Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


15/12/2013

Cidade do interior paulista perde selo de qualidade ambiental

Foto: Google

A Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo rebaixou a Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto a 21 posições no ranking estadual de eficiência na gestão ambiental. Desde 2009, a cidade figurava entre as que obtiveram o selo “Município Verde Azul”, que atesta a qualidade e comprometimento das políticas ambientais. Neste ano, Ribeirão sequer conseguiu esse índice.

Para conquistar o selo, os municípios precisam obter, no mínimo, a nota 80 entre os dez indicadores analisados, como qualidade do ar e arborização.

No ranking de 2013, Ribeirão teve 75,6 de pontuação e ficou na 98ª colocação de um total de 587 cidades. No ano passado, obteve 87 de nota, conquistando a 67ª posição. Além disso, caiu uma posição no ranking das cidades com mais de 500 mil habitantes, passando de segundo para terceiro - atrás de Sorocaba e Campinas.

Região

No quesito ambiental, o orgulho da região de Ribeirão Preto é Santa Rosa de Viterbo (72 km), que ficou na terceira colocação do ranking estadual, com 95 pontos. Apesar de terem notas inferiores ao ano passado, Franca (13º) e Sertãozinho (36º) também ficaram à frente de Ribeirão e conquistaram o selo Município Verde Azul. No fim da tabela, Pontal ficou entre as 30 piores de todo o Estado, na 563ª posição com apenas 6,3 pontos.

Verbas

O ranking de qualidade ambiental dos municípios do Estado de São Paulo em 2013 foi divulgado anteontem, quando ocorreu a premiação das 67 cidades paulistas que conquistaram o selo Verde Azul. A participação na avaliação é obrigatória para as cidades receberem verbas do Fundo Estadual de Controle da Poluição. As cidades que conseguem o selo têm prioridade no recebimento desses recursos. O programa foi lançado em 2007 - ano em que Ribeirão obteve 48 pontos. Agora, a cidade interrompeu quatro anos consecutivos com nota acima de 80.

Prefeitura diz que não teve acesso ao relatório final

Em nota, a Prefeitura de Ribeirão Preto informou que “ainda não teve acesso ao relatório final” e que, quando o tiver, será feita avaliação e “prestação de  esclarecimentos”. 

Já a Secretaria de Estado do Meio Ambiente diz que, desde ontem, os municípios podem ter acesso ao relatório completo, em que está especificada a pontuação em cada um dos quesitos analisados - as prefeituras têm um prazo de dez dias úteis para contestar os dados. 

Dez itens são verificados para estipular a pontuação  dos municípios na gestão ambiental: esgoto tratado, resíduos sólidos, mata ciliar, arborização urbana, educação ambiental, cidade sustentável (existência de leis ambientais), uso da água, qualidade do ar, estrutura ambiental e atividade do Conselho Ambiental Municipal. 


Fonte: Celulose Online



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

26/06/2019 às 11:56

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1222 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey