Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


04/10/2015

Com recorde de queimadas, número de incêndios passa de 11 mil no AM

Números são do Inpe; mais de 1,4 mil focos seguem ativos em nove cidades. Clima quente deve seguir até dezembro e favorece situação no estado.

Fotógrafo registrou incêndio em trecho da BR 319 (Foto: Chico Batata/Divulgação)

Amazonas registrou recorde de incêndios neste ano, com 11.104 focos de queimadas. O número é o maior já registrado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), que registra os dados via satélite há 17 anos. Em todo o ano passado, foram contabilizados 9.322 casos.

O recorde também ocorre no mês de setembro de 2015, que registrou 5.882 queimadas. A quantidade é 90,3% maior que a máxima já registrada em 2009, com 3.091 focos. Em 2014, foram 3.057 ocorrências de incêndio no mês.

Queimadas arte (Foto: Arte/G1 AM)

O volume de incêndios deste ano é quase 50% maior do que foi contabilizado nos primeiros nove meses de 2014. Atualmente, nove municípios apresentam mais de 1,4 mil focos ativos de queimadas. Eles são apontados como a causa da nuvem de fumaça que encobriu Manaus na quinta-feira (1º) e sexta-feira (2). Neste sábado (3), a fumaça ainda pôde ser vista nas primeiras horas da manhã.

Em setembro, a capital só registrou um dia com chuva, no dia  4, quando choveu apenas 15,8mm, conforme registro da estação meteorológica do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). A previsão era de que chovesse no mês entre 43mm e 83mm.

Fumaça ainda podia ser vista nas primeiras horas da manhã de sábado (3) (Foto: Adneison Severiano/G1 AM)Fumaça ainda podia ser vista nas primeiras horas da manhã de sábado (3) (Foto: Adneison Severiano/G1 AM)

Desde quarta-feira (29), o município de Careiro da Várzea registra o maior número de queimadas, com 350 focos. O município fica cerca de 100 quilômetros distante de Manaus.

De acordo com o Inpe, 1.418 focos ativos de queimadas são registrados em nove municípios, sendo 222 focos em Autazes, 187 em Lábrea, 174 em Manacapuru, 142 em Boca do Acre, 107 em Manaquiri, 105 em Careiro da Várzea, 90 em Presidente Figueiredo, 83 em  Novo Aripuanã, 75 em Itacoatiara e 75 focos de incêndio em Maués. Manaus está na 44ª posição, com oito registros de queimadas significativas feitas pelos satélites.

Fumaça
Manaus amanheceu encoberta de fumaça durante três dias. Cinzenta e densa, ela dificulta a respiração, além de prejudicar a visibilidade em ruas e avenidas da capital. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, 32 pessoas, sendo 26 adultos e seis crianças, foram atendidas nos Serviços de Pronto Atendimento da rede estadual de saúde, relatando desconforto respiratório.

O Inpe informou que os ventos fracos dificultam a dispersão da fumaça. "Os ventos calmos ou fracos com velocidade de 2 a 4 nós [4 a 7 km/h], chegando no máximo a 8 nós [15 km/h] conforme os dados do aeroporto, não ajudam a fumaça a se dispersar. Além disto, estão rondando [variando], vindo com predominância dos setores leste e norte", explicou o instituto aoG1.

Foto registrada na quinta-feira (1º) mostra área do Conjunto Vieiralves sob fumaça (Foto: Chico Batata/Divulfação)Foto registrada na quinta-feira (1º) mostra área do Conjunto Vieiralves, na Zona Centro-Sul, sob fumaça (Foto: Chico Batata/Divulgação)

O meteorologista do Inmet, Gustavo Ribeiro, disse que a fumaça tem origem em municípios do interior e até de estados vizinhos. "Os ventos predominantes na cidade de Manaus sopram de direção nordeste, isto é, de nordeste para sudoeste. Dito isso, se as fontes de fumaça [focos de calor] estiverem a leste e/ou nordeste de Manaus, em cidades como Rio Preta da Eva, Itacoatiara, Parintins ou até mesmo de cidades do Pará, as fumaças passarão pela capital e região metropolitana de Manaus. Após passarem por Manaus, muito provavelmente esta poluição ou fumaça, vá para cidades como Iranduba, Careiro, Manacapuru e Novo Airão, pois estão na direção sudoeste da capital", explicou Ribeiro.

Desde o início do ano, mais de 320 atendimentos no combate a incêndios foram feitos pelo Corpo de Bombeiros no estado, ultrapassando todo o número de ocorrências registrado no ano passado, que foi de 304 casos.

Clima
O calor intenso na região durante o segundo semestre do ano facilita a propagação de incêndios. O fenômeno El Niño afeta a quantidade de chuvas no estado, segundo informações do Inmet. O clima quente deverá se estender até dezembro.

Focos de queimada registrados pelo Inpe em setembro de 2015 (Foto: Reprodução/Inpe)Focos de queimada registrados pelo Inpe em setembro de 2015 (Foto: Reprodução/Inpe)


Fonte: Adneison Severiano - Do G1 AM



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (1)


30Ob2avBR1 disse:

15/11/2015 às 05:40

I'm inputting eepnxse receipts into the current version of Quickbooks. I did a journal entry (hope that's where they go) entering the amount into the credit debit areas but it gave me a balance of zero instead of a balance of what was paid out by me. It would not let me save the entry if the amounts weren't the same. I know I have to be doing something wrong but I just don't know whatPlease help!

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1532 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey