Facebook Twitter RSS

Avanço e Pesquisa

Versão para impressão
A-
A+


10/11/2014

Avaliação do efeito de tratamentos termorretificadores na uniformidade da cor da madeira de teca

Artigo submetido à Revista Árvore, Viçosa, v.38, n.3, p.561-568, 2014, de autoria de Juliana de Oliveira Lopes, Rosilei Aparecida Garcia, Alexandre Miguel do Nascimento e João Vicente de Figueiredo Latorraca, relata sobre a Uniformização da cor da madeira jovem de teca pela termorretificação.

Foto ilustrativa - Google
               
     A teca tem sido identificada como uma das espécies de maior potencial para estabelecer plantações de madeira tropical de alta qualidade sob o manejo florestal sustentável. É altamente valorizada pela indústria madeireira para produção de madeira serrada e laminados em razão das suas excelentes propriedades físicas e mecânicas, bem como ao seu agradável aspecto estético.
         A espécie apresenta cerne e alburno bem distintos. A madeira do cerne é atrativa pela sua coloração amarela ou marrom-dourada e por outras propriedades desejáveis, como a durabilidade natural, a aptidão à usinagem e ao acabamento superficial e à alta estabilidade dimensional, sendo, muitas vezes, utilizada como referência entre as espécies para a classificação de madeiras tropicais. A madeira do alburno apresenta as mesmas propriedades do cerne, entretanto possui menor durabilidade, sendo necessária a utilização de tratamentos preservativos.
         No Brasil, os plantios de teca apresentam menor ciclo de corte. A madeira proveniente de árvores entre 7 e 18 anos é apropriada para a indústria moveleira, construção e decoração, apresentando alta elasticidade, o que a torna adequada para desenvolver o design final dos móveis. Entretanto, a madeira apresenta coloração mais clara. A tonalidade clara e o aspecto mesclado (contraste entre cerne e alburno) dessa madeira pode apresentar aspecto negativo, já que as madeiras de teca dos países de origem apresentam maior uniformidade quanto à cor e, consequentemente, maior aceitação no mercado em relação à madeira proveniente de plantios do Brasil.
         Nos últimos anos, vários trabalhos têm demonstrado as melhorias que o tratamento de termorretificação agrega às propriedades da madeira, sendo elas, principalmente, a estabilidade dimensional e a durabilidade natural. Além dessas características, o tratamento também pode causar alterações na cor da madeira original, fazendo que ela adquira cor mais escura, a qual, muitas vezes, acaba agregando maior valor ao produto final devido à maior atratividade estética.
         Neste contexto, o objetivo deste estudo foi avaliar a uniformidade da cor da madeira de teca (peças contendo cerne e alburno) após a aplicação de tratamentos termorretificadores. A madeira utilizada foi oriunda de árvores jovens (12 anos) provenientes de plantios de diferentes espaçamentos. Amostras de madeira com 150 x 75 x 20 mm foram termorretificadas a 180 e 200 ºC, durante 2h 30. As análises colorimétricas foram realizadas com o auxílio de um espectrofotômetro no espaço CIE-L*a*b*.
         Os tratamentos termorretificadores proporcionaram maior uniformidade às peças de madeira de teca, sendo o tratamento a 200 ºC o mais efetivo, o que demonstra o potencial da termorretificação para a obtenção de produtos de madeira de maior valor agregado. A cor da madeira termorretificada a 180 ºC apresentou maior uniformidade no espaçamento menos adensado, entretanto ele não apresentou efeito na uniformidade da cor da madeira termorretificada a 200 ºC.
 
O artigo completo pode ser lido no site da Bibliotea Digital Florestal ou através do link: http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br/handle/123456789/10590


Fonte: Marina Lotti e Ana Teresa Leite - BIC: Biblioteca Digital Florestal



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

17/08/2019 às 20:57

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1346 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey