Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


19/08/2015

Embrapa e Unicamp desenvolvem pesquisa para capacitação via dispositivos móveis

Paulo Cabral no evento em Campinas
O uso de dispositivos móveis, como celulares e tablets, é cada vez mais frequente. O Brasil já conta com mais de 283 milhões de linhas de telefonia móvel, de acordo com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). No campo, isso não é diferente. Os celulares estão em 60% dos lares rurais, sendo que mais de 30% deles têm acesso à internet, conforme Pesquisa TIC Domicílios de 2013, realizada pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br).

De olho nesse cenário, a Embrapa e a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) uniram esforços para desenvolver um programa de formação continuada que vai oferecer futuramente, por meio de dispositivos móveis, conteúdos e microtreinamentos sobre temas de interesse dos produtores rurais. O objetivo é contribuir com a disseminação e a transferência de tecnologia para agricultores e profissionais de assistência técnica e extensão rural.

As ações de capacitação são uma das formas previstas pela Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater) para reestruturar o processo de extensão rural no País. O presidente da entidade, Paulo Guilherme Francisco Cabral, disse que o papel da nova Agência será o de integrar as várias iniciativas desenvolvidas em âmbito regional, para facilitar o trabalho do extensionista e prestar uma melhor assistência técnica, baseada na necessidade real dos agricultores.
Cabral participou do seminário "Inovação na educação a distância: capacitação de multiplicadores via dispositivos móveis", realizado na última quinta-feira (6) na Embrapa Informática Agropecuária (Campinas, SP). O evento teve como intuito discutir as necessidades de formação, capacitação e atualização de multiplicadores para extensão rural e assistência técnica, visando apoiar a implantação de ações educativas usando as novas tecnologias de informação e comunicação.

De acordo com o professor da Unicamp Sérgio Ferreira do Amaral, o diferencial é a parceria para promover a integração no desenvolvimento tecnológico e a inovação necessária no campo. Para isso, o programa ampara-se em conceitos educacionais relacionados à aprendizagem organizacional, respeitando os princípios norteadores da educação de adultos, como autodiretividade, experiência, prontidão para aprendizagem e aplicabilidade. "Nosso objetivo é promover uma educação inovadora, baseada em transferência de tecnologia, e que dê subsídios para a formulação de políticas de formação continuada visando atender a esse mercado", ressalta.

O Departamento de Transferência de Tecnologia (DTT) da Embrapa coordena um conjunto de estratégias que buscam facilitar a interação com a Anater e a melhoraria no aperfeiçoamento profissional dos extensionistas. "Precisamos de um olhar para nosso principal público, o produtor rural. Para isso, o extensionista deve nos ajudar a perceber os gargalos que precisam ser superados. O produtor necessita desse olhar, dessa intervenção da Embrapa, em parceria com a extensão", afirma Michell Costa, supervisor do DTT.

Os aplicativos móveis têm grande potencial para atender às necessidades dos extensionistas, de forma massiva e inovadora. "O desenvolvimento desses aplicativos deve permitir não somente levar informação, mas captar demandas e oportunidades para fortalecer a interação entre Embrapa e Anater", afirma Costa. "Temos uma tecnologia bastante sofisticada e de baixo custo que é o nosso aparelho de celular, nosso smartphone. Transferir esse conhecimento por meio de uma plataforma móvel popular e de alta tecnologia é garantir o elemento-chave do sucesso desse projeto", complementa Amaral.

O seminário teve a participação de 50 pessoas, entre eles representantes da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati), profissionais da área de TT de Unidades da Embrapa, além de bolsistas de pós-graduação da Unicamp. Esse evento integra o projeto de pesquisa "Educação não formal para transferência de tecnologia na Embrapa: microaprendizagem, microtreinamento e microconteúdo via dispositivos móveis", coordenado por Amaral em parceria com o pesquisador José Ruy Porto de Carvalho, da Embrapa Informática Agropecuária.

A pesquisa vai aplicar uma metodologia de produção e organização de microconteúdo educacional e construir um ambiente computacional na internet baseado nos conceitos de desenvolvimento de aplicações móveis, visualização e computação ubíqua. "Com o trabalho de pesquisa, vamos gerar uma metodologia para formular conteúdos adequados e executar microtreinamentos que sirvam para qualificação dos profissionais de assistência técnica, extensionistas e agentes de TT", explica a analista da Embrapa Marcia Izabel Fugisawa Souza.

As ações têm como foco a formação continuada de caráter coletivo, apoiadas na realidade do público-alvo e baseadas em uma proposta interativa, comunicacional e construtivista que envolve o tratamento dos conteúdos de forma interdisciplinar e complementar. O projeto é financiado com recursos do Programa de Bolsas de Estudo destinado a apoiar a formação de recursos humanos em áreas e temas estratégicos de pesquisa em agropecuária, da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).


Fonte: Embrapa



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

24/01/2020 às 02:05

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1200 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey