Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


07/04/2010

Construções Verdes Conquistam Cada Vez Mais Espaço

Programa federal nos Estados Unidos ajudou o setor a crescer 40% em 2009, já o Brasil pode ter seu boom de Green Buildings nos próximos anos devido aos investimentos para a Copa do Mundo e para as Olimpíadas do Rio de Janeiro.

Desde 1992, os Estados Unidos promovem o programa Energy Star, que envolve estratégias de gerenciamento energético que incentivam a economia ao recompensar melhorias nas construções. Porém foi em 2009 que o programa deslanchou, com cerca de nove mil edifícios conquistando o direito de utilizar a etiqueta Energy Star  ao redor do país em comparação ao pouco mais de seis mil em 2008, um aumento de 40%.

Nesta semana, a Agência de Proteção Ambiental (EPA, em inglês) dos Estados Unidos publicou um ranking  classificando 25 cidades de acordo a implantação do Programa Energy Star para edifícios comerciais. Entre eles estão hospitais, escolas, escritórios, lojas e até mesmo supermercados.

Los Angeles foi apontada pela EPA como a líder norte-americana em Green Buildings apresentando 293 novos edifícios Energy Star em 2009, bem a frente da segunda colocada Washington com 203 e da terceira San Francisco com 173. A cidade de Nova Iorque ficou em décimo lugar com 90 edifícios.

A EPA diz que o programa Energy Star contribui anualmente para a economia de US$ 1,6 bilhões em contas de energia e evita emissões de gases do efeito estufa equivalentes a mais de 1 milhão de residências.

O Energy Star engloba apenas um dos diversos atributos que podem ser explorados dentro do conceito de Green Building, a eficiência energética. A qualidade do ar interno e o gerenciamento dos recursos também são componentes essenciais do conceito, assim como a redução da necessidade de aquecimento e resfriamento de ambientes, maior conforto e durabilidade e menor custo de manutenção.

A ONG Green Building Council no Brasil optou por disseminar no mercado o sistema norte-americano de certificação LEED® (Leadership in Energy and Environmental Design®) que está sendo adaptado a realidade brasileira e teve a sua primeira versão lançada este mês.

Copa Verde

O Brasil tem tudo para se destacar no setor das construções verdes. Uma grande iniciativa está em andamento e poderá resultar na maior ação coordenada de Green Building já feita globalmente.

Os recursos para a Copa do Mundo de 2014 e para a Olimpíada do Rio de Janeiro em 2016 se bem administrados transformarão o Brasil no maior desenvolvedor de construções sustentáveis do planeta.

Três estádios já foram registrados para obterem a certificação LEED. Eles já estão recebendo o apelido de EcoArenas. Existe a possibilidade de que venham ainda a receber grandes painéis solares incorporados à sua arquitetura, o que geraria energia suficiente para seu funcionamento.

Outras medidas deverão ser adotadas nacionalmente, visando a contenção e reversão do desmatamento, investimentos em energias renováveis e redução das emissões relacionadas ao transporte.

Os grandes eventos esportivos com certeza transformarão o Brasil em um gigantesco canteiro de obras. Agora fica a dúvida se todos os recursos destinados pelo governo ou captados com a iniciativa privada irão mesmo se concretizar em um país repleto de “Green Buildings” ou apenas se perderão pelos ralos da corrupção.


Fonte: CarbonoBrasil



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

16/08/2018 às 03:02

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


2023 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey