Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


15/01/2010

EXCLUSIVO: Retrospectiva 2009 – Biodiversidade - Biomas e Flora um Ano de Revelações e Muitas Preocupações

2010 é o ano internacional da Biodiversidade. O que poderá ser comemorado? Vamos relembrar os principais fatos do ano que passou e as notícias que marcaram 2009 em relação aos biomas e à flora.

2010 é o ano internacional da Biodiversidade. O que poderá ser comemorado? Vamos relembrar os principais fatos do ano que passou e as notícias que marcaram 2009 em relação aos biomas e à flora.

Para encerrar o ano e dar início a um novo ciclo, aberto em 2010, AmbienteBrasil publicou EXCLUSIVO: No ano Internacional da Biodiversidade o Brasil sediará reunião preparatória para a COP 10 no Japão. O encontro é o primeiro evento mundial após a Conferência de Copenhague e vai reunir autoridades ambientais de todo o mundo em Curitiba (PR), a partir desta quarta-feira, dia 06.

Amazônia

Um ministério específico da Amazônia foi proposto no Senado. Grilagem online, seca prolongada, conflitos ... muitos assuntos surgiram e envolveram a floresta mesmo que indiretamente.

A Conferência do Clima, COP-15, em dezembro, levou a floresta ao centro das discussões, como foi destacado em “Aquecimento global e desmatamento podem levar à substituição de árvores da Amazônia por vegetação rasteira”.

Em março: STF determina saída imediata de arrozeiros da Raposa Serra do Sol.
Em outubro uma revelação - EXCLUSIVO: Estudo revela que Floresta Amazônica pode estar absorvendo menos carbono.

Caatinga

Audiências públicas debateram a gestão, conforme publicado em abril 27 / 04 / 2009 Audiência pública sobre manejo marca comemorações do dia da Caatinga  e em setembro - EXCLUSIVO: Audiência discute na Câmara inclusão do Cerrado e da Caatinga na Constituição

No Ceará, o uso de imagens de satélite poderá ajudar na identificação dos danos ambientais causados ao bioma. (Uso de imagens de satélite no Ceará identifica danos ambientais na Caatinga)

Cerrado

Estudos indicaram o risco de que o bioma seja reduzido à metade até o ano de 2050, caso o ritmo do desmatamento não seja freado. As projeções foram divulgadas pelo Laboratório de Processamento de Imagens e Geoprocessamento (Lapig) da Universidade Federal de Goiás.

Em setembro um alerta no Encontro dos Povos do Cerrado. "Hoje temos só 7,5% de cerrado protegido, na Amazônia são 24%. Temos que criara novas UCs, sobretudo reservas extrativistas, já que hoje temos a garantia de preço mínimo para produtos do agroextrativismo", alertou o Ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc. O encontro fez parte das comemorações do Dia Nacional do Cerrado, comemorado no dia 11 daquele mês.

Em contrapartida, uma iniciativa Instituto Natureza do Tocantins, Naturatins, e da Faculdade Católica do Tocantins, demonstrou o interesse na preservação e recuperação de áreas degradadas a partir da produção anual de 25 mil mudas nativas em um banco de sementes.

A importância do Cerrado foi destacada em “Bioma é a grande caixa d’água do País”. Das 12 bacias hidrográficas do País, 8 estão inseridas no bioma. 

Mata Atlântica

No final do ano uma notícia boa e outra ruim. "Recém-achada, árvore da mata atlântica corre risco". Com nome o nome de Symplocos atlanticae  e o apelido mais popular, de azeitoninha-das-nuvens, a planta foi descoberta mas já apresenta risco de extinção.

Em abril um pacto foi lançado em São Paulo com objetivo de restaurar 150 mil Km² da Mata Atlântica, o equivalente a 10% do bioma original. No mesmo mês foi publicado “Agricultores são pagos para preservar a Mata Atlântica”.

Uma estimativa assustou: 93% da Mata Atlântica já foi devastada em todo o país. Em compensação, a Unesco aprovou a ampliação da reserva do bioma, completando 533 reservas em 106 países.

Pantanal

A estiagem no meio doano trouxe receio. O período mais seco dos últimos 35 anos foi relatado em “Pantanal vive período mais seco desde 1974 e futuro preocupa especialistas". 

A velocidade com que os ecossistemas terão que migrar para se adaptarem às mudanças climáticas foi calculada por pesquisadores americanos. Má notícia para o Pantanal: ele precisará se deslocar três vezes mais rápido que a média, o que o coloca em risco aumentado de colapso. Leia mais em “Aquecimento do planeta põe o Pantanal para correr”.

Foram americanos também que invadiram o bioma sem autorização. Três pesquisadores foram presos pela Polícia Federal em junho, acusados de fazerem pesquisas em área de preservação permanente sem conhecimento dos órgãos governamentais brasileiros.

Pesquisas brasileiras também não faltaram. Como a do Centro de Pesquisa do Pantanal que desenvolve um projeto para ajudar a traçar um perfil do ecossistema pantaneiro e avaliar a região. (EXCLUSIVO: Projeto vai avaliar e traçar um perfil do ecossistema do Pantanal)

Flora

A ganância e a exploração desenfreada devoraram a flora nos últimos anos, inclusive em 2009. A ponto de cientistas tentarem criar uma árvore artificial contra o aquecimento global. E conseguiram. A Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, anunciou ter criado árvores artificiais que absorvem CO2 da atmosfera quase mil vezes mais rapidamente do que árvores de verdade.

As plantas também devoraram... só que devoraram ratos. Trata-se de uma nova espécie descoberta nas Filipinas. Nepenthes attenboroughii , a planta carnívora gigante, com cerca de 1,5 m de altura, é capaz de prender e devorar roedores e insetos.

Em Londres foi anunciada, no finalzinho do ano, a descoberta de 290 novas espécies durante 2009. Orquídeas, árvores, fungos minúsculos e até mesmo uma nova espécie de maracujá da Amazônia.

Os perigos da flora, se manejada incorretamente, também foi destaque em 22 / 05 / 2009 EXCLUSIVO: Dia Internacional do Meio Ambiente lembra os riscos das espécies invasoras.

A salvação do clima também pode estar nelas, nas plantas, sugeriu um estudo. A Economia dos Ecossistemas e da Biodiversidade apontou que os sistemas naturais representam um dos maiores aliados inexplorados contra o maior desafio desta geração.

Desconhecida e ameaçada, a flora brasileira, considerada a mais rica do planeta, foi relacionada em um livro: “Plantas Raras do Brasil”. Contribuíram 175 cientistas de 55 instituições nacionais e internacionais, identificando 2.291 espécies exclusivas do Brasil.

Oficialmente e reconhecidamente ameaçada. No Diário Oficial da União a nova lista de espécies da flora brasileira com risco de extinção exibiu 472 plantas. A atualização anterior datava de 1992, quando apenas 108 espécies estavam em perigo.


Fonte: AmbienteBrasil



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

26/01/2020 às 06:13

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


5386 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey