Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


17/09/2013

Empresa peruana cria certificado para estimular reflorestamento da Amazônia

Google

O Peru enfrenta desafios semelhantes ao Brasil no que diz respeito a preservar a Floresta Amazônica, assim cada nova iniciativa que surge por lá tem o potencial de ser útil também para os brasileiros.

Portanto, vale a pena tentar entender o que foi batizado de Certificado de Captura de Carbono (CCC), um mecanismo que visa arrecadar fundos para o reflorestamento na Amazônia peruana ao reunir recursos de empresas que desejam neutralizar suas emissões de gases do efeito estufa.

Formulado pela companhia Peru Carbon Fund (PCF), o CCC é concedido para proprietários de terras que reflorestem áreas que foram desmatadas para uso agrícola e agropecuário. Mas ao contrário dos créditos de carbono, os CCCs não podem ser comercializados.

“Cada CCC é emitido por um investidor específico para compensar sua pegada de carbono. Esse certificado não pode ser negociado com outras empresas. A PCF faz o relacionamento direto entre os investidores e os agricultores, reduzindo os custos de certificação e transação”, afirmou Alessandro Riva, presidente da PCF, em entrevista para o Ecosystem Marketplace.

Outra diferença para os créditos de carbono é que os CCCs permitem o aproveitamento das áreas reflorestadas, desde que seja respeitada a não liberação de carbono. Assim, é possível explorar a madeira para a construção civil, por exemplo.

Segundo Riva, ao permitir a exploração da madeira, o mecanismo faz com que as espécies de rápido crescimento da Amazônia ajudem a reduzir o desmatamento em outras áreas ao mesmo tempo em que lida com as mudanças climáticas e cria empregos.

“É um mecanismo que segue as regras específicas da realidade e das estruturas legais peruanas. Dessa forma, a maior parte dos moradores e dos investidores corporativos pode se identificar com ele, permitindo que o programa cresça mais rápido nacionalmente”, disse Riva.

Ainda segundo a PCF, a simplicidade do CCC faz com que ele seja muito mais atrativo do que os padrões internacionais para a geração de créditos de carbono, que ainda sofrem para alcançar uma maior popularização.

“Podemos dizer que é praticamente gratuito para qualquer fazendeiro conseguir o CCC, desde que ele cumpra os pré-requisitos. Enxergamos que essa é a única maneira de promover o reflorestamento no Peru com o intuito de frear o desmatamento”, concluiu Riva.

É preciso avaliar mais de perto como realmente funcionam os CCCs e se realmente rendem resultados positivos para os agricultores e para a floresta. Vamos acompanhar a implementação desse mecanismo no Peru e trazer mais informações no futuro.


Fonte: Instituto CarbonoBrasil



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

19/07/2019 às 10:10

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


3077 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey