Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


10/09/2009

Em Mato Grosso, 90% dos Produtores Estão em Situação Irregular

O presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho (Aprosoja), Glauber Silveira da Silva revelou que 90% dos produtores de Mato Grosso estarão irregulares e outros 50% poderão perder a propriedade a partir de 11 de dezembro deste ano, quando as sanções aos que não executam a legislação ambiental serão cumpridas.

Mapa de Mato Grosso
O presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho (Aprosoja), Glauber Silveira da Silva revelou que 90% dos produtores de Mato Grosso estarão irregulares e outros 50% poderão perder a propriedade a partir de 11 de dezembro deste ano, quando as sanções aos que não executam a legislação ambiental serão cumpridas.  Esse é o prazo limite para os agricultores averbarem a Reserva Legal de suas propriedades.

Agindo de forma preventiva, entidades representativas do setor produtivo estadual entregaram nesta terça-feira (8) à Frente Parlamentar de Agropecuária (FPA), um documento listando as principais reivindicações da categoria no que se refere à legislação ambiental.  Na proposta, pedem tratamento igualitário com relação à reserva legal, consolidação das áreas de produção, além de outros itens de interesse coletivo.

O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato), Rui Prado, cobrou agilidade nos procedimentos de regularização ambiental das propriedades, já que o produtor leva muito tempo para conseguir a documentação e assim fica regular perante a lei.  Já o presidente da Aprosoja, afirma que as medidas sugeridas pelo segmento têm de ser resolvidas a curto prazo, de forma descentralizada (dando autonomia aos Estados e municípios) para que a agricultura não seja travada.

O presidente do Sindicato Rural de Sinop, Antônio Galvan, afirma que toda a situação ambiental enfrentada pelos agricultores mato-grossenses é decorrente de ações do próprio governo.  Ele diz que no passado os produtores foram estimulados a abrir áreas e a produzir e que a legislação ambiental foi mudando e quem estava regular passou a não estar conforme com a lei.


Fonte: Carbono Brasil.



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

17/07/2019 às 20:42

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1536 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey