Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


10/11/2014

A RIQUEZA DAS GOTAS DAS CHUVAS NÃO PODE SER PERDIDA

Eng. Agrônomo Helvécio Mattana Saturnino - Presidente da ABID


Nas Ciências Agrárias existe um fundamento de enorme alcance e bastante instigante: o das boas práticas agrícolas que assegurem a infiltração e captação de cada gota d`água que cai na propriedade. A nota 10 é para aquele que maneja sabiamente seus recursos naturais para maximizar a infiltração das águas e a recarga dos aquíferos.
 
Mas como a intensidade das chuvas não guarda correlação com a velocidade de sua infiltração no solo, os bons princípios da conservação do solo e da água, são fundamentais. Nesse bojo, guardar essas águas em pequenas e médias barragens é um estratégico investimento.
 
Está justamente no espaço rural essa capacidade de coletar as chuvas e fazê-las cada vez mais produtivas ao longo do ano, seja para a produção agrícola, garantindo os investimentos dos agricultores e a segurança alimentar das populações, ou seja, na regulação do fluxo hídrico ao longo do ano, retendo as águas da estação chuvosa , contribuindo para minimizar a ocorrência de enchentes e liberando-a na estação seca, para melhor atender a todos os usuários das águas, com suas devidas prioridades.
 
Na construção de barragens está a necessidade de conjugar as boas técnicas de engenharia com as de gestão dos recursos hídricos, para que cada empreendimento seja seguro e atenda as necessidades projetadas. Além disso, pelo fato da maioria dos mananciais necessitarem de intervenções em áreas de preservação permanente (APP), é imprescindível a licença ambiental para construção das barragens. Infelizmente, as dificuldades e morosidade dos processos de licenciamento ambiental, têm levado muitos agricultores a desistirem do empreendimento.

O novo Código Florestal Mineiro (Lei 20.922/2012) descortina caminhos para que se declare de interesse social a implantação da infraestrutura necessária à acumulação e à condução de água para a atividade de irrigação e regularização de vazão para fins de perenização de curso d'água.

Assim o documento CONSTRUÇÃO DE BARRAGENS PARA FINS DE AGRICULTURA IRRIGADA - CENÁRIO REGULATÓRIO, elaborado pelo Polo de Excelência em Florestas, bastante debatido e aprovado no XXIV CONIRD, http://www.abid.org.br/conird.asp- discorre sobre a importância dessas barragens, seus fundamentos e procedimentos necessários para que tal investimento seja realizado, tomando-se como base a legislação mineira, conjugada com a nacional.


O documento elaborado pelo Polo de Excelência em Florestas ganhou destaque no  Podcast Unesp, que é uma parceria com a Área de Hidráulica e Irrigação do Câmpus de Ilha Solteira da Unesp. O Podcast UNESP publica semanalmente noticiário sobre a agricultura irrigada e agroclimatologia. O objetivo é orientar as formas de manejo racional da água e energia.

Para ver o documento completo, clique aqui. 
 


Fonte: Polo de Excelência em Florestas



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (4)


romeu nogueira campos junior (XIBIU) disse:

17/11/2014 às 21:41

É isso aí, meu caro.
Tenho uma enorme satisfação e orgulho em ter participado dessa geração de profissionais e, mais ainda, continuar a compartilhar de anseios e esperanças vivenciadas em nossa querida UREMG. O texto sinaliza a nossa posição de agrônomos comprometidos.
Embora distante, estou antenado.
Um grande abraço e vá em frente. Cesta para o BAFO!

Romeu

Júlio Bedê disse:

17/11/2014 às 17:13

Caro Helvécio, sua abordagem é estratégica e finamente apoiada na técnica, confirmando sua posição de pensador da agropecuária brasileira e honrando nossa ABID. Ações simples e de responsabilidade podem mudar os nossos rumos como irrigantes, técnicos das ciências agrárias e cidadãos.
Aproveito para parabenizar a equipe da Dendrus por uma abordagem objetiva da Nova Lei Florestal mineira e suas aplicações, e por divulgar roteiro tão pragmático para regularização da construção de obras para reservação de água. Cumprimento especial à colega Ana, que apresentou esse trabalho no último Conird.

JOSÉ SALES MARIANO DA ROCHA disse:

17/11/2014 às 16:44

A SALVAÇÃO DOS AQUÍFEROS SUBTERRÂNEOS SIGNIFICA ÁGUA DISPONÍVEL CONSTANTEMENTE.
AS BARRAGENS SUBTERRÃNEAS NO NORDESTE SÃO MAIS EFICIENTES QUE A TRANSPOSIÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO, PORÉM SÃO DE BAIXO CUSTO E NÃO DÃO BONS LUCROS NA "CORRUPÇÃO".
POR OUTRO LADO, AS PEQUENAS BARRAGENS DE SUPERFÍCIE, COMO AS PROPOSTAS PELO CI FLORESTAS, SÃO EXCELENTES IDEIAS QUE DEVEM SER POSTAS EM PRÁTICAS SEM BUROCRACIA.
DR. JOSÉ SALES MARIANO DA ROCHA - LIVRE DOCENTE EM MANEJO INTEGRADO DE BACIAS HIDROGRÁFICAS

Maurício Carvalho de Oliveira disse:

17/11/2014 às 09:32

São iniciativas como esta que abre os horizontes das instituições e burocracia nacional, as que exercem algum mandato sobre a gestão dos recursos naturais, para que atuem, de forma proativa, para o uso sustentável, principalmente do solo e da água, e não sejam mais um entrave ao processo de reservação da água, fonte da vida.
Para isso, é de suma importância um olhar para a bacia hidrográfica como um todo, o solo, essa nossa imensa caixa dágua, que deve ser mantido sempre COBERTO, com vegetação luxuriante, (pastos, florestas, áreas agrícolas). É maximização da produção agropecuária e renda para o produtor rural.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


2240 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey