Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


25/11/2009

Energia que Vem do Eucalipto

O Brasil possui um potencial de 3 mil MW em resíduos de biomassa de eucalipto espalhados por 5 milhões de hectares de reflorestamento pertencentes a empresas de papel e celulose. São galhos, cascas e folhas que, segundo estimativa da finlandesa Pöyry, não são adequados para industrialização. O cálculo de capacidade já exclui os resíduos utilizados como nutrientes de solo.

O Brasil possui um potencial de 3 mil MW em resíduos de biomassa de eucalipto espalhados por 5 milhões de hectares de reflorestamento pertencentes a empresas de papel e celulose. São galhos, cascas e folhas que, segundo estimativa da finlandesa Pöyry, não são adequados para industrialização. O cálculo de capacidade já exclui os resíduos utilizados como nutrientes de solo.
 

Outra possibilidade de aproveitamento desse material, a depender inclusive de estudos logísticos mais elaborados é o “empacotamento” sob a forma de paletts e briquetes, visando exportação. “Empresas européias vão demandar maior quantidade de biomassa até 2020, induzidas pela diretiva de energias renováveis”, explica Lúcia Coraça, responsável no Brasil pela área de energia da Pöyry.
 

A maior parte dos resíduos florestais está distribuída pelos principais centros de carga de energia elétrica do país como São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Minas Gerais, Bahia e Mato Grosso do Sul. “E há grandes unidades industriais com instalação prevista para Tocantins, Maranhão e Piauí”, acrescenta Manoel Rodrigues Neves, responsável na Pöyry por estudos de mercado.
 

A unidade da Fibria localizada em Três Lagoas (MS) é uma das plantas do setor já preparadas desde a concepção de projeto para a utilização de resíduos florestais na produção de energia. O setor de papel e celulose ainda não participa de leilões oficiais porque boa parte da energia é destinada ao consumo próprio ou é absorvida por outras plantas integradas aos complexos e dedicadas em geral a produção de soda-cloro.


Fonte: Portal Energia Hoje



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

22/09/2019 às 06:02

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


2144 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey