Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


02/10/2012

Ergonomia na produção de estofados.

Tese de Doutorado defendida no Departamento de Engenharia Florestal da UFV pela arquiteta Patrícia Bhering Fialho, avaliou a ergonomia no processo de fabricação de estofados.

Foto: Google
Este trabalho teve como objetivo realizar uma avaliação ergonômica de processos e produtos na fabricação de estofados produzidos em indústrias do Arranjo Produtivo Local (APL) de Ubá, MG.
            O material utilizado foi proveniente de duas indústrias de sofás estofados associadas ao INTERSIND, com perfis de atendimento a dois diferentes segmentos sociais da população. Quanto ao produto, foram avaliados 29 sofás estofados, sendo 12 produzidos pela indústria “A” e 17 produzidos pela indústria “B”. Quanto ao processo, foram avaliados: a estrutura e funcionamento do processo de produção de estofados; o perfil socioeconômico do trabalhador; a região anatômica exposta ao risco de distúrbios osteomusculares e os fatores ambientais, como iluminação, ruído e ambiente térmico.
            Os principais resultados mostraram que os sofás produzidos pelas duas indústrias, de maneira geral, atenderam às recomendações estabelecidas no trabalho quanto à altura de encosto e profundidade útil de assento. Todos os sofás, porém, mostraram-se inadequados aos dados antropométricos e às recomendações de autores, quanto à altura do assento ao piso e às dimensões do apoio para os braços. Os estofados produzidos pela indústria “B”, em geral, apresentaram dimensões superiores aos produzidos pela indústria “A”. Nas duas indústrias, os processos de produção apresentaram os mesmos tipos de máquinas, além do uso intensivo de mão de obra.
            Os trabalhadores de ambas as indústrias apresentaram baixo índice de escolaridade, com trabalho masculino nos setores de transformação da madeira e de produção e por mulheres no setor de costura. Os trabalhadores das duas indústrias apresentaram respostas semelhantes quanto às queixas de dor ou desconforto. As regiões corporais mais afetadas foram as costas, parte superior e inferior.
            Em relação aos aspectos ambientais, observou-se que, em ambas as indústrias, as atividades, na maioria dos postos de trabalho, são realizadas sob condições adversas à segurança e a saúde dos trabalhadores e em não conformidade com os limites estabelecidos pela NR15, quanto às avaliações de ruído e ao ambiente térmico. A maioria dos postos apresentou níveis de iluminância abaixo do mínimo estabelecido pela NBR 5413/1992.
 
Orientação e Banca
Professor Orientador: Amaury Paulo de Souza
Professor Co-orientador: Luciano José Minette e José de Castro Silva
Banca: Nilton Cesar Fiedler e Elaine Cavalcante Gomes
 
Para acesso à dissertação completa, acessar o link: http://www.tede.ufv.br/tedesimplificado/tde_arquivos/3/TDE-2011-10-24T082623Z-3168/Publico/texto%20completo.pdf




Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

03/08/2020 às 09:06

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


3929 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey