Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


11/04/2011

Documento propõe equilibrar produção agrícola e conservação ambiental

Instituto Icone apresentou na Fiesp cartilha de recomendações para contribuir com debate do Código Florestal

André Nassar, diretor do Icone. Foto: Everton Amaro

Elaborado pela necessidade de debater a reforma do Código Florestal, o Instituto de Estudos do Comércio e Negociações Internacionais (Icone) apresentou o documento Agricultura, Conservação Ambiental e a reforma do Código Florestal, durante a reunião com a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, nesta segunda-feira (4), na sede da Fiesp.

Propostas e sugestões para que a ocupação e o uso da terra sejam feitos de forma a equilibrar conservação ambiental, produção agrícola e desenvolvimento econômico compõem o texto.

Segundo André Nassar, diretor-geral do Icone e um dos autores do documento, se forem consideradas as previsões da Organização Mundial para Agricultura e Alimentos (FAO), a produção de oleaginosas, no Brasil, terá que dobrar até 2050 e a de carnes, aumentar até 70%.

“É esperado pelo mundo que o Brasil cresça. Não que o Código Florestal vá impedir este crescimento, mas deve-se levar em conta que o crescimento da agricultura é uma externalidade positiva para o mundo”, afirmou Nassar. Para ele, a produção atual de soja, no País, de 62 milhões de toneladas terá que crescer mais 105 milhões de toneladas, assim como a produção de frango em mais 16 milhões na mesma medida.

Impacto

Em projeções para o desempenho da agricultura para 2022, o efeito na área de produção de grãos sairia de 37 milhões de hectares para 43 milhões, mas se houvesse a restauração do passivo em área produtiva, o diretor do Icone afirmou que a mesma área cairia em 8,4%. Cana de açúcar sofreria queda de 6%; pastagens 26% e a área agrícola total cairia 21,8%, ou seja, 40 milhões de hectares.

“O restauro em área produtiva traria um impacto enorme em termos de área plantada e, principalmente, em termos de preço. Por exemplo, o preço real da soja até 2022 cresceria 2% e, com o restauro, o preço subiria 25%”, alertou Nassar. Para o diretor, quando há expansão da agricultura com forte intensificação das pastagens, há redução do impacto.

“É na combinação da expansão da fronteira com as intensificações de pastagens é que se obtêm os melhores níveis de produção e os menores impactos em preço, o melhor resultado para o produtor agrícola e para os consumidores”, ponderou Nassar.

Para visualizar o documento elaborado pelo instituto Icone, clique aqui

Edgar Marcel, Agência Indusnet Fiesp


Fonte: www.fiesp.com.br



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

24/01/2020 às 21:17

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


2762 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey