Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


17/09/2010

Eucalipto: fosfato dobra o plantio no Cerrado

Para melhor resultado, aplicação deve ser feita 40 dias antes do plantio e de forma localizada a uma dose de 400 a 500 quilos por hectare.

Os solos brasileiros em geral, principalmente os do Cerrado, são pobres em fósforo e precisam de uma boa dose de adubação fosfatada. No caso de plantios florestais, como o eucalipto, a aplicação de fosfato é fundamental e pode dobrar a produtividade das plantações, passando a produção de madeira de 150m³ para 300m³ na idade de corte. Durante o FertBio 2010, que acontece de 13 a 17 de agosto, na cidade de Guarapari, no Espírito Santo, o pesquisador Nairam de Barros, professor da Universidade Federal de Viçosa, vai falar sobre a eficiência agronômica dos fosfatos de rocha em plantios florestais.

Pela pobreza natural do nosso solo em fósforo, a experiência tem mostrado que só se consegue produtividades econômicas de florestas de eucalipto com aplicação de boa dose de fósforo. A aplicação de fosfato natural vem em complementação com uma outra fonte mais solúvel de fósforo com objetivo de dar o primeiro arranque de crescimento da planta. Depois dessa aplicação inicial de fosfato solúvel vem o uso de fosfatos naturais que têm uma reatividade mais baixa e liberam o fósforo para a planta por um período mais longo de tempo. Esta aplicação, em geral, vai de seis meses aos sete anos de idade da plantação — explica Barros.

O professor ensina que, depois de anos de estudo e prática, observou-se que o melhor é fazer a aplicação do fosfato de forma localizada, no fundo do suco e em período próximo à época de plantio. O ideal é que esta aplicação seja feita até 40 dias antes, porque os produtores que já aplicam o fosfato com seis meses de antecedência perdem a eficiência do fertilizante. É sempre mais adequado fazer a análise de solo para saber a real necessidade específica de cada área que será plantada, mas ele diz que, em geral, a dose recomendada varia entre 400 e 500 quilos de fósforo por hectare.


Fonte: Portal do Agronegócio



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

30/09/2020 às 03:23

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


5679 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey