Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


13/09/2012

Branqueabilidade e qualidade de polpas de celulose.

Dissertação de Mestrado defendida no Departamento de Engenharia Florestal da UFV pela Engenheira Florestal Daniela Correia Martino, comparou a branqueabilidade e qualidade de polpas de celulose de Eucalipto de diferentes origens.

Foto: Google
A branqueabilidade de polpas pode ser afetada por diferentes fatores, como a composição química da madeira e as condições utilizadas no processo de polpação. Este estudo objetivou identificar os possíveis fatores que afetam a branqueabilidade de polpas de eucalipto de diferentes origens.
Determinou-se a densidade e a composição química de madeiras de duas fábricas de celulose, designadas como A e B. Foram avaliados os comportamentos destas madeiras em relação à polpação realizada em laboratório e comparados os parâmetros das polpas não branqueadas laboratoriais com os parâmetros das polpas não branqueadas industriais. Da mesma maneira, compararam-se os parâmetros das polpas pré-deslignificadas laboratoriais e industriais. Os cozimentos e os branqueamentos foram realizados nas mesmas condições. A densidade básica da madeira A foi 480 kg/m³ e a da madeira B foi 473 kg/m³. Os teores de carboidratos das madeiras também foram semelhantes. A variação entre os valores de alvura das polpas não branqueadas laboratoriais foi de 0,3% ISO e a variação entre os valores de alvura das polpas não branqueadas industriais foi superior a 4,0% ISO.
A branqueabilidade da polpa pré-deslignificada industrial da fábrica A foi maior que a da fábrica B que apresentou menor alvura inicial.
Os principais fatores que afetaram a branqueabilidade das polpas estudadas foram a alvura e o teor de ácidos hexenurônicos iniciais resultantes do cozimento industrial. A polpa industrial B apresentou índice de rasgo significativamente menor que a polpa industrial A.
 
Orientação e Banca
Professor Orientador: Jorge Luiz Colodette
Professor Co-orientador: José Lívio Gomide
Banca: Deusanide de Jesus Silva
 
Para acesso à dissertação completa, acessar o link: 

http://ciflorestas.com.br/arquivos/d_t_t_26122.pdf




Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

29/09/2020 às 10:20

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1698 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey