Facebook Twitter RSS

Avanço e Pesquisa

Versão para impressão
A-
A+


10/11/2014

Avaliação do efeito de tratamentos termorretificadores na uniformidade da cor da madeira de teca

Artigo submetido à Revista Árvore, Viçosa, v.38, n.3, p.561-568, 2014, de autoria de Juliana de Oliveira Lopes, Rosilei Aparecida Garcia, Alexandre Miguel do Nascimento e João Vicente de Figueiredo Latorraca, relata sobre a Uniformização da cor da madeira jovem de teca pela termorretificação.

Foto ilustrativa - Google
               
     A teca tem sido identificada como uma das espécies de maior potencial para estabelecer plantações de madeira tropical de alta qualidade sob o manejo florestal sustentável. É altamente valorizada pela indústria madeireira para produção de madeira serrada e laminados em razão das suas excelentes propriedades físicas e mecânicas, bem como ao seu agradável aspecto estético.
         A espécie apresenta cerne e alburno bem distintos. A madeira do cerne é atrativa pela sua coloração amarela ou marrom-dourada e por outras propriedades desejáveis, como a durabilidade natural, a aptidão à usinagem e ao acabamento superficial e à alta estabilidade dimensional, sendo, muitas vezes, utilizada como referência entre as espécies para a classificação de madeiras tropicais. A madeira do alburno apresenta as mesmas propriedades do cerne, entretanto possui menor durabilidade, sendo necessária a utilização de tratamentos preservativos.
         No Brasil, os plantios de teca apresentam menor ciclo de corte. A madeira proveniente de árvores entre 7 e 18 anos é apropriada para a indústria moveleira, construção e decoração, apresentando alta elasticidade, o que a torna adequada para desenvolver o design final dos móveis. Entretanto, a madeira apresenta coloração mais clara. A tonalidade clara e o aspecto mesclado (contraste entre cerne e alburno) dessa madeira pode apresentar aspecto negativo, já que as madeiras de teca dos países de origem apresentam maior uniformidade quanto à cor e, consequentemente, maior aceitação no mercado em relação à madeira proveniente de plantios do Brasil.
         Nos últimos anos, vários trabalhos têm demonstrado as melhorias que o tratamento de termorretificação agrega às propriedades da madeira, sendo elas, principalmente, a estabilidade dimensional e a durabilidade natural. Além dessas características, o tratamento também pode causar alterações na cor da madeira original, fazendo que ela adquira cor mais escura, a qual, muitas vezes, acaba agregando maior valor ao produto final devido à maior atratividade estética.
         Neste contexto, o objetivo deste estudo foi avaliar a uniformidade da cor da madeira de teca (peças contendo cerne e alburno) após a aplicação de tratamentos termorretificadores. A madeira utilizada foi oriunda de árvores jovens (12 anos) provenientes de plantios de diferentes espaçamentos. Amostras de madeira com 150 x 75 x 20 mm foram termorretificadas a 180 e 200 ºC, durante 2h 30. As análises colorimétricas foram realizadas com o auxílio de um espectrofotômetro no espaço CIE-L*a*b*.
         Os tratamentos termorretificadores proporcionaram maior uniformidade às peças de madeira de teca, sendo o tratamento a 200 ºC o mais efetivo, o que demonstra o potencial da termorretificação para a obtenção de produtos de madeira de maior valor agregado. A cor da madeira termorretificada a 180 ºC apresentou maior uniformidade no espaçamento menos adensado, entretanto ele não apresentou efeito na uniformidade da cor da madeira termorretificada a 200 ºC.
 
O artigo completo pode ser lido no site da Bibliotea Digital Florestal ou através do link: http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br/handle/123456789/10590


Fonte: Marina Lotti e Ana Teresa Leite - BIC: Biblioteca Digital Florestal



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

12/12/2019 às 05:58

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1417 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey