Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


14/08/2012

Chuva prolonga extração do látex nos seringais do noroeste de SP

Safra da seringueira está durando mais tempo que o previsto. Produção extra de borracha beneficia agricultores e empregados.

A produção inesperada no mês de julho, quando os produtores costumam parar a extração do látex, influenciou o resultado da safra de borracha este ano.

Ricardo Mendes tem 20 mil seringueiras na fazenda de 50 hectares que fica no município de Neves Paulista, região noroeste de São Paulo. Ele produziu 180 toneladas, 15% a mais em relação ao ano passado.

Quem trabalha no seringal também comemora. Antonio Marques, que ganha por produção, conta animado que estava acostumado a receber bem menos em julho.

As árvores sem folhas são um sinal de que a safra terminou. Normalmente, a sangria vai de setembro à junho e a entressafra costuma durar dois meses, mas este ano, o período de produção foi maior e as árvores vão ter só um mês de descanso. Tudo graças ao clima.

O engenheiro agrônomo Nilson Troleis explica que um mês é suficiente para a recuperação da árvore. "O mês de agosto vai ser para preparar e corrigir tecnicamente os painéis e a planta terá excelentes condições para o reenfolhamento", diz. 

Tudo o que o produtor espera agora é que o clima ajude para que a próxima safra seja tão boa como esta.


Fonte: http://g1.globo.com/economia/agronegocios/noticia/2012/08/chuva-prolonga-extracao-do-latex-nos-seringais-do-noroeste-de-sp.html



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

18/03/2019 às 17:32

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


4124 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE   |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey