Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


01/07/2009

China Compra Mais Celulose Brasileira

A China voltou a fabricar papel e os reflexos já começam a ser sentidos pelo Brasil, maior exportador de celulose de fibra curta do mundo. Nos cinco primeiros meses de 2009 as vendas da commodity para o país oriental aumentaram 27%, segundo os dados da Associação Brasileira de Celulose e Papel (Bracelpa). Como consequência dessa retomada da atividade chinesa as vendas de papel para o mesmo país despencaram 65,2%.

A China voltou a fabricar papel e os reflexos já começam a ser sentidos pelo Brasil, maior exportador de celulose de fibra curta do mundo. Nos cinco primeiros meses de 2009 as vendas da commodity para o país oriental aumentaram 27%, segundo os dados da Associação Brasileira de Celulose e Papel (Bracelpa). Como consequência dessa retomada da atividade chinesa as vendas de papel para o mesmo país despencaram 65,2%.

As projeções da Votorantim Celulose e Papel (VCP) apontam para o aumento da operação das máquinas de papel naquele país e com isso, destaca as importações chinesas de cerca de 3,8 milhões de toneladas de celulose no mesmo período. Boa parte dessa demanda foi suprida pelos estoques que estavam localizados em portos europeus, tanto que o volume restante nesses locais chegou ao nível mais baixo desde janeiro do ano passado.

Segundo o especialista do setor da Tendências Consultoria, esse nível mais baixo é o resultado da combinação entre a demanda chinesa e o fechamento de fábricas ou paradas comerciais no mundo todo que reduziram a produção em cerca de 5 milhões de toneladas.

"A China importou muita celulose no ano e isso é um indicativo de que os estoques estão repostos no País", disse ele. "Pode ser que tenhamos uma redução na importação chinesa no segundo trimestre, mas que será pontual, tanto que esperamos o aumento da produção de celulose no segundo semestre com a volta de fábricas que ficaram paradas para ajustar os estoques mundiais", completou ele.

Com este cenário, a VCP afirmou que espera estabelecer um novo recorde de vendas para o negócio de celulose, com a meta de atingir 470 mil toneladas apenas no segundo trimestre. Esse volume é 31% superior ao registrado nos três primeiros meses do ano.

Quanto aos preços, o cenário possibilitou aumento de preços para a commodity de fibra curta. Já em papel, a VCP acena com preços menores em função do câmbio e indica um cenário mais favorável ao mercado doméstico.

Na mesma está a Suzano. Segundo o seu diretor presidente, Antonio Maciel Neto, o mercado de papel está trabalhando em um patamar menor que o ano passado, mas está se recuperando aos poucos.

"O preço do papel chegou a ficar 24% menor em janeiro de 2009 [comparação com janeiro de 2008]. Melhorando a cada mês, mas ainda abaixo de 2008", disse o executivo. A Suzano mantém 50% da produção para exportação para a China.


Fonte: REMADE



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

21/09/2020 às 07:17

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1943 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey