Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


23/10/2010

Água na borracha

Produtores de borracha do noroeste de São Paulo estão mais aliviados com a volta da chuva. A quantidade de látex produzido pelas seringueiras aumentou.

A chuva devolveu o otimismo aos produtores. O agricultor Guilherme Menezes Guiduti tem 20 mil seringueiras na propriedade em Tanabi e estava desanimado com o tempo seco nos meses de julho, agosto e setembro. Agora, a expectativa é outra. 

"A expectativa é numa faixa de 250 gramas por planta, que vai chegar agora em torno de 600 gramas por planta", disse Guiduti. 

A chuva fez mesmo toda a diferença na produtividade dos seringais. "Esse é o equivalente a todo o trabalho realizado no mês de setembro. Eu tenho cinco sangrias. Se a gente for comparar, para se ter uma ideia, é o equivalente a apenas um corte realizado após as mudanças nas condições climáticas", explicou o agrônomo Nilson Cardoso Troleis. 

O estado de São Paulo, responsável por metade da produção nacional, deve produzir 55 mil toneladas de borracha nesta safra. 

Em outra propriedade, em Monte Aprazível, um casal de seriemas se aproximou e até fez pose para cantar. Surpresa boa para o gerente de produção Antônio Marques, que trabalha no seringal. Dizem no campo que o canto da ave indica chuva. 

Quanto mais água, mais produtividade. As canecas que armazenam o látex já estão cheias. A produção foi antecipada e está pronta para ser entregue à usina de beneficiamento. O seu Antônio achou que só veria essa cena no fim do ano. "É bom para todo mundo. Os sangradores dependem disso", concluiu. 

Os produtores estão vendendo o quilo do coágulo por três reais. É o dobro do preço negociado no mesmo período do ano passado. 


Fonte: Globo Rural



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

11/08/2020 às 03:49

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


2089 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey