Facebook Twitter RSS

Avanço e Pesquisa

Versão para impressão
A-
A+


09/06/2015

Atratividade, em campo, de extratos botânicos em iscas formicidas

Monografia apresentada à Universidade Federal de Viçosa, de autoria de Indira Bifano Comini, relata sobre a Atratividade, em campo, de extratos botânicos em iscas formicidas.

Foto ilustrativa

           As formigas-cortadeiras têm grande importância na ecologia, sendo responsáveis pela dispersão de sementes de várias espécies, ciclagem de nutrientes, decomposição de matéria orgânica, mutualismo com outras espécies e auxílio na melhoria de características físicas do solo como aeração do mesmo.
           Além da ecologia, a sua importância se estende também no âmbito econômico, no que diz respeito aos danos causados por essas formigas aos plantios florestais, agrícolas e às pastagens. A sua ocorrência durante todo o ano somado ao fato de esses organismos não fazerem distinção das florestas quanto à idade, fazem com que eles assumam o patamar de principal praga florestal brasileira.
            Em decorrência desses danos tem-se uma preocupação em relação ao combate destes indivíduos uma vez que eles podem dizimar as plantações causando a morte das árvores, caso o combate não seja feito de maneira rápida e eficiente. Dessa forma, dentre as técnicas de manejo integrado o combate químico feito através de iscas formicidas granuladas é a técnica mais utilizada por ser mais prática e econômica em relação às demais, já que aproveita a mão-de-obra das próprias operárias para incorporar os grânulos dentro da colônia.
            Sabe-se que existem produtos alternativos à polpa cítrica, o atrativo mais utilizado na composição das iscas formicidas na atualidade, que apresentam maior potencial de atração pelas operárias. Portanto, o presente trabalho teve como objetivo testar em campo, a atratividade de extratos botânicos em iscas formicidas sobre operárias de Atta sexdens Linnaeus para inferir se algum deles tem potencial para ser utilizado na composição de iscas como componente atrativo em comparação à polpa cítrica.
             A metodologia utilizada consistiu em oferecer às operárias iscas dispostas em seis tratamentos (iscas placebo com extratos das plantas Arruda, Jaborandi, Santa Maria e Voadeira, somente a isca placebo e a isca comercial), e verificar a quantidade que cada um deles é carregado para o interior da colônia, em intervalos de tempo pré-determinados. Verificou - se também qual deles as operárias carregaram primeiramente, em quanto tempo e a velocidade de carregamento por tratamento, em cinco trilhas de forrageamento.
            Desse modo, os resultados evidenciaram que todos os tratamentos constituídos de iscas (placebo) com extratos de plantas não apresentaram desempenho diferente entre si, porém todos se mostraram melhores em relação à isca comercial utilizada. Portanto, observou-se nos extratos testados um potencial de atratividade maior em relação à polpa cítrica, implicando no uso dos mesmos como produtos alternativos ao atrativo comercial.

Leia esse e outros trabalhos na íntegra no site da Biblioteca Digital Florestal:
http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br/handle/123456789/13302


Fonte: Camila Oliveira Batista- Bolsista BIC: Biblioteca Florestal Digital



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

09/12/2019 às 23:21

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


2029 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey