Facebook Twitter RSS

Evento/Curso

Versão para impressão
A-
A+


Curso de Fabricação de Papel
15/09 a 16/09 em Pacaembu/SP

Objetivo:Propiciar aos profissionais que atuam direta ou indiretamente no setor papeleiro as informações básicas pertinentes aos processos de fabricação de papéis e discutir os conceitos mais importantes, visando atualizar e melhorar a visão sobre as práticas comumente utilizadas.

Público alvo: Profissionais não técnicos do setor, área comercial, administrativa, financeira, jurídica, recursos humanos, representantes de empresas de suporte ao setor, fornecedores de equipamentos, produtos químicos, engenharia, profissionais egressos de outros setores industriais, estudantes de graduação e pos-graduação e profissional interessado em atualização profissional.

Docente: Edison da Silva Campos

Atualmente dedica-se à consultoria e treinamento nas áreas de desenvolvimento de equipes, qualidade e produtividade, e tecnologia de celulose e papel. Engenheiro eletricista formado pela PUCRS, com especialização em tecnologia de fabricação de celulose pela ABTCP/ABECEL, em fabricação de celulose e papel pela Universidade Federal de Viçosa, e mestrado em produtos florestais (celulose e papel) pela Universidade Federal de Santa Maria. Trabalha há 24 anos no setor de Celulose e Papel onde foi condutor de máquina de papel, supervisor de produção, consultor nas áreas de qualidade e P&D, e assistente técnico na Riocell (atual Aracruz-Guaíba); engenheiro do processo celulose na VCP e coordenador técnico da ABTCP (Associação Brasileira Técnica de Celulose e Papel). Ministrou várias palestras e cursos sobre fabricação de papel em empresas do setor e universidades, e foi professor do Curso Técnico de Celulose e Papel em Guaíba, RS.


15 de setembro
 
1. Matérias primas fibrosas1.1. Tipos de fibras
• Características fibrosas mais importantes para a fabricação dos diferentes tipos de papéis;

1.2. Pastas químicas
• Noções de processos ácidos e alcalinos para a obtenção de pastas químicas;
• Vantagens e desvantagens da utilização de pastas químicas.

1.3. Pastas de Alto Rendimento (P.A.R)
• Noções dos processos de obtenção das P.A.R.;
• Vantagens e desvantagens da utilização de P.A.R.

1.4. Fibras recicladas
• Classificação de aparas;
• Características mais importantes em cada tipo de aparas;
• Conceitos de contaminantes e proibitivos nas aparas;
• Vantagens e desvantagens da utilização de fibras recicladas.


2. Matérias primas não fibrosas2.1. Cargas minerais
• Caulim;
• Carbonato de cálcio;
• Dióxido de titânio.
2.2. Agentes de colagem
• Cola de breu e sulfato de alumínio;
• Colas sintéticas.
2.3. Agentes de resistência a seco;
• Amido;
• Policrilamidas.
2.4. Agentes de resistencia a umido;
• Epicloridrinamida;
• “glyoxal”.
2.5. Agentes de controle de brancura e tonalidade
• Corantes;
• Alvejante óptico;
2.6. Alocação das matérias primas não fibrosas em função do tipo de papel
2.7. Aditivos auxiliares de fabricação (antiespumantes, agentes de retenção, etc.).


3. Preparação de massa
3.1. Depuração de fibras virgens e recicladas
• Introdução;
• Desagregação;
• Turboseparadores e assemelhados;
• Depuradores pressurizados;
• Fracionamento;
• Centrifugação;
• Flotação;
• Lavagem;
• Branqueamento;
• Cálculo do rendimento dos processos de depuração;
• Depuração de cabeça de máquina;
• Características dos sistemas de aproximação da máquina de papel (“approach flow”);
 
3.2. Refinação
• Objetivos da refinação;
• Teorias da refinação;
• Tipos de refinadores e histórico;
• Variáveis importantes no controle da refinação;
• Variações no processo de refinação para diferentes tipos de papéis.

16 de setembro
4. Máquina de papel4.1. Diferenças dos tipos de máquinas de papel por aplicação

4.2. Caixa de entrada
• Conceitos e aplicações práticas;
• A importância da caixa de entrada na formação da folha;
• O que deve ser controlado na caixa de entrada;
• Tipos de caixa de entrada;

4.3. Formadores
• Tipos de Formadores;
• Elementos de formação e drenagem da mesa plana (“forming board”, “hidrofoils”, “vacuum foils”, caixas de alto vácuo);
• Elementos de formação e drenagem dos “gap formers”.

4.4. Prensagem
• “Pick up” – importância e tipos;
• Teoria da prensagem;
• Tipos de prensas;
• Variáveis importantes para a prensagem;
• Feltros: características e condicionamento.

4.5. Secagem
• Noções de utilização do vapor;
• Teoria da secagem;
• Diferentes processos de secagem (multicilindro, “Yankee”, TAD, “condebelt”, etc.);
• Telas secadoras: características e condicionamento;
• Sistemas de vapor e condensado.

4.6. Calandragem
• Tipos de calandras;
• Variáveis importantes na calandragem;
• Noções sobre “supercalandras”.

4.7. Colagem superficial
• “Size-press”
• “Gate-roll coater”
• “Speed-sizer”
• Noções sobre revestimento de papéis.

4.8. Parte final da máquina de papel
• Enroladeira “pope”;
• Controle de qualidade do rolo “jumbo”.


5. Propriedades específicas para os diferentes tipos de papéis5.1. Impressão e escrita
5.2. Papelão corrugado
5.3. Sacaria
5.4. “Tissue”
5.5. Revestidos
5.6. Alguns papéis especiais


Estão Inclusos:Coffee-break, material didático e certificado de participação.
 

Maiores Informações: www.abtcp.org.br/Pagina.aspx

CONTATOS:
Telefone: (11) 3874 2700


Fonte: ABTCP



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

29/09/2020 às 02:21

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


4476 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey