Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 16

Warning: max() [function.max]: Array must contain at least one element in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 53

Warning: min() [function.min]: Array must contain at least one element in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 55
CIFlorestas>>Notícia>>Pesquisadores desenvolvem imagens de alta resolução para monitorar coberturas florestais

Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


20/05/2013

Pesquisadores desenvolvem imagens de alta resolução para monitorar coberturas florestais

Foto: Google
O conjunto de dados, que foi publicado no International Journal of Digital Earth, baseia-se na combinação de informações de dois sistemas de sensores de satélites: o Moderate Resolution Imaging Spectrometer-resolução (MODIS), com 250 metros de resolução, e o Landsat, com 30 metros. O resultado é uma visão da cobertura de árvores que é mais precisa do que o padrão da indústria para o monitoramento florestal global: MODIS-based Vegetation Continuous Fields (VCF).

Esse desenvolvimento é importante porque as mudanças de uso da terra, como o desmatamento, a degradação florestal e o reflorestamento muitas vezes ocorrem em escalas muito pequenas para serem detectadas com sistemas baseados em VCF, de acordo com o principal autor do estudo, Joseph Sexton.

"Imagino que esses dados serão usados para refinar a análise científica - ecologia, hidrologia, economia, etc - dos ecossistemas florestais a nível mundial", disse Sexton ao mongabay.com. "Mas, por outro lado, do ponto de vista prático, eles trazem as medições por satélite derivadas da cobertura da árvore para baixo em escalas sub-hectare que são essenciais para as decisões locais. Ao fazê-lo, eles permitem a comunicação entre os cientistas que trabalham para monitorar e compreender os ecossistemas e as autoridades políticas e os detentores de terra possibilitando uma melhor conservação do solo. "

Esse avanço é um potencial "divisor de águas" para controlar alterações na cobertura florestal, segundo Clinton Jenkins, um pesquisador da Universidade Estadual da Carolina do Norte, que não estava envolvido no estudo, mas é um usuário ativo de dados de sensoriamento remoto.

"São duas as razões pelas quais este conjunto de dados é uma virada de jogo. Primeiro, é uma resolução de 30 metros baseada em imagens Landsat, formando um conjunto de dados pioneiro globalmente. Quase todos os conjunto de dados mundiais até agora eram de 1 km de resolução. Em segundo lugar, ele trabalha com a porcentagem de cobertura das árvores ao invés de utilizar alguma definição arbitrária de "floresta". Isto significa que se pode aplicar qualquer definição de floresta (por exemplo, 30% de fechamento do dossel) e saber o quanto da área globalmente atende esse critério."

"Vários grupos têm trabalhado em tais dados, e há uma demanda imensa", Jenkins acrescentou. "A equipe Sexton et al foi a primeira a alcançar a linha de chegada."

O conjunto de dados, que está disponível gratuitamente na Global Land Cover Facility (GLCF), já está sendo usado para analisar os padrões globais de cobertura florestal e de mudança no uso da terra, de acordo com Sexton.

CITAÇÃO: Sexton, J.O., X.-P. Song, M. Feng, P. Noojipady, A. Anand, C. Huang, D.-H. Kim, K.M. Collins, S. Channan, C. DiMiceli, J.R. Townshend. 2013. Global, 30-m resolution continuous fields of tree cover: Landsat-based rescaling of MODIS continuous fields and lidar-based estimates of error. International Journal of Digital Earth.


Fonte: Carbono Brasil



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

20/05/2019 às 14:43

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1440 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey