Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 16

Warning: max() [function.max]: Array must contain at least one element in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 53

Warning: min() [function.min]: Array must contain at least one element in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 55
CIFlorestas>>Notícia>>Castanha-do-pará Ajuda na Conservação da Amazônia

Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


28/06/2010

Castanha-do-pará Ajuda na Conservação da Amazônia

A extração de castanha-do-pará pode contribuir com a conservação da Floresta Amazônica, de acordo com o uma pesquisa apresentada pelo pesquisador Felipe Santos Nunes, do programa de pós-graduação em Análise e Modelagem de Sistemas Ambientais do Instituto de Geociências, IGC, da Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG.

Castanha-do-pará

O estudo fez parte da dissertação de Nunes e as conclusões apontaram que é possível criar alternativas rentáveis a partir da extração sustentável dos recursos da floresta. “O estudo mostra que as áreas da floresta com vocação para o extrativismo podem ser rentáveis sem que sejam utilizadas para agricultura e pecuária, atividades mais agressivas ao ecossistema”, disse o pesquisador.

 

A área determinada para a realização da pesquisa abrangia a região de Madre de Dios, Peru, que faz fronteira com o departamento de Pando na Bolívia e o estado do Acre no Brasil. O local apresenta uma cadeia produtiva já consolidada de castanha-do-pará, conforme informações do pesquisador.

 

Foram criados modelos espaciais com base em três cenários: a venda com a casca, sem nenhum beneficiamento, com renda anual de cerca de US$3,67 milhões; o segundo cenário apresentou a comercialização do produto beneficiado, sem a casa, o resultado chegou a US$9,45 milhões por ano; o último cenário aliou ao beneficiamento, a certificação, com rendimento médio anual de US$10,2 milhões. Para as simulações foi utilizada como referência uma área de um milhão de hectares.

 

Em suas conclusões, Felipe Nunes destacou que com a rentabilidade da castanha-do-pará, os produtores não precisariam recorrer a outras atividades durante o ano, após a extração. “Os coletores em Madre de Dios são concessionários, e não proprietários das terras. Além disso, muitos deles não têm acesso aos processos de beneficiamento do produto”, explicou.

 

A exploração da castanheira acontece somente na época chuvosos, entre os meses de dezembro e abril, e representa uma das principais atividades econômicas da região, empregando cerca de 30 mil pessoas.


Fonte: Ambiente Brasil, com informações da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

22/05/2019 às 14:56

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


3590 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey