.

O presidente e chefe-executivo da MWV, John A. Luke diz que a corporação está tomando medidas rigorosas de controle de custos para assegurar que seja bem sucedida durante a dificuldade econômica. Outra gigante que viu seus lucros minguarem foi a International Paper (IP). O lucro líquido da companhia caiu para US$ 149 milhões (US$ 0,35 por ação) no 3º trimestre de 2008, 31,3% abaixo dos US$ 217 milhões (US$ 0,51 por ação) obtidos no 3º trimestre de 2007.

Os valores relativos ao 3º trimestre de 2008 incluem os resultados operacionais do negócio de embalagens adquirido da Weyerhaeuser Co., em 4 de agosto de 2008. Já se for considerado o lucro de operações contínuas, antes de levar em conta itens especiais no 3º trimestre de 2008, foi de US$ 356 milhões (US$ 0,84 por ação), no 3º trimestre de 2007. As vendas líquidas do trimestre alcançaram US$ 6,8 bilhões, um aumento de 23% relativo aos US$ 5,5 bilhões em igual período de 2007.
 


Fonte: Gazeta Mercantil. Adaptado por Celulose Online



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

27/09/2020 às 12:33

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1786 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey