Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 16

Warning: max() [function.max]: Array must contain at least one element in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 53

Warning: min() [function.min]: Array must contain at least one element in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 55
CIFlorestas>>Avanço e Pesquisa>>Avaliação da qualidade fisiológica e sanitária de sementes de aroeira-preta submetidas a diferentes métodos de superação de dormência

Facebook Twitter RSS

Avanço e Pesquisa

Versão para impressão
A-
A+


21/10/2014

Avaliação da qualidade fisiológica e sanitária de sementes de aroeira-preta submetidas a diferentes métodos de superação de dormência

Artigo submetido à Revista Ciência Florestal, Santa Maria, v. 24, n. 2, p. 289-297, abr.-jun., 2014, de autoria de Graziela Piveta, Marlove de Fátima Brião Muniz, Lia Rejane Silveira Reiniger, Cláudia Braga Dutra, Cleidionara Pacheco, relata sobre a Qualidade sanitária e fisiológica de sementes de aroeira-preta (Lithraea molleoides) submetidas a métodos de superação de dormência.

Aroeira-preta
            Pertencente à família Anacardiaceae, a Lithraea molleoides (Vell.) Engl. possui ocorrência natural de Minas Gerais até o Rio Grande do Sul. Conhecida popularmente como aroeira-preta é uma espécie produtora de carvão e de lenha de grande poder calorífico.
            Em muitas espécies florestais, assim como na Lithraea molleoides,  é comum encontrar sementes que, embora permanecendo viável por longos períodos no banco de sementes do solo, a germinação é lenta e irregular, mesmo quando expostas a condições ambientais favoráveis. Esse fenômeno é denominado dormência e consiste em estratégia natural de sobrevivência da semente no solo, após maturação e dispersão, para garantir a perpetuação da espécie. Neste caso, o conhecimento de suas causas é de importância prática, visto que permite a aplicação de tratamentos apropriados para se obter melhor germinação.
            Outro problema encontrado no processo de germinação em sementes florestais é a qualidade sanitária, o qual pode causar anormalidade e lesão na plântula, bem como a deterioração de semente. Neste contexto, o presente estudo, realizado pela Universidade Federal de Santa Maria, teve como objetivo avaliar a qualidade fisiológica e sanitária de sementes de Lithraea molleoides (Vell.) Engl. comparando diferentes métodos de superação da dormência.
            Os métodos de superação da dormência utilizados foram: escarificação ácida por 10, 15, 20 e 25 minutos; imersão em água quente, com temperatura de 70, 80 e 90 °C, até resfriar por 24 horas, imersão em ácido giberélico (GA3) na concentração de 250 e 500 mg.L-1, por 24 e 48 horas; e imersão em nitrato de potássio (KNO3) por 24 e 48 horas. Foram realizadas avaliações de sanidade, germinação e comprimento médio de plântulas. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, com quatro repetições de 25 sementes por tratamento. Os dados em percentagem foram transformados segundo arco sen√x/100 e submetidos à análise de variância. A comparação das médias foi realizada através do teste de Tukey a 5 % de significância. Foi realizada análise de correlação simples entre sementes mortas do teste de germinação e os diferentes fungos identificados no teste de sanidade.
            No teste de sanidade, foram identificados com maior incidência os fungos Rhizoctonia spp., Penicillium spp., Aspergillus spp., Alternaria spp., Chaetomium spp., Epicoccum spp. De uma maneira geral, a utilização da água quente controlou a incidência dos diferentes fungos e a utilização do ácido giberélico proporcionou um aumento da incidência dos diferentes patógenos. A maior porcentagem de germinação foi observada quando se utilizou escarificação ácida por 20 minutos, imersão em água quente a 70 °C, GA3 (250 mg L-1 por 48 horas) e KNO3  por 48 horas.
 

Trabalho completo disponível no link da Biblioteca Digital Florestal:

http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br/handle/123456789/10790


Fonte: Marina Lotti e Ana Teresa Leite - BIC: Biblioteca Digital Florestal



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

18/06/2018 às 16:10

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


2407 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey